Abatido pela corrupção, ‘Salangô’ é ‘ressuscitado’ por Flávio Dino após rombo de R$ 70 milhões

O projeto de irrigação Salangô foi oficialmente reativado pelo Governo do Estado, na manhã deste sábado (18), quando Flávio Dino também anunciou investimentos na ordem de R$ 3 milhões para o projeto, marcando a abertura da colheita 2015. A reativação do Salangô beneficiará cerca de 457 famílias de agricultores distribuídas em várias associações.SANGALÔ


ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MARANHÃO

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO DEPUTADO OTHELINO NETO

DATA -16/04/2015

OTHELINO Deputado Othelino disse que o prefeito conviveu com a permanente sabotagem da sua administração, nos últimos dois anos

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) rebeteu, na sessão desta quinta-feira (16), críticas da oposição à gestão do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PTC). Segundo o parlamentar, o petecista foi obrigado a administrar, durante dois anos, sem apoio do governo Roseana Sarney, a capital maranhense porque não quis se curvar ao grupo dominante que só liberava convênios e recursos para o seu próprio grupo.

Othelino disse que o prefeito conviveu com a permanente sabotagem da sua administração e que a ex-governadora não só deixava de repassar verba e firmar convênios, como também não cumpria o seu papel e, com seu grupo, ainda trabalhava para evitar que viessem recursos federais para a cidade. E ainda, segundo o deputado, fazia campanha permanente, utilizando o seu aparato de comunicação contra o prefeito, isto porque ele não aceitou ser cooptado pelos antigos mandões do Maranhão. “Ele não caiu no conto do vigário”, frisou.

Dirigindo-se aos deputados Wellington do Curso (PPS) e Andrea Murad (PMDB), Othelino disse que os parlamentares cometeram injustiça por um lado quando falam que a “Prefeitura estaria destruída”, porque isso, de fato, não é real. Para o vice-presidente da Assembleia, o prefeito lida com demandas que só aumentam e administra uma cidade, que tem mais de um milhão de habitantes, e que, nos últimos dois anos, foi discriminada pelo governo do grupo Sarney.

“Se tivesse ido para lá bater continência para a ex-governadora Roseana, Edivaldo teria tido um tratamento completamente diferente. Cidades muito menores do que a capital maranhense foram beneficiadas com milhões do governo do Estado, enquanto a Prefeitura de São Luís e seu povo receberam apenas o desprezo”, comentou.

Eleições passadas

Sobre as eleições passadas, Othelino esclareceu que Edivaldo participou da campanha do governador Flávio Dino, ativamente, mas dentro daquilo que a lei permite e sem deixar de cumprir com as suas obrigações, que são muitas e diárias de prefeito de uma cidade cheia de problemas e de dívidas que ele tem que administrar.

Othelino destacou ainda que as coisas estão mudando porque o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), sabe das suas responsabilidades, tanto que assinou, nesta quinta-feira (16), o convênio para obras de pavimentação na capital maranhense. “Os problemas existem sim. São anteriores à sua gestão e vão ser enfrentados, pela primeira vez, com o apoio do governo”, frisou.

Manipulação

Em aparte, o deputado Edivaldo Holanda (PTC) disse que o deputado Wellington, autor das críticas, estaria sendo manipulado politicamente. “Ele atende a um comando externo que o manipula no plenário desta Casa. Os ouvidos dele, o coração e a mente estão ligados num projeto cuja manipulação da sua atuação o torna, cada vez, menor”, comentou.

Edivaldo Holanda disse também que Wellington tem que honrar o mandato que recebeu do povo e deixar que os cordões que o manipulam sejam cortados por ele mesmo. “Que ele possa ter a sua atuação de parlamentar. É um professor. É um homem de raciocínio. É inteligente e ele poderá ainda, porque tem os quatro anos pela frente, desenvolver um grande trabalho em favor do povo do Maranhão”, finalizou.


 

Fonte Jornal Pequeno

espaco_publico_flavio_dino_foto_agencia_brasilComeça nesta segunda programa de rádio ‘Conversando com o Governador’

O governador Flávio Dino inicia nesta segunda-feira (20) o programa de rádio “Conversando com o Governador”. O programa jornalístico semanal terá duração de cinco minutos e será transmitido pela Rádio Timbira AM e dezenas de emissoras em todo Estado. Dinâmico e interativo, o programa terá perguntas enviadas pelos ouvintes via redes sociais, telefone e serão gravadas com o governador Flávio Dino. O programa vai ao ar todas as segundas-feiras a partir das 7h

 

 

 


Sessão especial celebra aniversário dos 70 anos da independência do Vietnã

14/04/2015 17:21:00 – Agência Assembleia

 

 

A Assembleia Legislativa realizou, na manhã desta terça-feira (14), sessão especial comemorativa do aniversário de 70 anos da Independência do Vietnã, que teve a presença do embaixador daquele país, Nguyen Van Kien; do secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares; e do secretário de Estado da Articulação Política e presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry.

