Ao se apresentar à polícia o jovem confessou o crime que vitimou dois rapazes

A Polícia Civil efetuou a prisão nesta terça-feira (22) de Pablo Martins da Silva, de 18 anos, após ele se apresentar na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), em São Luís. Ele confessou ter participado do assassinato de dois terceirizados na Companhia Energética do Maranhão (Cemar), na última terça (15).

João Vitor Melo e Francivaldo Carvalho Silva foram mortos após realizarem cortes de energia na região do Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís. Na última quinta (17), um adolescente prestou depoimento e disse que participou do crime junto com Pablo.

Segundo a polícia, Pablo já havia cometido outros crimes e será encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Ele pode ser indiciado por homicídio qualificado.

“Ele diz que estava na casa dele, quando funcionários da terceirizada da Cemar chegaram para suspender a energia devido ao não-pagamento da conta de energia. Ele [Pablo] teria pedido para não cortar porque tinha uma criança lá. Ele os ameaçou de morte e foi até outro adolescente. Depois, os dois encontraram os funcionários e efetuaram os disparos. (…) Depois do crime, ele [Pablo] diz que teria jogado a arma de fogo em um matagal, mas equipes aqui da SHPP foram até lá e não encontraram a arma. Há informações ainda de que essa arma seria de um chefe da região, conhecido como ‘chacal’”, informou o delegado Jeffrey Furtado.

O CRIME DE HOMICÍDIO

De acordo com a polícia, as vítimas teriam ido até o Sítio Natureza realizar a interrupção de energia elétrica em uma das residências e, após a realização do serviço, foram surpreendidos por disparos de arma de fogo quando já estavam no veículo da empresa.

João Victor e Francivaldo Carvalho não resistiram a gravidade dos ferimentos e morreram no local. Por meio de nota, a Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informaram que acompanharão os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais que deverão identificar as causas que levaram ao homicídio. As empresas lamentaram o ocorrido e se solidarizaram com os familiares.

Por G1/MA


Hoje o que poderia ser  orgulho de Palmeirândia, a Guarda Municipal está jogada às traças em condições sub-humanas…sem fardamento, viatura, pior…supostamente sem autoridade jurídica e policial  e só não fechou suas portas porque tem em seu quadro  homens destemidos, funcionários públicos dedicados, que se tocam a dar o jeitinho brasileiro para encobrir a situação vexatória do prédio e os instrumentos de trabalho, numa cidade que não tem nuvem de paz, listra branca , placas  de sinalização, quartel e nem comando, mas por orientação do sindicato saíram hoje para as ruas, pra fazer o que … não sabemos… 

Veja a situação calamitosa em que se encontra o prédio da GCM (fotos)


Lamentavel…levantarmos o caos na segurança municipal desse cidade e, com muita tristeza dizer que a GCM de Palmeirândia  não tem a minima estrutura para atender a qualquer que seja a menor ocorrência, mesmos em chamadas urgentes do 199.  Assim sendo a Guarda Municipal chegou ao caos pela incompetência de uma administração pública.  

www.jgmoreira.com.br/Jornalista-Registro Nº 0001396-SRTE-MA


Duas pessoas foram executadas, na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, nas proximidades do Maiobão, em Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís.
As vítimas foram dois homens que são funcionários da Companhia Energética do Maranhão (Cemar). Os dois foram assassinados a tiros dentro do veículo, um Fiat Uno, de cor branca, com a logomarca da empresa.
As primeiras informações dão conta de que os envolvidos no crime seriam pessoas que são de uma facção criminosa que atua na localidade. A motivação pode ter sido o corte da energia na casa de um integrante da facção.
Com informações: Blog do Neto Weba

O deputado estadual Wellington do Curso esteve na comunidade de Mato Grosso e Coquilho, Zona Rural de São Luís, para se solidarizar com familiares e amigos dos adolescentes que foram executados. De acordo com as informações, os três rapazes foram mortos a tiros em uma área de mangue nas proximidades da construção de um residencial do Minha Casa, Minha Vida, no povoado Mato Grosso. Eles foram identificados como Gustavo Feitosa Monroe, de 17 anos, Joanderson da Silva Diniz, de 17 anos, e Gildean Castro Silva, 14 anos.

Ao se posicionar sobre o caso, o deputado Wellington afirmou que estará acompanhando as investigações para que o crime não fique impune.

