Deputados se reúnem com Ministro dos Transportes em Brasília para cobrar manutenção da BR 135

Joelson Braga/ TV Assembleia

icone-whatsapp

As obras de duplicação da BR-135 serão retomadas já na próxima semana e serão entregues até o fim do ano. Esta foi a boa notícia que os deputados maranhenses receberam do ministro dos transportes, Antônio Carlos Rodrigues,  no encontro realizado na capital Federal, nesta terça-feira (12).

O encontro de trabalho no Ministério dos Transportes contou com as presenças  do vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), do presidente da Frente Parlamentar em favor das BRs que passam no Maranhão, deputado Fábio Macedo (PDT) e dos deputados Júnior Verde (PV), Glauberth Cutrim (PDT), Rafael Leitoa (PDT), Roberto Costa (PMDB) e Rogério Cafeteira (PSB). O deputado Federal Weverton Rocha (PDT) também participou da reunião.

Para o deputado Othelino Neto, o ministro demonstrou interesse em resolver as questões emergenciais, principalmente na BR-135 que está com vários trechos comprometidos. “Saímos daqui com o sentimento reforçado de que o drama vivido por milhares de maranhenses em relação a BR 135 está perto do fim”, declarou o vice- presidente do parlamento estadual.

O ministro dos transportes observou que o órgão fará o possível para resolver de imediato os trechos esburacados. “Eu solicitei ao ministro  que fossem aumentadas as equipes que estão trabalhando para garantir a trafegabilidade na BR-135. E isto vai ser feito para agilizar a recuperação”, disse Fábio Macedo.

O diretor-geral do DNIT garantiu o empenho do órgão na melhoria das estradas federais no estado. Já o deputado Rogério Cafeteira lembrou que o problema das BRs no Maranhão se arrasta há muito tempo, mas que agora há uma conjunção de esforços no sentindo de resolver o problema. “O problema é a falta de manutenção ao longo dos anos. Mas agora o ministro se comprometeu em abrir licitação para que haja uma manutenção e isto é muito bom”, concluiu Cafeteira.


ANA PAULA

 

Nesta manhã de (12/04) o nosso Blog foi procurado pela empresária ANA PAULA LOBATO, recém-filiada ao PDT e pré-candidata na chapa do Dr. Leonardo Sá a vice-prefeita em Pinheiro, se dizendo revoltada com boatos e factoides espalhados nos meios de comunicações por algumas pessoas ligadas a grupos políticos locais.

Vitima dessa armação, segundo ela por politico afetado pelo vírus  da doença cólera-morbo enlameado de dejeções  anunciaram um fechamento de acordo inexistente na chapa com o pré-candidato a prefeito Luciano Genésio (PP) no qual ela repudia o factoide negando piamente qualquer ligação nesse sentido e nos reafirmou o seu compromisso politico com as seguintes palavras:

(“Serei vice de Leonardo, o resto é invenção”, dispara esposa de Othelino Neto
Matéria conclusa em primeira mão do Blog do Domingos Costa, leia na integra:

Tweetar

A pinheirense Ana Paula será a vice na chapa de Leonardo Sá…
A empresária esposa do vice-presidente da Assembleia Legislativa, Ana Paula Nova Alves, recém-filiada PDT do município de Pinheiro, decidiu se pronunciar diante da enxurrada de factoides envolvendo seu nome na política da maior cidade da baixada maranhense.
Questionada sobre o que é mentira e verdade nas publicações diárias dos meios de comunicação pinheirenses, a mulher do deputado Othelino Neto (PCdoB) disse que as especulações nesse período pré-eleitoral são normais, entretanto, seu destino político não será outro, senão companheira de chapa do candidato do partido do governador Flávio Dino.
“Serei vice de Leonardo Sá, o resto é invenção”, disparou a pinheirense Ana Paula, de família tradicional na política da Princesa da Baixada.
Mais direta impossível!)


 

MORTO

 

 

 

 

 

 

Por volta das 21:30 h deste sábado (09) o jovem identificado como Eliones Silva 29 anos morador da Rua Vicente Fialho -Bairro Campinho-Pinheiro-Ma. Foi morto por três disparos de arma de fogo, em frente ao Bar da “BIZUNGA” localizado na Rua Sampaio Marinho-Bairro Ilha da Ventura nesta cidade.

De acordo com pessoas que estevam presentes no local a confusão que culminou com o assassinato de Eliones  foi gerada numa partida de sinuca, quando houve uma discussão entre o homicida e a vitima .