 

A solenidade, presidida pelo deputado Humberto Coutinho (PDT), foi iniciada com a execução do Hino Nacional da República Socialista do Vietnã. O autor do requerimento, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez uso da palavra, explicando que tomou a iniciativa de propor a sessão especial, também como forma de promover celebração dos 40 anos do fim da guerra do Vietnã.

 

“Esta Casa vive hoje este momento especial de celebração da importância de um povo que, de forma corajosa e heróica, luta por sua sobrevivência em uma das áreas mais importantes da Ásia, na fronteira com a China”, afirmou Othelino Neto. Ele frisou também a importância do estreitamento das relações diplomáticas e econômicas do Brasil com o Vietnã.

 

Ainda no seu discurso, Othelino afirmou que assim como o Vietnã venceu uma guerra contra os Estados Unidos, o PC do B venceu a guerra política no Maranhão contra um grupo dominante. Completou chamando a atenção para a questão das conquistas comunistas e destacou o espírito de luta dos vietnamitas.

 

“Foi aqui no Maranhão que foi eleito o primeiro governador comunista da história do Brasil. Encontramos um Estado pobre, com os piores indicadores do país. Não precisamos usar armas, mas nós tivemos adversários e oponentes fortes e arrogantes, e conseguimos derrotar essa oligarquia que até hoje não se conformou com a perda do poder. E, na história real do Vietnã, sabemos que seu povo foi um povo herói, de muita coragem, por conhecer bem o seu território, aplicando táticas de guerrilha para se defender utilizando como ferramenta subjetiva, o amor a sua terra e seu povo, e como objetiva soube se preparar para combater e forçar a saída dos invasores”, analisou

 

O secretário de Articulação Política e presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, fez uma abordagem sobre o legado das lutas emancipatórias do Vietnã, frisando o exemplo de luta dado por este povo asiático para todo o resto do mundo. “Com esta homenagem ao Vietnã, celebramos valores como a defesa da igualdade das pessoas, a fraternidade e a cooperação entre os povos”, discursou Márcio Jerry.

 

A sessão especial teve também a presença do conselheiro comercial do Vietnã, PhamBaUong; do secretário do embaixador do Vietnã, Le Tung Son; e da secretária municipal de Informática e Tecnologia, Tati Lima, na condição de representante do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

 

Ao fazer uso da palavra, o embaixador do Vietnã, Nguyen Van Kien, afirmou que há 26 anos existe uma relação de cooperação entre o seu país e o Brasil. “O Brasil é o maior parceiro comercial na América Latina. Temos a intenção de continuar com essa parceria e o Maranhão está inserido nessa nova rodada de negócios. Iremos implantar essa cooperação o mais breve possível”, afirmou.

 

Ao final da solenidade, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Humberto Coutinho, também enalteceu o aniversário da independência do país asiático, destacando a projeção internacional do Vietnã, buscando ser um país cada vez mais industrializado e moderno e que preserve o seu patriótico legado histórico com profundidade. A cerimônia foi encerrada com a execução do Hino Nacional do Brasil.


ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MARANHÃO

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO DEPUTADO OTHELINO NETO

DATA – 13/04/2015

Deputado denuncia falhas no atendimento do Banco do Brasil em Pinheiro

 

 Othelino Neto disse que enviará ofício ao Banco do Brasil, solicitando audiência para tratar da questão

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) denunciou, na sessão desta segunda-feira (13), o sofrimento pelo qual estão passando os moradores da Baixada Maranhense, em especial da cidade de Pinheiro, por conta do atendimento do Banco do Brasil na região. “São constantes as cenas de idosos esperando horas na fila, mesmo no preferencial. Há pessoas que demoram uma hora ou mais para serem atendidas”, observou.

 

Segundo o deputado, o BB de Pinheiro atende não só os correntistas e usuários de serviços naquela cidade, como também de diversos municípios vizinhos. “Já houve casos, inclusive, de pessoas que passaram mal na fila do banco. E, neste último final de semana, recebi, mais uma vez, a reclamação, através de um grupo de WhatsApp, além de ter lido uma matéria que foi publicada no blog do professor Sandro Lima”, comentou.

