LARANJA II

CONVITE LEONARDO

“Nunca e por motivo algum deseje o que é dos outros. Busque o sucesso, mas não use o sucesso de outro como uma injeção de animo e esforço para conseguir também êxito. Usar ao menos as costas da dignidade dos outros como degraus de escada para o sucesso já é um motivo visto pelo povo e conseguido através do próprio povo imputado por longo período de misérias doadas como troco em pagamento do voto que lhes foi dado por varias eleições.

 Isso parece  ser bom para muitos, mas cuidado com a queda que pode ser grande e o machucado poderá atingir grande escala. Não cultive a mentira tentando esconder em silêncio o que a minha inteligência não consegue absorver”…

“Frutos podres… Retiramos do cesto para que não contamine os bons…”

No ultimo sábado 15/08 adentramos uma reunião que teve como finalidade a iniciação de um processo de filiação do pré- candidato a Prefeito de Pinheiro Dr. Leonardo Sá, pela sigla do Partido do Governador do Estado e do Deputado Othelino Neto (PC do B),  reunião essa que contou com a presença dos amigos e correligionários do pré-candidato que ali receberam  suas missões e encargos  para o grande Evento do dia da Filiação que contará com a presença de autoridades locais e de outros municípios  onde também a Sigla PC do B sob os auspícios e coordenação do Deputado terá candidatos apoiados pelo Governador Flavio Dino.

O Evento contará com a presença do Secretário de Articulação Política Marcio Jerry do Governo Dino, que anunciará nessa ocasião a inauguração do Hospital Micro-Regional de Pinheiro.

Tudo pronto para o grande evento que se tornará um marco histórico na política de Pinheiro quando no dia 22/08/2015, no Auditório do Colégio Pinheirense o Dr. Leonardo Sá assinará a ficha de Filiação e passará a reforçar a fileira comunista do PC do B no Maranhão.

A saída de Leonardo Sá do PDT e sua passagem para a Sigla PC do B, já confirma ser ele o candidato do Governador Flavio Dino para a disputa da Eleição à Prefeitura de Pinheiro contra o Peemedebista Filuca Mendes, já desprestigiado pela população dá ampla vantagem ao Dr. Leonardo Sá em sair vitorioso nas eleições 2016, mesmo admitindo-se que teremos uma eleição tumultuada em relação a que chamamos  hipoteticamente candidaturas “laranja” (sem densidade eleitoral.)

Essas candidaturas ‘laranjas” que supostamente são usadas principalmente em horário político para atacar adversários logo que descobrem a falta de apoio do governo e entram no clima da frustração sem chance de vitoria e entram na disputa mantendo suas candidaturas co a missão combinada de fazer jogo sujo contra o adversário principal do candidato que o contratou a peso de ouro do cofre “caixa dois” para os serviços.

Não podemos citar nomes nem prejulgar quem poderia entrar como ‘laranjas”, mas os bastidores da política de Pinheiro já expuseram fatos anteriores de supostos “laranjas” em campanhas anteriores.

E quem previamente participar de um projeto “laranjas” se auto intitulando de líder, rei do voto regional e menospreza o proprio governo que participa, que não me venha com essa  de dizer e de querer se apresentar como candidato com ar sério de quem se cobre com manto da ética e fidelidade partidária, porque desta vez o que chama a atenção e que eles não terão a Sigla PC do B que tem compromisso firmado com o Dr. Leonardo Sá, dando-lhe suporte necessário para a vitoria da eleição rumo a Prefeitura de Pinheiro/2016.

 


16/08/2015 16h59 – Atualizado em 16/08/2015 às 20:15 hs 

 

Manifestantes vão às ruas contra o governo federal, em São Luís (Foto: Márcia Carlile/G1 MA)

Manifestantes vão às ruas contra o governo federal, em São Luís (Foto: Márcia Carlile/G1 MA)

Segundo a Polícia Militar, cerca de 2,5 mil pessoas participaram do protesto.
Pela contagem dos organizadores foram 7 mil manifestantes.

