TCE I

Presidente Jorge Pavão recebe documento do vereador Paulo Oliveira, observado pelo colega de parlamento Nil Gomes e pela servidora do TCE, Mônica Bezerra da Rocha

O Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA) recebeu ontem a primeira prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2015. A entrega da documentação, feita com mais de dois meses e meio de antecedência, foi protocolada ontem (13/01) pela Câmara Municipal de Montes Altos, presidida pelo vereador Aldefran Barbosa. A documentação, totalmente digitalizada, foi entregue ao presidente Jorge Pavão pelos vereadores Paulo Oliveira e Nil Gomes.

TCE II

De acordo com a Lei, as prestações de contas devem ser entregues ao TCE no prazo de até 60 dias após a abertura dos trabalhos parlamentares na Assembleia Legislativa, que serão reiniciados no dia 2 de fevereiro. Nesse sentido, uma grande estrutura que mobilizará diversos servidores do TCE será montada novamente a partir de fevereiro, a fim de tornar todas as etapas desses processos mais ágeis e seguras.

Entretanto, o gestor que quiser se antecipar, a exemplo do presidente da Câmara de Montes Altos, já pode comparecer normalmente ao setor responsável no tribunal por receber as documentações, de segunda a sexta, das 8h às 14h.

O primeiro passo da entrega das prestações de contas acontece na Supervisão de Protocolo do TCE. Nesse setor, uma equipe realiza a verificação dos aspectos formais pertinentes ao ato de entregar as contas ao tribunal. Terminada esta fase, a documentação é imediatamente encaminhada para a Unidade Técnica.

Na Unidade Técnica será verificada pelos auditores estaduais de controle externo que atuam no setor se a composição da documentação que está sendo entregue atende às normas estabelecidas pelo TCE. Cada instância da administração pública obedece a uma composição específica em termos de documentação para fins de prestação de contas.

Após essa etapa, a prestação de contas é recebida e enviada imediatamente via sistema para o setor responsável pelos procedimentos de análise.
Além do cumprimento do prazo de entrega, uma recomendação importante aos gestores é que procurem verificar se o seu cadastro junto ao TCE está atualizado. Somente gestores cujo cadastro esteja com todas as informações atualizadas poderão entregas suas contas ao órgão.


Passageiros se desesperaram e  tentaram pular do ônibus em movimento no MA (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

Passageiros se desesperaram e tentaram pular do ônibus em movimento (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

Marciléia Furtado, de 34 anos, morreu ao se jogar do ônibus para fugir de assalto no MA (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)

14/01/2016 06h51 – Atualizado em 14/01/2016 08h51

Marciléia Furtado, de 34 anos, bateu a cabeça durante a queda.
Segundo a polícia, três suspeitos praticaram o assalto.

Do G1 MA

Uma mulher identificada como Marciléia Furtado, de 34 anos, morreu ao se jogar de um ônibus em movimento na noite desta quarta-feira (13), no bairro Alto do Turu em São Luís. Ela pulou do ônibus quando tentava fugir de um assalto e acabou batendo a cabeça, vindo a óbito no local.

Marciléia voltava do trabalho a noite quando o ônibus em que estava foi assaltado na avenida principal do bairro Alto do Turu. Segundo testemunhas, quando o assalto foi anunciado, vários passageiros fugiram pulando pela janela do ônibus. Marciléia tentou, mas ao cair bateu com a cabeça e morreu. Ela trabalhava em uma clínica, era casada e deixa dois filhos.

Segundo o tenente Kleber, do 8º Batalhão da Polícia Militar, três pessoas participaram do assalto ao coletivo que fazia a linha Alto do Turu-Cohab.

“Um casal entrou no ônibus no Terminal da Cohab e o outro entrou quando o ônibus já tinha saído, próximo a Maternidade Marly Sarney. Esse último estava trazendo as armas”, relatou.