OTHELINO


REQUERIMENTO N° 012 / 15 REPUBLICAR EM 12.02.15 Senhor Presidente, Na forma regimental requeiro a V. Exa. Que, depois de ouvida a Mesa, seja transcrito nos Anais da Casa o artigo do Editorial intitulado O fim da esbórnia oficial, publicado no Jornal Pequeno, edição de hoje, 10 de fevereiro de 2015, onde o autor aborda a forma como os bônus litúrgicos e mordomiais de um governante foram dispensados pelo novo governador do Estado, Dr. Flávio Dino. SALA DAS SESSÕES DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO MARANHÃO, 10 de fevereiro de 2015 – OTHELINO NETO – Deputado Estadual

O fim da esbórnia oficial

OTHELINO

Os bônus litúrgicos e mordomias de um governante foram dispensados pelo governador Flávio Dino. E é até natural o espanto dos barões assinalados que, quando no domínio da nação maranhense, se acostumaram a escorregar no mármore de carrara dos palácios e a abastecer o próprio estômago com nobres iguarias só permissíveis aos imperadores, nababos e, vez por outra, a doleiros e executivos de grandes empreiteiras do Brasil.

É estranho mesmo, para um Maranhão em que até ontem os amigos do poder faziam surgir mansões do nada e seguranças cruzavam os ares do país a bordo de jatinhos alugados com dinheiro público, que um governante dispense a suntuosidade do Palácio dos Leões e vá morar com sua família num apartamento de sua propriedade. Estranho, mas um exemplo irrefutável de desprendimento nessa terra pobre, de gente pobre e indignada diante dos gastos do sarneisismo e com a esbórnia oficial.

Com as festas regadas a lagostins e champagnes francesas, enquanto o governo não tomava conhecimento do piso salarial dos professores e até gasolina faltava nas viaturas da Polícia Militar. Um governante que não ocupa a Casa de Veraneio com jantares e almoços principescos para comemorar, quem sabe, a falta de acesso do povo à Justiça é, de fato, uma figura estranha ao universo dos lordes acostumados a comer as sobras e excessos dos que se refestelavam no poder.

Um governador em voo de carreira, que se nega a tomar do dinheiro do povo e pagar 50 mil reais por alugueis de jatinhos é, para esses lordes, alguém que não merece admiração porque com ele só o povo se identificará. Esse governador, preocupado mais em reduzir os índices de criminalidade que em alimentar colunistas com caviar russo, que prefere o discurso social aos benefícios da liturgia, sabe que foi eleito pelos que comem arroz com feijão e, talvez por isso, se sinta melhor sentado ao lado do motorista que o elegeu.

Trata-se, pois, de deixar bem claro que estamos diante de uma nova ordem política, de governar um povo que amargou durante muitos anos a ausência de um governo que com ele realmente se importasse; trata-se de impor limites aos gastos da máquina pública e de, como primeiro mandatário do Estado, absorver a consciência dessa nova ordem.

Acabou a esbórnia oficial, acabaram-se os festejos nos cofres públicos, as comissões degradantes, os privilégios de casta.

É preciso vencer essa tendência do Estado para o esbanjamento de recursos públicos. Pelo Estado perdulário paga o povo com falta de saúde, segurança e educação. É preferível um governador em voo de carreira, que um povo correndo de medo dos gastos do governador. Como, aliás, aconteceu durante muito tempo no Maranhão. (Editorial do JP)


O Deputado Othelino Neto(PCdoB), ao entrar na noite de ontem(11) no Whatsapp de um certo grupo de Pinheiro, foi pego por OTHELINOuma avalanche de questionamentos referendados por usuários envolvimentos na Política local, sobre os feitos de como unir a oposição local na acirrada disputa das eleições 2016 para a Prefeitura de Pinheiro.

“O Deputado se reportando muito bem aos questionamentos,  só faltou dizer estou vivo” e o desafio é meu, tendo como meta unir o que tendenciosos causadores de desconforto dentro da própria oposição tem feito atualmente, fato que me leva a crê em suposições que tem boca preta na jogada a serviço de quem pode até estar no governo municipal atual. (veja quem quiser, leia quem souber, aviste os sinais de que também poderá haver interesse próprios da mídia e outrem para se auto  promoverem no cenário político Pinheirense, deixando de lado o interesse maior que é o bem estar da população.

Com a minha lupa diante dos meus olhos eu vejo sinais que somente com uma boa dose de bom censo e responsabilidade essa união virá pelo Deputado Othelino Neto (Othelino Nova Alves Neto) que tem demonstrado sua preocupação em resgatar o poder político e administrativo imputados pelos maus políticos  que trouxeram a descrédito, a perda e respeito pela sociedade e pelo eleitorado Pinheirense.

