Foto: Divulgação

O policial civil Geraldo Filho retira o motorista do Uber do porta-malas de seu carro. No destaque, os assaltantes presos

Um motorista do Uber foi resgatado do porta-malas de seu próprio carro por uma equipe de policiais do 23º Distrito Integrado de Polícia, depois de ser sequestrado por três assaltantes, na noite desta terça-feira, 16, no bairro de Flores, Zona Centro-Sul de Manaus.

Os policiais realizavam a Operação Desapega para combater e desarticular quadrilhas especializadas em assaltos a residências daquela área da cidade, quando o carro com três homens suspeitos foi parado numa barreira montada para averiguação de documentos e revista de seus ocupantes.

 

Os três assaltantes usavam o carro em arrastões 

 

Policiais renderam e deram voz de prisão em flagrante aos bandidos

Os três homens ainda tentaram fugir da barreira mas foram rendidos pela equipe do 23º DIP, e quando foi aberto o porta-malas do veículo lá estava o motorista com as mãos amarradas para trás, bastante assustado.

O nome do motorista não foi revelado, mas ele contou que foi trancado no porta-malas logo depois de pegar os três homens como passageiros, e depois de ser rendido foi colocado no porta-malas onde permaneceu por mais de uma hora, enquanto o carro era usado em assaltos a mão armada em vários locais da cidade.

 

O investigador Geraldo Filho e equipe salvaram a vida do motorista (de camisa vermelha)

 

Momento da prisão dos bandidos (Fotos: Divuilgação)

 

O investigador Geraldo Filho que atuava como chefe da equipe do 23º DIP naquele momento, disse que encontrou o motorista bastante nervoso e chorando bastante. Para o policial, pela sua experiência, o motorista do Uber poderia estar com sua vida por um triz nas mãos dos criminosos.

Os três bandididos foram levados para o 23º DIP e autuados em flagrante delito nos crimes de sequestro, cárcere privado, roubo e porte ilegal de arma de fogo. O motorista do Uber foi conduzido ao pronto socorro e em seguida, teve de retornar para a Delegacia para ser ouvido como vítima do crime.

Veja o vídeo

Comentários


O município Presidente Sarney é uma das 17 cidades que compreende o pólo de saúde de Pinheiro. No entanto, dos 17 municípios, Presidente Sarney é a única que não dispõe de médicos para seus munícipes.

Isso é facilmente comprovado com os inúmeros encaminhamentos irregulares assinados por enfermeiros, o que é completamente ilegal.

Guias de uso obrigatório por lei apenas por médicos e preenchidas por enfermeiros, além de criminoso, compromete o atendimento nas unidades de urgência e emergência do pólo Pinheiro, pois pacientes que não necessitam de atendimentos de média/alta complexidade acabam congestionando e lotando os corredores das unidades.

São inúmeros os casos de encaminhamentos do município de Presidente Sarney preenchidos por enfermeiros que até o Ministério Público já foi acionado pela direção do Materno Infantil, mas nunca se manifestou sobre o assunto.

O prefeito de Pinheiro foi categórico em sua declaração sobre o caso: “O nosso compromisso é com o ser humano, e por isso nunca iremos fechar as portas pra quem precisa de ajuda; e é justamente por esse compromisso que temos com a população dos 17 municípios que compõem o pólo de Pinheiro, que não podemos deixar situações como essa de lado, pois compromete a qualidade do atendimento dos serviços prestados e isso pode custar vidas.”

Para a pediatra e primeira dama de Pinheiro, Dra. Thayza Hortegal a prioridade é a saúde da população: “nós sempre iremos dar primeiro o atendimento, mas temos que cobrar que essa situação seja resolvida, apenas a avaliação médica pode indicar qual o melhor procedimento para o paciente; quando um paciente é encaminhado sem necessidade para materno infantil, por exemplo, ou sem a devida estabilização, pode custar a saúde e até mesmo a vida desse e de outros que estão recebendo atendimento naquele momento.”

 

A criação das Salas de Estabilização Pediátrica e Obstétrica é uma iniciativa da Dra. Thayza Hortegal justamente para ajudar no acolhimento desses pacientes que chegam ao materno sem o devido atendimento médico prévio.


 

Veja o vídeo e a realização desse sonho nas Comunidades de Rita de Cassia, Casa Grande, Ponta de Paulo e Santa Rosa. que há muitos anos esperavam para ver a água potável chegar na torneira de casa. 