Do G1 MA

Teve início às 16h deste domingo (16) o protesto contra a corrupção e o governo Dilma Rousseff, na Avenida Litorânea, em São Luís. O ato foi convocado pelos movimentos “Eu Te Amo, Meu Brasil” e “Vem Pra Rua”. Segundo a Polícia Militar, cerca de 2,5 mil pessoas participaram do protesto. Pela contagem dos organizadores foram 7 mil manifestantes.

Segundo o porta-voz do movimento “Vem Pra Rua”, no Maranhão, Allan Garcês, o objetivo  do protesto é mostrar que a “a voz do povo está nas ruas”. “Tem um descontentamento com a corrupção, tudo que está acontecendo com o governo federal como o aumento da inflação, o estelionato eleitoral feito pela presidente do país”, disse.

Protesto foi organizado pelos movimentos “Eu Te Amo, Meu Brasil” e “Vem Pra Rua” (Foto: Márcia Carlile/G1 MA)Protesto foi organizado pelo “Eu Te Amo,Meu
Brasil” e “Vem Pra Rua” (Foto: Márcia Carlile/G1 MA)

Já o representante do movimento “Eu Te Amo, Meu Brasil”, Darcy Fontes, explicou que o movimento “está focado no fortalecimento das instituições fiscalizadoras para que elas possam investigar e punir os corruptos, corruptores e os chefes dos corruptores”.

“Nós estamos aqui também para colher as assinaturas que o Ministério Público exige para aprovar as medidas contra a corrupção para que a gente possa contribuir com o trabalho que está sendo feito em todo o país”, finalizou Fontes.


BRIGA III

 

(O comportamento do ser humano é um mecanismo genético e neurobiológico envolvido em diversos comportamentos animais e humanos. )

 

 

BRIGA IV

Nesta manhã de sexta feira (14) Por volta das 07h30min,  uma briga entre dois irmãos, deixou um  gravemente ferido a golpe de enxada.

Os irmãos Genival Amaral Moraes de 35 anos e William Amaral Moraes de 26 anos ambos residentes da Rua Princesa Isabel no Bairro Vila Zé Genésio se envolveram em uma briga familiar onde o irmão mais novo saiu gravemente ferido.

Genival que estava de posse de uma enxada golpeou seu irmão William nas costas. A policia e a equipe do Samu foram acionados, William foi levado para o hospital Antenor Abreu, e seu irmão agressor foi conduzido para a Delegacia, pela Policial de Pinheiro, onde se encontra preso.

                                              

Os Motivos  que os levaram à briga ainda são desconhecidos.


Homem mata mototaxista e ex por ciúmes e tira a própria vida no MA (Foto: Reprodução / TV Mirante)

Com ciúmes, ele sacou revolver e atirou quatro vezes contra mototaxista.
Polícia tentou negociar libertação de Maria e rendição do suspeito.

Do G1 MA

Um homem identificado como Antônio Carlos da Conceição matou a tiros um mototaxista que conversava com sua ex-namorada Maria Nilde de Sousa, de 32 anos, na noite desta quarta-feira (12), na cidade de Pedreiras, a 245 km de São Luís. Em seguida, fez a ex-namorada de refém. Na madrugada desta quinta-feira (13), ele a matou e tirou a própria vida.

Segundo a polícia, Antônio Carlos viu a Maria Nilde sentada em uma pracinha próxima a um posto de combustível, no bairro do Engenho. Com ciúmes, ele sacou o revolver e atirou quatro vezes contra o mototaxista, identificado apenas como “Beto Maranhão”. Em seguida, levou a mulher para uma casa localizada na Rua Otávio Passos. A polícia tentou negociar a libertação de Maria e a rendição do suspeito.

Antônio Carlos foi preso no dia 3 de julho por ter sequestrado Maria Nilce, no entanto, estava em liberdade. Na época a vítima passou mais de 20 horas sob ameaça do ex, que estava inconformado com o fim do relacionamento.


11/08/2015 16:15:10 – Aurina Carneiro /Agência Assembleia

O deputado Othelino Neto (PCdoB) declarou, na sessão desta terça-feira, ONTEM (11), que a cidade de Alcântara enfrenta graves problemas, em razão de ter sido abandonada pelo Poder Público municipal. “Ocupo esta tribuna para manifestar minha preocupação por conta do abandono da cidade pelo Poder Público municipal e, principalmente, por não perceber nenhuma reação do prefeito. Percebo a cidade com muitos problemas, muitos deles provocados pela omissão do Poder Público municipal”, denunciou.