Momento político da oposição em pinheiro é difícil, mas o Deputado Othelino neto, hoje Cidadão Pinheirense, tem lido com bastante cuidado os primeiros sinais de soluções e usando o seu poder de auto-regeneração com certeza, revivificará a tão dita e desgastada oposição que se digladia inutilmente perdendo forças e alimentando o lado oposto da nossa política.

Visando esse desconserto oposicionista, o Deputado (PC do B) tem dito e tem mantido intensa agenda recebendo lideranças políticas e empresarias de Pinheiro e da baixada que levam suas idéias de renovação e proposições que são analisadas cuidadosamente visando a união perfeita da oposição visando o pleito/2016 que já está inserido os preceitos democráticos do seu partido PC do B, que as eleições de Prefeitos e realização futura da reeleição do Governador Flavio Dino.

O certo é que não há nada garantido sobre candidaturas de A ou B no cenário municipal para 2016. A estratégia tem que ser testada,trazendo lideranças políticas, unido bases aliadas e para vencer: Vence quem agrega mais ! Quem desagrega perde.

Por favor senhores desconsertados da política e da mídia, não nos traga pseudo-s políticos atores para o cenário das eleições.

AQUI NÃO EXISTE ESTRELA MAIOR, EXISTEM LIDERANÇAS QUE PRECISAM SER TRABALHADAS PARA UNIFICAR A POSIÇÃO. E isso só será possível com um mediador COMPETENTE e mais próximo ao Governador Flavio Dino que tem interesse em sua reeleição (Nesse caso o sinal é o deputado Othelino Neto ) que poderá indicar o melhor nome para a eleição municipal em Pinheiro/2016.


Atualizado em 11/04/2015 19h11

63% apoiam abertura de processo de impeachment, aponta Datafolha

Apoio a processo contra Dilma se baseia em fatos da Lava Jato, diz jornal.
Instituto fez 2.834 entrevistas em 171 municípios, nos dias 10 e 11 de abril.

Do G1, em Brasiliaimages (3)

Pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (11) indica que 63% dos brasileiros apoiam a abertura de um processo de impeachment contra presidente Dilma Rousseff (PT), quando se consideram as revelações feitas até aqui pela Operação Lava Jato.

A pesquisa também mostra que 64% dos entrevistados não acredita que Dilma será afastada em razão denúncias de corrupção da Lava Jato e que menos da metade dos entrevistados sabe que, caso Dilma saia, quem assume é o vice-presidente e que o vice é Michel Temer (PMDB).

A pesquisa Datafolha foi feita entre os dias 9 e 10 de abril com 2.834 entrevistas em 171 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Veja a seguir os resultados da pesquisa, divulgada pelo site da “Folha de S.Paulo”:

Considerando tudo o que se sabe até o momento a respeito da Operação Lava Jato, o Congresso deveria abrir um processo de impeachment para afastar a presidente Dilma da Presidência?
– Sim: 63%
– Não: 33%
– Não sabe: 4%

Caso isso ocorra, assume seu lugar:
– O vice (sem citar o nome): 29%
– Michel Temer: 13%
– Aécio Neves: 12%
– Outros: 8%
– Não sabe: 39%

Caso isso ocorra, assume seu lugar (entre quem apoia o impeachment):
– O vice (sem citar o nome): 27%
– Michel Temer: 10%
– Aécio Neves: 15%
– Outros: 8%
– Não sabe: 40%

Caso isso ocorra, assume seu lugar (entre quem rechaça o impeachment):
– O vice (sem citar o nome): 33%
– Michel Temer: 19%
– Aécio Neves: 5%
– Outros: 9%
– Não sabe: 33%

Sabe quem é o vice-presidente?
– Michel Temer: 36%
– Outros: 1%
– Não sabe: 63%

Opinião sobre os protestos contra o governo Dilma
– A favor: 75%
– Contra: 19%
– Indiferente: 5%
– Não sabe: 1%

Acha que Dilma vai ser afastada por causa das denúncias de corrupção na Lava Jato?
– Sim: 29%
– Não: 64%
– Não sabe: 7%

Sobre a corrupção na Petrobras, você acha que Dilma:
– Sabia e deixou que ocorresse: 57%
– Sabia, mas não poderia evitá-la: 26%
– Não sabia: 12%
– Não soube responder: 5%

Em quem votaria para presidente caso houvesse novas eleições?
– Aécio (PSDB): 33%
– Lula (PT): 29%
– Marina Silva (PSB): 13%
– Joaquim Barbosa: 13%
– Outra resposta: 9%
– Não sabe: 3%