“Uma verdadeira tragédia na Zona Rural de São Luis. Acabaram não apenas com a vida desses três jovens, mas também destruíram essas famílias que agora terão que conviver com esse vazio. Infelizmente, não há coisa alguma que possamos fazer para trazer a vida deles de volta. Resta pedir a Deus que console os corações dos familiares e amigos e nos empenharmos para que as investigações nos permitam identificar quem cometeu essa chacina. Nos solidarizamos com familiares e amigos, e rogamos a Deus que conforte os corações dos entes queridos e que na Sua benevolência, receba estes jovens de braços abertos”, disse Wellington.

Ainda na comunidade, o deputado Wellington participou de reunião que contou com a presença de populares, do Secretário de Segurança Pública do Estado do Maranhão e, também, do Secretário de Direitos Humanos.

Fonte: Assessoria Deputado Wellington.


Com os bandidos a polícia encontrou pistola, munições e R$ 3 mil no Bairro de Fátima

As prisões ocorreram por volta de 14h desta terça-feira (06) em uma residência na Rua Tiradentes (Rua do Peixe), no Bairro de Fátima.

Os presos foram identificados como Guilherme Bruno Gomes Moraes, conhecido como “Gui”, de 20 anos; Rayze Kellem Gomes, a “Preta”, de 25 anos; e Rafael Silva Cutrim, de 18 anos, residente na Vila Embratel.

No local, foram apreendidos:

. R$ 3.242,00 em espécie

. uma pistola Taurus calibre 380 “inox” com numeração ilegível

. dois carregadores de pistola calibre 380

. nove munições intactas calibre 380

. duas munições  calibre 38 Intactas

. quatro estojos deflagrados de munição calibre 38

. quatro aparelhos celulares

. um cordão e um anel dourados

Segundo informações da PM, os policiais receberam informações que integrantes de uma facção criminosa estariam reunidos com um  suposto líder do grupo, foragido do sistema penitenciário. Eles estariam de posse de armas de fogo e que possivelmente fariam ataques a rivais de outra facção.

Após o cerco na residência, seguido de abordagem e revista no interior do imóvel, foi localizado todo o material apreendido e dada voz de prisão aos suspeitos.

Eles foram conduzidos para a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) para fossem tomadas as medidas cabíveis.


 

Nesta data o Prefeito Municipal de São Bento Luizinho Barros, CANCELOU A DECISÃO VEICULADA pelo Departamento Municipal de Trânsito e Transporte do Município, qual decisão suspendia os condutores de moto táxi inabilitados pela exigência da Carteira de Habilitação – Categoria ” A ” para a condução das mesmas . No mais com vigência do Sistema Nacional de Transito (SNT) “a operacionalização do trânsito em São Bento, continua com as vistorias regulares  de forma educativa dando enfase a todas as campanhas de educação; fatores essenciais para um trânsito seguro que  nos ajuda a fazer uma fiscalização mais correta e evitar acidentes”, disse o prefeito ao esclarecer os pontos positivos quando do cancelamento da decisão (foto documento acima publicado).


PREFEITO LUIZINHO BARROS CONSEGUE AVANÇOS PARA A SEGURANÇA NA CIDADE. A GUARDA MUNICIPAL EM BREVE SERÁ POLÍCIA MUNICIPAL E RECEBERÁ TREINAMENTO PARA USAR ARMA E FAZER PATRULHAMENTO OSTENSIVO EM APOIO ÀS POLÍCIAS CIVIL E MILITAR.


Na manhã da última quinta-feira (07), em uma operação coordenada pela Superintendência Estadual de Investigações Criminais – Seic, com apoio de outras unidades da Polícia Civil, realizou uma operação em desfavor de integrantes de uma facção criminosa, dando-se cumprimento a 16 (dezesseis) mandados de busca e apreensão e a 05 (cinco) mandados de prisão, resultando, ainda, em 03 (três) prisões em flagrante.

A ação foi coordenada pelo Departamento de Combate ao Crime Organizado e teve como alvo indivíduos suspeitos de integrarem uma facção criminosa com a prática de tráfico, homicídios, porte de armas/munições e outros delitos.

Foram presos e encaminhados ao sistema penitenciário estadual os nacionais Higor Azevedo Ramos – “Higor Bola” (101 papelotes de crack, caderno de anotações de tráfico de drogas e quantia em dinheiro); Ronilson Dias de Souza  – “Jumentão” (50 gramas de crack, R$ 499,00, petrechos para o tráfico, 01 veículo Corsa/Classic e 04 aparelhos celulares); Carlos Feitosa da Silva – “Carlinhos” (500 gramas de crack, 02 balanças de precisão, R$ 437,00 e 02 aparelhos celulares); Mauro Alberto Guterres (03 aparelhos celulares, caderno com anotações de contabilidade e R$ 290,00) e Valquiria dos Santos Machado (03 aparelhos celulares, R$ 200,00 e caderno com anotações de contabilidade).

Por: Carla Andrade/Ascom-SSP


A cidade de São Bento-MA está prestes a receber o novo complexo de segurança pública do Estado do Maranhão.
Através do esforço do Prefeito LUIZINHO BARROS e do presidente da Assembleia Legislativa Deputado Othelino Neto, será entregue em data a definir o complexo de segurança pública onde serão inauguradas modernas instalações para a POLÍCIA MILITAR e para a POLÍCIA CIVIL.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé e área internaO Tenente Coronel Joselito Mendes da Assembléia Legislativa fez uma visita às instalações e verificou a possibilidade de em breve São Bento ser a SEDE de um Batalhão da Polícia Militar, onde seriam beneficiados as cidades de São Bento, Peri Mirim, Penalva, Palmeirândia, São Vicente de Ferrer, Cajapió e Olinda Nova.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em péO Tenente Coronel Mendes,afirmou que:”Estamos muito felizes com a implantação do novo complexo de Segurança Pública, hoje São Bento está estrategicamente localizada para no futuro ser implantado o batalhão de São Bento que irá beneficiar 8 (oito) municípios, com o apoio do Deputado Othelino Neto e do Governador Flávio Dino em breve teremos uma baixada muito mais segura onde poderemos desfrutar da tranquilidade pública e paz social.”

A imagem pode conter: pessoas sentadas e área interna

Com informações /fotos:

Zeus Padaratz 

Mariano de Castro estava em regime de prisão domiciliar determinado pela Justiça Federal. Ele foi preso por conta da Operação Pegadores, da PF.

Médico apontado pela PF como operador em esquema na Saúde no Maranhão é encontrado morto

O médico Mariano de Castro e Silva apontado como operador de um esquema na Saúde do Maranhão foi encontrado morto na noite de quinta-feira (12), no apartamento em que cumpria prisão domiciliar no bairro de Ininga, em Teresina-PI. O corpo foi levado para perícia em Teresina.

Segundo a Polícia Federal, o médico era um dos principais operadores do esquema que desviou R$ 18 milhões e 345 mil de recursos públicos federais enviados entre 2015 e 2017 ao Governo do Maranhão para cuidar da saúde da população.

O médico Mariano de Castro Silva ocupou os cargos de chefe do Serviço de Atendimento de Urgência (SAMU), na Prefeitura de Coroatá e de assessor da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde lamentou a morte do ex-servidor e disse lamentar ainda que o médico tenha sido “vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrição de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da Constituição” (leia nota na íntegra abaixo).

Mariano de Castro e Silva foi encontrado morto em seu apartamento, no Piauí (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Mariano de Castro e Silva foi encontrado morto em seu apartamento, no Piauí (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Entenda a operação

A Operação Pegadores é continuação da Operação Sermão aos Peixes e segundo a PF, durante as investigações conduzidas em 2015 foram coletados indícios de que servidores públicos que exerciam funções de comando na Secretaria de Estado da Saúde naquele ano montaram um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal.

As investigações indicaram a existência de 424 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamentos dos hospitais estaduais sem a prestação de serviços às unidades hospitalares. Os beneficiários do esquema eram pessoas indicadas por agentes políticos: familiares, correligionários de partidos políticos, namoradas e companheiras de gestores públicos e de diretores das organizações sociais.

O montante dos recursos públicos federais desviados por meio das fraudes chega a R$ 18.345 milhões. Contudo, segundo a Polícia Federal, o dano aos cofres públicos pode ser ainda maior, pois os desvios continuaram a ser praticados mesmo após a deflagração de outras fases da Operação Sermão aos Peixes.

A relação entre a administração pública e empresas terceirizadas foi usada para viabilizar os desvios, como apontou a PF no relatório da operação.

Prefeitura exonerou Mariano de Castro do Samu

Prefeitura exonerou Mariano de Castro do Samu

NOTA NA ÍNTEGRA DA SES

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lamenta a trágica perda do médico Mariano de Castro e Silva, e se solidariza aos familiares e amigos deste profissional.

A Secretaria lamenta, ainda, que o médico Mariano de Castro e Silva seja mais uma vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrição de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da Constituição.

Neste momento delicado, a SES reforça seu papel de defesa irrestrita do sistema de justiça, no combate a todo e qualquer tipo de arbitrariedade.

A SES também repudia a postura adotada por alguns blogs maranhenses, que nesta hora de profunda dor, onde se exige o mínimo de humanidade e compaixão, produzem conteúdo sem o mínimo de ética e respeito.

Por G1 Maranhão, São Luís, MA