Ainda de acordo com a polícia, mesmo depois de causar a morte de Marciléia, os bandidos obrigaram o motorista a levar o ônibus para um terreno isolado conhecido como ‘Limpão’, no bairro Parque Jair. Lá, roubaram todos os pertences de passageiros, motorista, cobrador e a renda do coletivo. Logo em seguida fugiram do local.

A polícia ainda fez buscas pelo local na intenção de encontrar os suspeitos, mas até a publicação desta matéria ninguém havia sido preso. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-MA) para saber mais detalhes sobre o caso e aguarda retorno.


Quando esferas de interesse ameaçam a credibilidade do político e quando elas se chocam o entrelaço vem mexer   com o sentido da política ou prescindem dela. Assim, escolher um candidato pela sua posição na direção de um cargo publico sendo  alguém de idoneidade e publicidade midiática da política ,mais ainda pertencente a um grupo que leva todas as ações religiosamente para o terreno da lisura tal qual não condiz com a ética política do faz de conta, não querendo também assumir posição duvidosa e ou atrelasse à corrupção  na vida pública  para ganhar votos mas sim,  defender os bens  que redundem  para toda sociedade. Assim descrevo um cidadão, (EDNILDO RODRIGUES) homem publico cheio de virtudes que constituem valores de humanidade independentemente DE FATORES POLITICOS e determinadas funções que já exerceu administrativamente no município tanto quanto a   que vinha exercendo frente ao 8ª CIRETRAN /Pinheiro.

De ofício público e político, EDNILDO RODRIGUES sempre teve qualidades especificas, dentre todo o sentido ético que sempre deu nome ás coisas publicas e o tratamento como bem comum e não pessoal nem de caráter de grupos alheios aos interesses coletivos.

Entre o político e a função publica de administrar, EDNILDO RODRIGUES nunca usou a estratégia eleitoreira o que seria uma conduta incompatível com a função que vinha Assumindo no CIRETRAN.

Hoje, ao saber que Ednildo Rodrigues pediu demissão do cargo que exercia na 8ª CIRETRAN, pude  observar que em política o que vale fundamentalmente é a ética e o bem de toda a sociedade.

Assim sendo na sua nota de esclarecimento o ex- chefe da 8ª Ciretran afirma que, analisando prós e contras dados à eleições vindouras onde existe o interesse de voltar a concorrer a uma cadeira na Câmara Municipal e mesmo não encontrando conciliação com seus afazeres particulares como empresário da construção civil, adiantou-se em pedir espontaneamente sua exoneração de Chefe da 8ª Ciretran , tendo assim o privilégio de usar o tempo nos seus afazeres particulares e avançar no desenvolvimento da sua campanha eleitoral ao cargo de Vereador.

Na sua nota, Ednildo agradece a oportunidade que lhe foi dada pelo Governador Flavio Dino e da indicação do Deputado Othelino Neto no cargo que exerceu, também ao Pré- Candidato a Prefeito Dr. Leonardo Sá. Enfim agradece a todos que contribuíram para o bom trabalho que desenvolveu a frente da Instituição , desculpando-se com pessoas que por ventura não foram atendidas em suas expectativas.

Se para os bons tudo tem um sentido !… O prestigio de EDNILDO, decorre da admiração do Governo do Estado e do Deputado Othelino Neto que lhes deu poderes para escolher seu substituto. – Assumirá o Cargo o Jovem Gabriel Soares Filho, Pinheirense, residente em Pacas-Pho, Filho do nosso querido amigo Zeca de Dudu.

BEM VINDO , GABRIEL!


Miguel Neto foi promovido ao cargo de chefe do estado maior da PMMA (Foto: Divulgação / PM)

13/01/2016 09h52 – Atualizado em 13/01/2016 10h02

Miguel Neto foi nomeado chefe do Estado Maior da PM do Maranhão.
Ele foi exonerado do comando do batalhão em Bacabal após agressões.