 

PUBLICIDADE


IRÔNICA AÇÃO DA DESELEGÂNCIA

10576963_776388379087763_4613944853411100755_n Como se bastasse a falta de merenda escolar na rede municipal de educação. O fidedigno prefeito Municipal de Pinheiro-Ma num ato deselegante come a sobremesa antes do almoço e depois cospe no pires. Uma espécie de insensatez e veio atribuída ao Contrato nº 018/50/2014, Parte: Prefeitura Municipal de Pinheiro e A. Célia Barros- ME CNPJ 04.42,806/0001-29, Espécie; Contrato de Serviços. Objetivo; Contratação de empresa especializada para prestação de serviços e coffee break e lanches para eventos institucionais, envolvendo solenidades*,seminários, encontros, reuniões, palestras, cursos de conferências, treinamentos e outros eventos correlatos, de interesse da Secretaria de Educação. Valor R$ 72.600 (Setenta e dois mil e seiscentos reais.) Ironicamente quando aconteceu a semana d Pedagogia e serviam aos participantes (nobres professores) um simples cafezinho com biscoito kkkkkkk e por cima deram duas opões: Doce ou salgado ? kkkkkkkkkk E a Licitação de 2015 foram para onde? Ai como sofre essa classe. Até na da sua alimentação tem que dividir com alguém.


ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MARANHÃO

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO DEPUTADO OTHELINO NETO

DATA – 09/04/2015

_________________________________________________

Deputado defende medidas de combate à corrupção no Estado

 OTHELINO  Othelino Neto disse que a Superintendência foi instituída, como o próprio nome diz, para evitar e combater a corrupção no Estado

 

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) destacou, na sessão desta quinta-feira (09), a criação da Superintendência de Prevenção e Combate à Corrupção, no governo Flávio Dino, e disse estranhar qualquer movimento político contrário à medida. Segundo o parlamentar, o novo órgão foi instituído, como o próprio nome diz, para evitar e combater a corrupção no Estado.

“Por que um protesto contra a criação de uma Superintendência de Combate à Corrupção, se todos nós devemos querer isso? Todos, inclusive, a oposição. Pois combate à corrupção é um desejo. É um objetivo de todos nós cidadãos e cidadãs de bem do Maranhão,  quanto mais dos parlamentares”, comentou.

Segundo o deputado do PCdoB, a população do Maranhão respaldou o atual governo ao reprovar, nas urnas, o grupo político que saiu do poder em 31 de dezembro passado. Ele lembrou que, no governo Roseana Sarney, o que havia era um grupo de três delegados, montado para perseguir adversários.

“Então, veja bem a diferença entre uma coisa e outra. Este é um instrumento que o atual governo cria para fiscalizar a si próprio, não só ex-gestores como atuais gestores. E a sociedade aplaude, porque é uma forma objetiva e concreta de dizer que a prática criminosa não será aceita nesta gestão”, enfatizou.

Perseguição

Na tribuna, Othelino disse que não há, talvez, nenhum deputado ou poucos que foram tão perseguidos, durante o governo Roseana, quanto ele. “Viraram minha vida de cabeça para baixo. Fizeram todo o tipo de aberração jurídica. Quebraram sigilo telefônico, fizeram todo o tipo de coisa para tentar desqualificar a minha gestão”, lamentou.

Segundo Othelino, o que produziram de relatório foi uma aberração jurídica, prontamente desqualificada pelo Tribunal de Justiça na época. “O que me deixa muito tranquilo, tanto prova que estou com meus direitos políticos válidos, é que fui candidato a deputado sem ter uma impugnação e, graças ao povo do Maranhão, fui reeleito”, disse.

E por fim, o deputado chamou atenção para o fato do grupo Sarney não conseguir se desapegar das coisas do governo. “Acabou. O povo do Maranhão disse: ‘acabou, vocês não mandam mais no Maranhão’. Entendam isso. Admitam! Porque essa foi a vontade do povo. E, finalmente, parem com essa mania de tentar escolher os representantes, as pessoas que o governador vai escolher. Ele nomeia, ele tem a prerrogativa de nomear”, disse.

Segundo Othelino, mesmo tendo sido reprovado pelo povo, o grupo Sarney continua querendo desqualificar a mudança. “Mas não vai conseguir, porque a mudança é um desejo do povo do Maranhão. Este governo, em 100 dias, está começando a mudar o Maranhão. Mágicos o governador e seus secretários não são, mas já, concretamente, começaram a dar um novo caminho para este Estado”, assinalou.


%d blogueiros gostam disto: