Foto: Divulgação

O cadáver foi localizado por moradores do ramal que avisaram a polícia

Sem cabeça e completamente nua foi como alguns moradores de um ramal das proximidades do balneário do município do Rio Preto da Eva, distante 57 km de Manaus em linha reta, encontraram o corpo de uma mulher, no começo da manhã desta segunda-feira, 5.

 

A mulher tinha várias perfurações de tiro nas costas, lado direito das costelas próximo da axila e na coxa esquerda, de acordo com as primeiras imagens fotográficas divulgadas por policiais civis e militares que foram ao local logo que o dia amanheceu.

 

Existe suspeita de que o assassinato e decapitação da mulher até o momento desconhecida tenha ligação com a morte do soldado PM Paulo Sérgio Portilho, e com outros dois corpos decapitados, encontrados no sábado de manhã, em um ramal da rodovia AM-010.

 

No total, segundo a polícia, quinze acusados de tráfico de drogas da invasão “Buritizal Verde”, na Zona Norte de Manaus, são acusados de envolvimento na morte do soldado Portilho, sendo que nove estão presos e um está morto.

Um dos mortos no duplo encontro de cadáver é o traficante de drogas Isac Santos, vulgo “Trem Bala”, que vinha sendo procurado pela polícia, acusado de participar da tortura e assassinato do policial militar, no dia 26 de maio.

Os policiais tentaram localizar a cabeça da mulher, fazendo uma varredura com ajuda de moradores do ramal, mas não houve êxito e somente o corpo, entrando em processo de putrefação, foi trazido para Manaus, pela equipe do Instituto Médico Legal (IML).

Fonte/ Portal do Zacarias