Miguel Neto foi promovido ao cargo de chefe do estado maior da PMMA (Foto: Divulgação / PM)Miguel Neto foi promovido ao cargo de chefe do
estado maior da PMMA (Foto: Divulgação / PM)

Depois de apontar uma arma para um cabo da Polícia Militar e para um advogado, tenente-coronel é promovido a chefe do estado maior da instituição, dias depois de ser afastado do comando do 15º Batalhão, em Bacabal (MA).

A decisão foi tomada pelo coronel Marco Antônio Alves da Silva, comandante geral da Polícia Militar do Maranhão, por meio da portaria nº025/2016-DP/2, assinada na terça-feira (12). O documento foi enviado ao G1 por um policial, que preferiu não se identificar.

No documento, o comandante geral da PM determina que Miguel Neto seja nomeado chefe do estado maior da corporação – órgão de informação, estudo, concepção e planejamento para apoio à decisão de um comandante militar. O objetivo principal de um estado-maior militar é providenciar um fluxo de informação.

A Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão (OAB-MA), Thiago Diaz, ainda não comentou sobre a decisão do comando geral da PM. Anteriormente, o presidente da entidade disse que iria tomar as medidas cabíveis para exonerar o tenente-coronel Miguel Neto.

Segundo informações de policiais do 15º Batalhão da PM, em Bacabal, o cabo Ney Fernandes Bandeira, que foi agredido e ameaçado pelo tenente-coronel, foi transferido para São Luís.

O G1 entrou em contato, por telefone, com a assessoria de comunicação da Polícia Militar para saber o que motivou a promoção de Miguel Neto e a transferência do cabo Bandeira. A secretaria de comunicação do estado (Secom), também, foi acionada, mas até a publicação desta matéria não houve resposta de nenhuma das partes.


Bertilde Rodrigues de Oliveira, de 81 anos, foi estrangulada. (Foto: Reprodução/TV Mirante)Bertilde Rodrigues de Oliveira, de 81 anos, foi estrangulada.

Ela levada para o Hospital Municipal de Santa Inês, mas chegou sem vida.

Do G1 MA

Uma idosa identificada como Bertilde Rodrigues de Oliveira, de 81 anos foi assassinada dentro de sua própria residência, situada no município de Santa Inês, a 250 km de São Luís.

No momento do ocorrido estavam em casa a idosa, a neta dela e outra adolescente. As duas meninas estavam no quarto dos fundos da residência e a idosa havia ficado na sala. De acordo com a neta, um homem identificado como Alexandre, de 41 anos, teria entrada na casa e discutido com a idosa.

Minutos depois as adolescentes chegarem no quarto e encontraram a aposentada sozinha e deitada no chão desacordada. As adolescentes pediram ajuda aos vizinhos e Bertilde foi levada para o Hospital Municipal de Santa Inês, mas já chegou ao local sem vida.

O caso foi registrado no plantão policial do município. A maior suspeita é que ela tenha sido estrangulada pelo o homem que fugiu logo em seguida.

 


Do: BLOG ASMOIMP

Habitantes do município de Altamira, a 327 km de São Luís, iniciaram o ano novo sem água.

De acordo com informações de moradores, este é o terceiro mês que a população sofre com o desabastecimento provocado, segundo populares, pela queima de uma bomba que abastecia a cidade.

Segundo informado por populares, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA), juntamente com a Prefeitura de Altamira, até hoje não resolveram a situação e até o momento não prestaram nenhum esclarecimento para a população sobre o ocorrido, mesmo a bomba tendo sido levada pela CAEMA para um possível conserto. Foi informado, ainda, que os cidadãos do município estão pagando 40 reais por 100 litros de água, que, segundo fontes bem posicionadas, viria do antigo Hospital São Raimundo, de propriedade do pai do atual prefeito.