Othelino aproveitou para cumprimentar o deputado Wellington do Curso (PPS) pela iniciativa de propor uma audiência pública no sentido de intermediar solução para a crise instalada no município de Alcântara. A crise foi ocasionada pela morte de uma jovem grávida. Ela acabou falecendo por falta de atendimento na rede municipal de saúde, o que gerou grande comoção na cidade.

“O problema na cidade de Alcântara é muito grande e, por isso, fiz questão de me manifestar sobre o assunto, tendo em vista ter sido agraciado pelo povo de Alcântara com a maior votação na eleição de deputado estadual. Fui o mais votado no município, o meu nome foi levado pelo líder político Anderson Wilker, companheiro de partido, o PCdoB”, explicou Othelino.

Ele enfatizou que a administração municipal abandonou a cidade, o prefeito parece desligado da realidade do município, e o hospital público sequer oferece o atendimento básico. “O hospital da cidade de Alcântara não tem sequer um centro cirúrgico funcionando para cirurgias simples, o que acabou gerando situações trágicas como essa da morte de uma jovem por ter tido complicações na hora do parto”, afirmou.

Ao encerrar seu discurso, o deputado Othelino Neto disse que acredita que o Governo do Estado irá se empenhar para ajudar Alcântara a superar as dificuldades que enfrenta. “Soube, por exemplo, que a cidade só tem uma ambulância para atender o município todo. Então, é necessário que os Poderes constituídos, inclusive o Poder Judiciário, cada um faça a sua parte para que aquela população sofra um pouco menos. E eu tenho certeza de que o governo do estado fará a sua parte, vai contribuir concretamente para que aquele sofrimento possa ser diminuído e as ações e as Políticas Públicas cheguem àquele município”, ressaltou.


AGUA BAIXADEIRO

Na edição de hoje, peço vênia aos nossos leitores para reproduzir uma primorosa crônica da lavra de Expedito Moraes, administrador e baixadeiro natural de Cajari. A deferência se justifica em razão da aura sentimental de que se reveste o tema abordado. Assim, para o nosso deleite, passemos à leitura do bucólico texto:

“Todo dia Dona Antônia acorda cedo e procura alguma coisa pra fazer o “café” da família. Dona Tunica, como é conhecida, se abastece no povoado mais próximo, na quitanda do Seu Teodoro, com o dinheirinho do Bolsa Família. Além de ser muito pouco, Seu Teo vende tudo muito caro. Mas é o único quitandeiro do povoado. Bem surtido, é abastecido pelos caminhões dos Armazéns Peixoto e Martins e por outros fornecedores alienígenas. Nada, nada mesmo é produzido neste Maranhão de um potencial tão rico.

Tem uma bancada dentro do seu comércio, que chama de frutaria, e lá se encontram laranjas, bananas, melancias, mangas, maçãs, tanjas, atas e outras frutas que vêm da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, São Paulo etc. Até o quiabo, maxixe, cheiro verde,  vinagreira,  joão-gomes.  Na Ceasa, 98% dos produtos vem de fora do nosso estado. Seu Teo está bem sucedido, afinal ele é a ponta de um perverso e quase imperceptível sistema de transferência de renda dos estados não produtores para os produtores.

As crianças, todas as manhãs, precisam percorrer o caminho que atravessa o campo, agora muito seco e cheio de torrões. Descalças, andam uma légua até a escola municipal. Chegam com o suor escorrendo pelo rosto misturado com a poeira e mortos de sede. No caminho não tem água em lugar nenhum. Apenas um pequeno açude, escavado pelo prefeito anterior, resiste até a seca virar tragédia. Mesmo assim é onde os animais bebem e são lavados, as pessoas banham, lavam e recolhem água para consumo doméstico. Essas crianças desnutridas alimentam a esperança de saciar sua fome com a “merenda escolar”.