 

Na verdade o esforço da Prefeita Conceição Castro , junto ao Governo do Estado não foi em vão. isso representa a FORÇA  DA PARCERIA  entre eles e a concretização dos sonhos dessas Comunidades  da zona rural de São Vicente Ferrewr, que também aguardavam o abastecimento de água em uma grande fila de espera.


Proprietário de bar do município de Santa Inês foi condenado por infringir o ECA e deverá pagar multa no valor de R$ 6 mil.

A Justiça do Maranhão condenou um proprietário de bar do município de Santa Inês, a 250 km de São Luís, por vender bebida alcoolica a crianças e adolescentes. Por infringir o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) ele deverá pagar uma multa no valor de R$ 6 mil. A sentença que foi assinada pela juíza Glauce Ribeiro da Silva, responsável pela 3ª Vara, afirmou que o dono do estabelecimento infringiu o artigo 81 do ECA, que trata sobre a proibição de venda de bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes.

A magistrada determinou, ainda, uma vistoria ao estabelecimento, a ser feita por um oficial de Justiça. De acordo com a sentença, no local foi verificada a venda de bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes, contrariando de modo indevido portaria expedida pela unidade judicial e expondo a perigo dezenas de crianças e adolescentes do município.

Conforme relatório anexado, o Conselho Tutelar de Santa Inês, em conjunto com a Polícia Militar, iniciou fiscalizações em bares e festas com o intuito de coibir a venda de bebidas alcoólicas a crianças e adolescentes. Durante a fiscalização ao bar foi observado que vários adolescentes que estavam no local estavam desacompanhados de seus responsáveis e que não haviam apresentado identificação para o proprietário do bar, de modo que possuíam livre acesso ao local. No início do ano passado, uma adolescente cometeu ato infracional análogo ao crime de homicídio no interior do estabelecimento.

O Conselho Tutelar constatou ainda que o bar vinha praticando de forma reiteradamente as infrações administrativas previstas nos arts. 249, 258 e 243 do ECA, devendo por isso, a multa ser fixada em valor superior ao mínimo. A magistrada relata que foi deferida a liminar determinando a interdição temporária do estabelecimento e o cumprimento da portaria expedida pela 3a Vara.

“Encontra-se esculpido no art. 227 da Constituição Federal de 1988, bem como no art. 1º do ECA, o princípio da Proteção Integral da criança e do adolescente, que atribui ao Estado, à Sociedade e à Família o dever de assegurar os direitos das crianças, adolescentes e jovens, com absoluta prioridade, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”, pontuou a juíza ao sentenciar.

Além da multa por infringir artigo do ECA, o proprietário deverá pagar multa no valor equivalente a cinco salários-mínimos e comparecer à secretaria judicial da 3ª Vara de Santa Inês em até 30 dias após o trânsito em julgado da decisão, para pagar a referida multa.


Desde o último dia (1º) de janeiro até 14 de fevereiro (quarta-feira de cinzas), a pasta da segurança pública do Maranhão por intermédio da Delegacia Geral de Polícia Civil vem intensificando na prestação de serviço nos cinco plantões da região metropolitana durante o período pré-carnavalesco, visando agilizar e oferecer um acolhimento mais humanizado para as vítimas, garantindo um atendimento de qualidade e eficaz a esse público.

A população pode contar com os serviços prestados e registrar as ocorrências no plantão dos bairros Centro, Cohatrac, Cidade Operária, Maiobão e Itaqui-Bacanga. Em todas, há a presença de um efetivo policial. Além disso, os serviços especializados estão em total funcionamento, como é o caso da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP) e da Delegacia Especial da Mulher (DEM).

Nos próximos dias deve ser realizada uma reunião com toda a cúpula da segurança pública e órgãos públicos afins, onde serão traçados o planejamento das ações da segurança a serem desenvolvidas no período festivo de carnaval e que tem como intuito coibir práticas comuns neste período do ano.

O Secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela irá determinar que sejam ampliados os efetivos nos cinco plantões, além de ressaltar a importância do trabalho integrado entre a Polícia Civil e Militar do estado, tudo para garantir a segurança total dos foliões.

ASCOM/SSP-MA.


 

O Hospital Nossa Senhora das Mercês, popularmente conhecido em toda região da baixada como Materno Infantil, é a principal maternidade do pólo que compreende 17 municípios.

Com mais de 40 anos de existência, a instituição que foi doada por Dom Afonso Maria Ungarelli em 1974, se tornou o mais importante (e único) hospital especializado em atendimento obstétrico e pediátrico da região, sendo sua importância (infelizmente) esquecida com o passar dos anos por algumas gestões.