Sem o fornecimento de água pela CAEMA, mas com as contas de água batendo nas portas dos altamirenses, a população do município segue sendo desrespeitada e sem o mínimo de dignidade ao básico, além de terem seus direitos de consumidores lesados pela insensibilidade da gestão municipal. É desumana, repudiante e ultrajante a falta de responsabilidade e compromisso do prefeito de Altamira, Ricardo Miranda, na busca por soluções para o problema da falta d’água na cidade, que afeta todos os âmbitos da população, principalmente os menos favorecidos.

A melhor justificativa para o silêncio sepulcral do gestor municipal mediante a situação, deve se dar pelo fato de ele não permanecer na cidade, o que o afasta totalmente da realidade do município que ele diz representar.


Governador em exercício condenou políticos e blogueiros que tentam criar factoide em torno da morte de delegado em São Raimundo das Mangabeiras.

Governador em exercício condenou políticos e blogueiros que tentam criar factoide em torno da morte de delegado em São Raimundo das Mangabeiras.

Em contato com o blog, o governador em exercício Carlos Brandão (PSDB) classificou de “oportunismo” e “desrespeito” o uso político do suicídio do delegado de São Raimundo da Mangabeira, Alex Aragão, ocorrido no último final de semana.

“É lamentável o oportunismo praticado por algumas pessoas e parte dos veículos de comunicação que utilizam uma tragédia familiar para, de forma desrespeitosa, fazer luta política”, condenou Brandão.

“O Governo do Estado lamenta a morte do delegado Alex Aragão em circunstâncias em que estão sendo investigadas pela Polícia Civil do Piauí com acompanhamento e colaboração da nossa Polícia Civil”, continuou o tucano, que cumpre agenda governamental na cidade de Imperatriz.


Alex Aragão recorreu ao suicídio

O titular da delegacia da cidade de Coroatá, localizada à 270 km de São Luís, cometeu suicídio com sua própria arma após ler uma carta que lhe foi enviada.

O mistério é grande em torno desta carta que já se encontra em posse de seus familiares que decidiram ainda não revelar o conteúdo.

Segundo informações, Alex Aragão já andava bastante chateado com alguns acontecimentos que estavam atrapalhando sua vida profissional.


HOSPITAL 1002

11/01/2016 às 09:30 h/ WWW.jgmoreira.com.br

A segurança e competência do trabalho no Hospital Dr. Jackson Lago vêm trazendo bons resultados, dados ao profissionalismo de todos que fazem parte da sua estrutura, e pelo desempenho dos atendimentos  que valorizam a priorização  e os interesses dos pacientes.

A eficiência das equipes envolvidas no trabalho do Hospital Dr. Jackson Lago já é reconhecida pela população da Baixada Maranhense, haja visto a habilidade dos seus profissionais e pelo conjunto de valores que vão além da nota máxima (do bom para ótimo ) no conceito de saúde.

PARABENS, Dr. Leonardo Sá pela sua administração!

 

HOSPITAL 1000

  • Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago realiza mais de quatro mil consultas em 90 dias.

HOSPITAL 1001

Unidade também realizou 709 cirurgias entre setembro e dezembro; na administração da Secretaria Estadual de Saúde pelo Dr. Leonardo Sá em parceria com o Instituto Acqua.

Inaugurado em 28 de setembro do ano passado para absorver a demanda por tratamento de alta complexidade na região da Baixada Maranhense, o Hospital Regional Dr. Jackson Lago, em Pinheiro (MA), já realizou 4.584 consultas médicas nos primeiros 90 dias sob administração do Diretor Geral Dr. Leonardo Sá e o Instituto Acqua.

Entre as especialidades do setor ambulatorial  mais procuradas no período estão ortopedia e traumatologia (1.461), clínica médica (801), oftalmologia (731) e cirurgia geral (581). Os atendimentos de ortopedia e traumatologia devem-se, entre outros fatores, ao tratamento de pacientes com problemas na coluna e articulações e aos acidentes com motocicletas que circulam não apenas em Pinheiro, mas também em cidades vizinhas. A unidade beneficia mais de 600 mil pessoas que vivem em 34 municípios.