Com a aflição da pobreza, Dona Tunica se desespera. Sem comida em casa, sem água para  suas necessidades, para molhar as plantas e o seu  “canteiro”. Da pequena roça, plantada num pedacinho de terra que sobrou do lado de fora da cerca eletrificada do fazendeiro, morreu tudo por causa da escassez de chuvas. O poção mais próximo que dava uns tamatazinhos e umas taririnhas secou. Seu Chico, marido de Tunica, não sabe mais o que fazer, apesar de no inverno pegar sua canoa e “empurá-la à vara” até o meio do campo para, com um puçá ou uma tarrafa, pegar o “cumê” da semana em poucos minutos.

 

Famílias como a de Chico e Tunica existem aos montes nos campos da


IMG-20150807-WA0003

No Twitter, o govenador do Maranhão,  Flávio Dino (PCdoB), falou, nesta sexta-feira (07), sobre a greve dos policiais civis. Disse que, este ano, já concedeu a todos os membros da Polícia Civil recomposição salarial entre 20 e 38% e, segundo ele, novas negociações sobre reajuste fará em 2016, no próximo ano.

Flávio afirmou, no Twitter,  que o governo do Maranhão concedeu, neste ano, aos policiais maranhenses a maior remuneração do Brasil e que ele não pode e nem vai “quebrar” o Estado para dar outro aumento em 2015.

“Já fizemos o máximo possível neste ano. Não posso e nem vou quebrar o Estado. Vamos fazer novas negociações no próximo ano”, disse o governador em um dos tweets.

Sobre o movimento grevista, o governador disse que os policiais podem protestar onde quiserem,  mas não podem é impedir a circulação das pessoas e nem dos ônibus que transportam, sobretudo, a população mais pobre.

Segundo ainda o governo, na negociação feita com a Polícia Civil em abril dese ano, o Executivo atendeu a um dos anseios mais antigos da corporação: concedeu Gratificação Técnica aos investigadores, escrivães, comissão e peritos, que não tinham curso superior.

Com a nova incorporação, de acordo com a atual gestão, o número de servidores que recebiam a gratificação dobrou de 950 para 1.981.

– See more at: http://silviatereza.com.br


 


Mãe conta que se arrependeu de ter envenenado filha (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Segundo direção do presídio, mulher não sofreu lesão grave.
Criança de 1 ano e 8 meses está na casa da tia, diz diretor.

Do G1 BA

Presa por tentar matar a filha de 1 ano e 8 meses com veneno, Daniela Albertino Santos foi agredida por internas do Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, sul da Bahia, onde está custodiada.

De acordo o diretor da unidade prisional, Osiris Moreira Cardoso, as presas cortaram o cabelo de Daniela, mas ela não sofreu nenhuma lesão grave.

Depois da agressão, a interna foi colocada em cela separada. O diretor informou que ela recebeu atendimento médico e passa bem. Um procedimento foi instaurado para responsabilizar as autoras da agressão, que ocorreu na última terça-feira (4). A presa também recebe atendimento psicológico e assistência social na unidade.

Segundo o Hospital Regional de Eunápolis, onde a criança foi internada, ela já foi liberada. O diretor do presídio divulgou que o bebê está na casa de uma tia. Não há informações se o pai da criança já prestou depoimento sobre o caso.

Veneno utilizado por mãe para tentar matar filha de 1 ano e 8 meses (Foto: Hugo Santos/Site: Radar 64)Veneno utilizado por mãe para tentar matar filha
de 1 ano e 8 meses
(Foto: Hugo Santos/Site: Radar 64)

Confissão
A mulher confessou que colocou chumbinho na mamadeira da filha após se desentender com o companheiro no último domingo (2).

“Eu coloquei na água para eu beber, só que aí falaram que se eu bebesse primeiro eu iria morrer e ela não. Eu fui e coloquei só um pouco, só que, na hora que ela começou a beber, eu tomei e liguei para a polícia para falar. Depois, eu coloquei ela no táxi e levei para o hospital”, disse Daniela Santos.

O caso ocorreu na cidade de Eunápolis, no extremo sul da Bahia.

Daniela contou que se arrependeu logo depois do que fez e procurou a polícia. Ela falou sobre o motivo do crime: “Porque o pai dela não queria mais ficar com a gente. Eu me arrependi. Por isso que eu me entreguei e levei ela para o hospital.”

Daniela foi presa em flagrante, na segunda-feira (3), no Hospital Regional de Eunápolis. A polícia ainda investiga quem vendeu o chumbinho (o que é proibido por lei) para ela e quem passou orientações sobre como o veneno deveria ser usado. Segundo a Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), ela vai ser indiciada por tentativa de homicídio.

“O homicídio tem a pena de 12 a 30 anos. Na forma tentada, vai ter a redução de um terço a dois terços da pena”, disse Valéria Fonseca Chaves, coordenadora da 23º Coorpin da cidade. O pai da criança não foi localizado.


ASSEMBLEIA V

Agência Assembleia

A reunião de instalação da CPI da Saúde acontececeu no final da manhã desta quinta-feira (6), logo após a Sessão Ordinária, na Assembleia Legislativa do Maranhão. Os membros da CPI elegeram os deputados Levi Pontes (SD), Rogério Cafeteira (PSC) e Fernando Furtado (PCdoB) como presidente, vice-presidente e relator, respectivamente.

A CPI terá um prazo de 120 dias para apurar supostas irregularidades executadas na área da Saúde, ocorridas entre o período de abril de 2009 a dezembro de 2014.

O Requerimento de nº 372/15, que originou a Comissão, é de autoria dos deputados Rafael Leitoa e Fernando Furtado. O documento também foi subscrito por 27 parlamentares.

LISTA DOS MEMBROS DA CPI

Titulares:

Rafael Leitoa (PDT)

Prof. Marco Aurélio (PCdoB)

Levi Pontes (SD)

Fernando Furtado (PCdoB)

Josimar de Maranhãozinho (PR)

Rogério Cafeteira (PSC)

Roberto Costa (PMDB)

 

Suplentes:

Sérgio Frota (PSDB)

Edson Araújo (PSL)

Cabo Campos (PP)

Fábio Macedo (PDT)

Ricardo Rios (PEN)

Léo Cunha (PSC)

Rigo Teles (PV)


04/08/2015 14:36:04 – Aurina Carneiro/Agência Assembleia

O deputado Othelino Neto (PCdoB) teceu comentários, na sessão desta terça-feira (4), sobre um manifesto divulgado pela Câmara Municipal de Pinheiro que, através da maioria de seus vereadores, pede a permanência do Major Antônio Ferreira Brandão no comando do 10º Batalhão de Polícia Militar com sede na cidade de Pinheiro.

Ao fazer aparte em um discurso proferido pelo deputado Cabo Campos (PP), o deputado Othelino afirma que também acompanhou com preocupação o episódio da troca de comando na unidade da Polícia Militar.

“Eu conheci o major Brandão depois que ele foi designado para ser comandante da Polícia Militar em Pinheiro e conheci a tempo de admirar o trabalho dele, a forma como conduziu a polícia em Pinheiro, combateu a criminalidade com eficiência. E a troca de comando, até para quem é um leigo no assunto da polícia como eu, imagino que seja um procedimento normal, corriqueiro, mas a forma como foi feita foi realmente muito estranha”, declarou Othelino.

Ele acrescentou que este episódio acabou expondo um policial que tem uma bela carreira na Polícia, que é reconhecido pelos seus colegas por onde passou por ter feito um bom trabalho.

“Achei realmente estranha a forma como foi conduzido. Até porque a substituição do comandante foi divulgada nos veículos de comunicação ligados ao prefeito da cidade 10 dias antes da substituição. Então como é que eles já sabiam antes? E mais: quando chegou a São Luís, foi conduzido à Delegacia e lá foi constatado que não havia cometido crime e quanto mais poderia se dar um flagrante naquele policial. Ou seja, achei que ali se expôs um policial de forma desnecessária e ele foi punido, na minha avaliação, julgado, prejulgado de maneira injusta e provocou um grande mal-estar não só na classe política, mas em toda a sociedade da cidade de Pinheiro”, discursou Othelino.