Assim como outros prédios públicos, principalmente na área da saúde, o Materno Infantil foi recebido em estado de abandono, o que levou o prefeito eleito em 2016, Luciano Genésio, declarar estado de emergência quando assumiu a gestão.

Em 2017 Luciano deu início às reformas do prédio além de capacitação para funcionários e a implantação do atendimento humanizado. O trabalho de reestruturação da instituição já está em processo final e a diferença entre o antes e depois impressiona a todos que necessitam dos serviços do hospital.

Todo a parte visual foi adaptada para transformar o ambiente mais atrativo e divertido para as crianças e assim facilitar o atendimento e o processo de recuperação dos pequenos pacientes.

Além da reforma, novas salas e novos serviços foram implantados com o processo de modernização do hospital:

Hoje o materno conta com o serviço de Regulação Médica que facilita a solicitação e a liberação de leitos em todo o estado do Maranhão e o de massoterapia que ajuda no relaxamento muscular para o parto.

Também conta com a Sala Multiprofissional que disponibiliza atendimento de psicologia e assistência social para pacientes que pretendem realizar a laqueadura (procedimento irreversível).

A nova direção também implantou as Salas de Estabilização Pediátrica e Obstétrica.

A Lei de Acompanhamento (nunca antes obedecida) hoje é respeitada dentro do hospital, as mamães podem dividir a hora do parto e pós-parto imediato com a pessoa escolhida para esse momento especial.

O projeto de elevação do atendimento de urgência e emergência para alta complexidade já foi aprovado e o processo de implantação já deve começar ainda no início de 2018.

Os resultados dos investimentos dentro do hospital podem ser visto nos recordes de atendimentos e na busca de pacientes de outros pólos, a exemplo de Viana, Cururupu e Governador Nunes Freire que enviam pacientes para Pinheiro.

Para o diretor do hospital, Louredir Lobato, é um grande desafio estar à frente da maternidade mas ao mesmo tempo uma grande honra poder levar um atendimento digno e humanizado a todos que precisam de cuidados: “Muito me honra a confiança que o Prefeito Luciano depositou em nossa equipe para estar a frente da direção do hospital; é muito gratificante poder implantar serviços que fazem toda diferença na hora do atendimento de urgência e emergência como as salas de estabilização; vários outros projetos estão em andamento como o “Alô Bebê” que apenas aguarda a chegada dos equipamentos para ser colocado em prática” afirmou o diretor.


 

O caseiro Emiliano Souza de Souza, 37, foi assassinado com golpes de terçado e machado, no final da noite de ontem, quinta-feira, 11, em um ramal próximo ao sítio onde ele trabalhava no km 23 da rodovia BR-174.

O corpo foi encontrado em local bastante escuro e vestia apenas uma bermuda, a cabeça estava encoberta por um capuz, as mãos, pés e outras partes do corpo estavam amarrados com uma corda de cor amarela e estava descalço.

O corpo foi encontrado por moradores da área que ouviram gritos de socorro e, como era tarde da noite, ninguém se atreveu sair de casa para ver o que estava acontecendo nas proximidades da casa da vítima.

 

Um morador da vizinhança resolveu telefonar para o número 190 da Polícia Militar, que acionou a 20ª Companhia Interativa Comunitária e uma guarnição foi enviada ao local.

 

A polícia investiga o crime.

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

Fotos: Divulgação


O assaltante Eliomar da Silva Fonseca, 21, vulgo “Leleco”, e uma adolescente de 16 anos foram apresentados à imprensa nesta quinta-feira, 11, pelo delegado titular Adriano Félix, na Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), com sede no bairro da Alvorada 2, Zona Centro-Oeste de Manaus.

Lely Braga foi assaltada e morta (Foto: Divulgação)

Os dois estão envolvidos diretamente no latrocínio que teve como vítima a idosa Lely Braga de Almeida, de 83 anos, ocorrido no dia 22 de dezembro de 2017.

O assassinato aconteceu durante um assalto em sua casa, onde também mantinha um comércio de estivas em geral, no bairro da Colônia Terra Nova, na Zona Norte.

“Leleco” e a adolescente confessararam que pularam o muro dos fundos da casa da idosa, com a intenção de roubar. Eles disseram que usaram máscaras feitas com meias para não serem reconhecidos, e depois de pegarem a quantia de R$ 500 reais da vítima, arrastaram Lely Braga para o quintal, amarraram-na e depois a mataram.

Primeiramente “Leleco” amarrou a vítima e em seguida a adolescente agrediu e matou a idosa. “A menor diz que enforcou e depois aplicou pauladas na cabeça da comerciante, um ato criminoso de extrema covardia pela idade avançada da vítima e pelo fato de ela não ter reagido”, disse o delegado Adriano Félix

Uma denúncia anônima ajudou os policiais da DERFD na elucidação do latrocínio.

Fonte: Portal do Zacarias

 


O Ministério Público do Maranhão solicitou, em 19 de dezembro, a indisponibilidade dos bens dos envolvidos nas irregularidades no Pregão Presencial nº 05/2011, de R$ 547.250,00, realizado pelo Município de Bacuri para locação de veículos para transporte escolar.
O pedido foi feito pelo titular da promotoria de justiça da comarca, Rodrigo Alves Cantanhede, em Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa, com pedido de tutela antecipada.
A ACP é baseada no relatório de fiscalização nº 37016, encaminhado pela Controladoria-Geral da União (CGU), relativo ao período de 22 de outubro a 8 de novembro de 2012.
 
ENVOLVIDOS
São citados o atual prefeito Washington Luis de Oliveira, que administrava o município também na época do pregão; o ex-secretário de Educação, Zaqueu Oliveira; o ex-presidente da Central Permanente de Licitação (CPL), LINELSON RODRIGUES , e os pregoeiros Rui Gonçalves e Márcio Lima.
Também figuram na lista o empresário José Maria da Silva e a empresa dele, Napoli Serviços de Construções LTDA, vencedora do pregão.
 
IRREGULARIDADES
Entre as irregularidades estão a falta de pesquisa prévia de preços; a ausência de previsão dos trajetos a serem atendidos; a inexistência de parecer jurídico e a falta de publicação do edital em jornal de grande circulação.
Outra ilegalidade foi o fato de o edital não ter exigido a comprovação de capacidade operacional das empresas participantes e também que os veículos atendessem às determinações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).
 
FRAUDE
Foram inseridos documentos de habilitação da empresa vencedora após a sessão do pregão, que teria ocorrido em 7 de fevereiro de 2011. Uma certidão de débito de contribuições previdenciárias foi anexada ao procedimento licitatório, em 5 de abril de 2011. Para o MPMA, isto indica que houve fraude no processo licitatório.
Outro indício é a falta de capacidade econômica da Napoli para executar o contrato. Não foi encontrado nenhum veículo registrado sob o nome da empresa, o que aponta a subcontratação dos serviços, o que não era autorizado no edital. Além disso, segundo o relatório, em 2011, a Napoli não funcionava no endereço informado.
Apesar das irregularidades foram pagos R$ 418.491,00 à empresa, sem apresentação de nota fiscal.
“A utilização do dinheiro público de forma irregular gera prejuízo ao erário e inviabiliza a implantação de políticas básicas de atendimento, como saúde, educação, habitação, dentre outras. O emprego irregular de recursos públicos no transporte escolar do município culminou no acidente ocorrido em abril de 2014”, lembra o promotor de justiça Rodrigo Cantanhede.
PEDIDOS
Além da indisponibilidade de bens, o MPMA requer a condenação dos envolvidos às penas previstas no artigo 12 da Lei nº 8.429/92, que incluem ressarcimento integral do dano, perda da função pública e bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, além da suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos.
Outras punições são o pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais e/ou creditícios, direta ou indiretamente, mesmo que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.
Com informações: Blog do Willian Redondo

Na manhã desta quarta-feira (10), a Polícia Civil por intermédio do 18º Distrito Policial da Cidade Olímpica, conseguiu lograr êxito no cumprimento ao mandado de prisão preventiva de Paulo Henrique Silva Santos, vulgo “Barreto” de 18 anos, suspeito na participação de um homicídio na capital.

A prisão foi confirmada pelo delegado Gil Gonçalves, informando que o crime teria ocorrido no mês de outubro de 2017, em uma localidade conhecida como invasão Ivaldo Rodrigues, pertencente ao bairro Cidade Olímpica. A vítima foi identificada como Adriano Conceição de Oliveira.

Ainda segundo o delegado, o investigado já se encontrava preso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas desde o último mês de dezembro, quando teria participado de um crime de roubo majorado. As investigações devem continuar no intuito de prender demais envolvidos no ato criminoso.

SSP-Ma.