Também foram registradas 709 cirurgias entre setembro e dezembro de 2015, com destaque para procedimentos de oftalmologia, com 285 intervenções, e de ortopedia, que totalizou 225 cirurgias. Um dos responsáveis por esse resultado foi o mutirão de cirurgias oftalmológicas, nas modalidades de catarata e pterígio, realizado em setembro para marcar a inauguração do hospital.

Desde que iniciou os atendimentos, o Hospital Dr. Jackson Lago apresentou crescimento constante no número de cirurgias, ao passar de 20 procedimentos em setembro para 254 no último mês do ano passado


Posted on by Leandro Miranda Blog. Marrapá

Os novos desdobramentos da Operação Lava Jato voltam a colocar as famílias Sarney e Lobão no centro do maior escândalo de corrupção do Brasil.

Os peemedebistas José Sarney, Roseana Sarney, Edison Lobão e Lobão Filho começaram o ano com a Polícia Federal, Justiça Federal e Supremo Tribunal Federal (STF) grudados em seus calcanhares.

De segunda até hoje, os principais jornais e portais de notícias do país divulgaram novos detalhes da participação dos políticos da oligarquia no esquema de corrupção que saqueou bilhões dos cofres da Petrobras.

No início da semana, o site “O Antagonista” apontou o ex-presidente José Sarney um dos possíveis beneficiados com o montante de R$ 4 milhões em propina.

Em um trecho da delação à Polícia Federal, o delator conhecido como Ceará revelou que o doleiro Alberto Youssef propôs que ele trouxesse o valor ao Maranhão.

O entregador disse que recusou o serviço, mas perguntou ao doleiro quem seria o beneficiário. “Você acha que, no Maranhão, esse dinheiro é pra quem?”, respondeu, segundo Ceará.

Em seguida, foi a vez o suplente de senador, Edinho Lobão, ex-candidato da oligarquia ao governo do estado, ser acossado pela PF.

De acordo com investigadores da Lava Jato, Lobinho é suspeito de estar envolvido com esquema montado pelo pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, investigado pelos crimes de lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta e corrupção ativa e passiva.

Policiais federais apreenderam nos escritórios de Bumlai documentos que mencionam pagamentos ao peemedebista, além de oito notas promissórias de R$ 1 milhão cada, em nome do político maranhense.

Por meio de uma nota enviada ao blog, Edinho ainda tentou se explicar, mas acabou se complicando mais ainda. Disse que o negócio é nulo e, “por sorte do destino”, as referidas notas e contratos foram guardados, como prova de que a transação suspeita não chegou a ser realizada.

Na quinta-feira (07), o vazamento de um novo trecho da delação de Ceará colocou novamente a ex-governadora Roseana Sarney como possível beneficiada com a propina paga por Alberto Youssef, referente ao precatório de R$ 134 milhões em favor da UTC/Constran.

Segundo o novo delator, o doleiro lhe mostrou um rascunho indicando “fluxo de propina” dividido em vários níveis, um deles identificado pela palavra ‘Leão’ – suposta referência ao Palácio dos Leões.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, mandou encaminhar cópia do depoimento à Polícia Civil do Maranhão para que o caso seja reaberto e devidamente apurado pelo Ministério Público do Estado.

A semana termina com a notícia que o STF autorizou a quebra do sigilo bancário e fiscal do senador Edison Lobão (PMDB).

O ex-ministro de Minas e Energia dos governos Lula e Dilma é investigado por suspeita de recebimento de propina durante as obras da usina Angra 3.

Se continuar neste ritmo, o japonês da Polícia Federal não demora a fazer uma “visitinha” a São Luís com o objetivo de recepcionar novos hóspedes na superintendência da instituição no estado.