O acusado do assassinato segundo as pessoas que assistiam o jogo é o individuo conhecido como “sapinho”assassino

“sapinho”

Informações dão conta que após a discussão a vitima “Eliones” se dirigiu a sua residencia onde foi buscar uma arma com intuito de alvejar “sapinho” que ficou no local do jogo. No seu retorno “Eliones” foi queimado por três disparos, um no tórax e dois na cabeça   que o levou a óbito.

O acusado do assassinato apos o crime, tomou rumo ignorado. A policia de Pinheiro estar efetuando diligencias no sentido de prender o assassino.


VALDIR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEONARDO SÁ (PC do B) não nega os rumores de ALIANÇA POLITICA COM O SUPLENTE DE DEPUTADO LUCIANO GENESIO (PP)

Encaminhada, quase pronta a lapidação da aliança que poderá ter o suplente de deputado Luciano Genésio no palanque do Candidato do (PC do B ) Dr. Leonardo Sá nas eleições para a prefeitura de pinheiro em 2016.

Questionado por este blog sobre conversações tidas recentemente com o Governador do Estado FLAVIO DINO e o deputado OTHELINO NETO sobre essa possível aliança, a resposta vem sendo traduzida nas postagens dos Blogs da capital do estado e repercutindo como fonte verdadeira nos quatros cantos do Maranhão, dado qual referendado pelo PC do B que não deseja ter mais de um candidato em cada município, sendo que aqui em Pinheiro os aliados de Flavio Dino apostam na candidatura do Dr. Leonardo Sá.

Veja na integra o que poderá ocorrer na composição Leonardo Sá e Luciano Genésio, segundo o conceituado Blog Marrapá :

leonardo luciano

 

Luciano Genésio pode abrir mão de candidatura para assumir vaga na Assembleia

A proposta seria uma chapa formada como o pré-candidato a prefeito em Pinheiro Leonardo Sá, tendo como vice o próprio Genésio ou ele indicado alguém para a composição, e em Chapadinha Levi Pontes ganharia o apoio da família Hortegal, saindo assim com grande chance de se eleger no município. Sendo eleito, quem assumiria a sua vaga na Assembleia seria Luciano.

FacebookTwitterWhatsAppEmailTelegram

 

8 de abril de 2016 | Por: Leandro Miranda

Ainda é cedo para confirmar, mas ao que tudo indica uma grande aliança está sendo formada em Pinheiro e Chapadinha e assim levar o suplente de deputado estadual, Luciano Genésio, a uma vaga na Assembleia Legislativa.

Luciano, que no mês passado se filiou ao PP e já anunciou que é pré-candidato a prefeito de Pinheiro, também é suplente de deputado estadual, e teria muito interesse em assumir a vaga. Através de interlocutores, uma composição entre o pré-candidato Leonardo Sá (PCdoB) e Luciano estaria sendo traçada.

Aliados do governador Flávio Dino não desejam ter mais de um candidato em cada município e aposta em Leonardo Sá como candidato a prefeito em Pinheiro. O problema é que seus principais concorrentes são o atual prefeito Filuca Mendes e o próprio Luciano Genésio, que até bem pouco tempo atrás era Superintendente de Articulação Política na Regional de Pinheiro. Ainda assim há a possibilidade de formação de uma aliança entre o PCdoB de Leonardo e o PP de Luciano.

Neste imbróglio surge o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB), que deseja ser candidato a prefeito em Chapadinha, no município uma das principais lideranças políticas é o ex-candidato a deputado federal Dr. Talvane Hortegal, pai de Thaiza Hortegal, que é esposa de Luciano Genésio.

A proposta seria uma chapa formada como o pré-candidato a prefeito em Pinheiro, Leonardo Sá, tendo como vice o próprio Genésio ou ele indicado alguém para a composição, e em Chapadinha Levi Pontes ganharia o apoio da família Hortegal, saindo assim com grande chance de se eleger no município. Sendo eleito, quem assumiria a sua vaga na Assembleia seria Luciano.

As conversas estão sendo feitas através de assessores e ainda é cedo para confirmar essa aliança. Como envolve dois municípios e várias lideranças políticas, é preciso que cada um seja flexível nas suas pretensões, mas é inegável que caso toda essa articulação se confirme o PCdoB deve garantir dois importantes municípios e teríamos um novo deputado na Assembleia.

  GERAL

 


Othelino Neto e o governador Flávio Dino

Othelino Neto e o governador Flávio Dino

 

Em audiência com o governador Flávio Dino ( PCdoB), o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) solicitou a implantação de um Sistema de Abastecimento D’ água em Monção, a liberação de 5 km de pavimentação e bloquetes para Paulino Neves, de duas viaturas policiais para Pinheiro e de uma ambulância para Turiaçu.
 
“Atencioso e republicano, o governador recebeu as nossas solicitações. São algumas demandas desses quatro municípios que estamos encaminhando, focados na garantia da melhor qualidade de vida para nossa gente”, disse Othelino Neto.

Lobão cada vez mais complicado

Lobão cada vez mais complicado

Vazaram  informações sobre novos trechos da delação do ex-presidente da empresa  Andrade Gutierrez, Otávio Azevedo, que deve ser homologada nesta sexta-feira (8) pelo ministro do Supremo, Teori Zavaski. Os executivos disseram que o governo atuou diretamente, por meio do então ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, do PMDB do Maranhão, no leilão de Belo Monte.Globo com edição  

Segundo a delação, Edison Lobão teria se reunido com as empresas para fazer um acerto sobre a concorrência e deu orientações sobre a disputa para que fosse passada à opinião pública a ideia de que haveria uma concorrência de verdade na obra.
Otávio de Azevedo disse ainda que foi orientado pelo ex-ministro Edison Lobão para reunir outras empreiteiras que deveriam dar, juntas, 1% do valor total da obra para o PT e para o PMDB, cerca de R$ 150 milhões, ou seja, R$ 75 milhões para cada partido.
A propina teria sido paga por meio de doações eleitorais oficiais para PT e PMDB em 2010 e uma parte em 2014. No PT, o interlocutor para tratar desse assunto era o ex-tesoureiro João Vaccari Neto, que está preso; no PMDB, o ex-ministro Edison Lobão.

Segundo a delação dos executivos, Lobão pediu e recebeu R$ 600 mil em dinheiro vivo em 2011. Os recursos foram entregues para um de seus filhos e abatidos na parcela destinada ao PMDB. A defesa da Andrade Gutierrez não se pronunciou.

O outro lado
O PT afirma que refuta as informações do jornal e afirma que todas as doações recebidas pelo partido “foram legais e declaradas à Justiça Eleitoral”. A assessoria do PMDB disse que o partido não recebeu nenhum tipo de doação irregular e que todas que recebeu foram declaradas à Justiça Eleitoral.
A defesa do ex-ministro Edison Lobão, disse que seu cliente e o filho dele negam o recebimento de qualquer quantia e que está ocorrendo uma tentativa de criminalizar a política. O Jornal Hoje não teve resposta da defesa de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT.


 

APA 451 

 

O dinamismo politico aqui em Pinheiro,  como sempre visto em todas as esferas parece ser algo que possa ajudar na remediação de acordos  ao se  tentar buscar a união entre siglas partidárias oposicionistas a aderirem  um só projeto com bases nos critérios adotados pelo governo do estado à  único nome apoiado pelos demais.

Os detentores das mais diversas siglas partidárias oposicionistas ao governo municipal atual por um simples motivo: Não se misturam ou buscam união entre si a UNIÃO por um simples motivo: Eles se locupletam como sendo o óleo santo que fica acima da água, fazendo alusões às suas inspirações e aspirações ao descartarem a palavra chave vitória e troca-la pela posição que julga privilegiada de serem classificados desde sempre um segundo colocado a todas as eleições que já participaram.

APA 313

O que parece ser peculiar e dúbio são os motivos que na historia das oposições de Pinheiro nunca houve vontades de articulações que pudessem ser traçadas estratégias rumo a uma eleição sequer e a  união quais, com um único objetivo se sacar do poder municipal essa peça enroscada que só faz o mal que arruína o município  e respinga  desgraça na  sociedade  pinheirense.  Mas… Infelizmente nada podemos fazer. Só um milagre poderá unir os pré-candidatos da oposição contrários ao governo Filuca Mendes (PMDB)

Em não havendo esse milagre, tudo daqui para frente vai depender da vontade do POVO que poderá escolher entre os pré-candidatos das oposições, aquele que poderá ser o melhor representante dos grupos para administrar o nosso município a partir de 2017, com projetos em todas as áreas, trazendo dessa forma, o desenvolvimento a melhorar consequentemente a qualidade de vida de nossa gente.

 

Quem dos pré-candidatos alavancar sua candidatura até o dia 02 de outubro terá que se articular medindo encontros comunitários, fazendo projetos diferentes daqueles modelos ultrapassados, juntando a cada encontro pessoas e representantes da sociedade civil, filiados, simpatizantes e militantes.

Tem que abrir o leque e explicar principalmente o papel de cada sigla partidária, inclusive a sigla cabeça de chapa neste processo de articulação politica municipal que será a responsável pelas ações administrativas futuras, caso eleita.

UM LEMBRETE:

.Não  fiquem com meia dúzia de pessoas reunida entre quatro paredes a fazer apologia do já ganhou a quem convém apenas ou a um pequeno grupo , uma única família e não a vontade soberana do povo.

Temos que acordar, nosso município entrou num estado de falência. Temos buscar a verdadeira mudança, reunindo as bases aliadas, articulando com as comunidades rurais, isso é bom, isso preocupa o grupo da situação da gestão atual que estar no poder, há mais 30 anos. E com essas articulações, reuniões, começaremos  a destravar nossa cidade, que está com o freio de mão puxado , e por conseguinte travando o desenvolvimento de todo o município.

É preciso alerta para os mais de 16% de votos analfabetos que sempre sustentou as eleições das gestões Filuca Mendes  em troca de míseros favores e desconhecimentos reais do valor do voto e pela falta da educação providas desse sistema falido que persegue, que rouba os sonhos da nossa juventude e os torna necessitados , entre outros fatores.

É preciso unir essa oposição para o bem do município, não deixemos  mais  que o mal triunfe. Nós somos do bem e se não fizermos nada o mal nos destruirá. Vamos mostrar aos menos esclarecidos o caminho certo a trilhar para o bem do nosso município e do nosso POVO.

Acreditamos ainda sim, que diante de toda essa corrida à prefeitura de Pinheiro exista dentre toda uma pré-candidatura disponível para promover a mudança, se o povo quiser, porém… Nomes fortes são sempre mais bem vistos e possibilidades mais reais de eleger o de melhores propostas de governo; eu ainda acredito no proposito do governador Flavio Dino e do Deputado Othelino Neto em unir os grupos e formar a chapa única em nome das oposições, isso será um milagre, caso contrario o grupo PC do B sustentará a candidatura mais confiável, elegendo os seus candidatos a Prefeito e Vice, Dr. Leonardo Sá e Ana Paula Lobato como verdadeiros representantes do povo pinheirense.

Essa será realmente a verdadeira MUDANÇA, não aguentamos mais a atual situação em que se encontra a saúde do município, a educação, o a infraestrutura de feiras e matadouros largados e mais “enes” problemas que nossa população enfrenta.


PRESO NA CAPITTAL PELA SPCC

A Polícia Civil através da Superintendência de Policia Civil da Capital (SPCC), efetuou, na tarde desta sexta-feira (01), a prisão de um foragido da justiça na capital. O homem, identificado por Max Wilson Fontenele, de 31 anos, é morador do bairro Nova Jerusalém localizado no município de Paço do Lumiar.

Já no interior do Estado, a Superintendência de Policia Civil do Interior (SPCI), prendeu, ainda na manhã de hoje, um indivíduo conhecido por Denilson Oliveira Éverton, pela pratica dos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, em cumprimento a mandado de Busca e Apreensão.PRESO-NO-INTERIOR-PELA-SPCI

Na capital, segundo o delegado Armando Pacheco, superintendente da SPCC, uma equipe de captura da delegacia de Paço do Lumiar efetuou a prisão de Max, após investigações da polícia. O mesmo estava custodiado no Complexo Penitenciário de Pedrinhas cumprindo pena de 22 anos por homicídio.

Segundo ainda o delegado Armando, o acusado ganhou uma saída temporária no natal do ano passado, porém não retornou, sendo que hoje, após denúncias anônimas o mesmo foi recapturado e logo encaminhado para o presidio onde cumprirá o restante da pena.

Mais prisões

Quanto à prisão no interior do Estado, a SPCI através da Delegacia de Pindaré –Mirim, sob o comando da delegada Claudia Maciel de Almeida, juntamente com o apoio do delegado regional Raphael, delegado Machado e policias de Santa Inês, aconteceu na manhã de hoje. Denílson Oliveira Everton foi preso pela pratica dos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, em cumprimento a mandado de busca e apreensão.

As primeiras informações repassadas pela polícia, dão conta que na casa do acusado, foram apreendidos 965 gramas de maconha, quatro pedras de crack, 18 papelotes de maconha, R$ 63,00 em espécie e uma arma de fogo.

O Mandado de Busca e Apreensão foi expedido pela Dra. Ivana Cristina de Melo Freire, Juíza de Direito Titular da Comarca de Pindaré-Mirim, com parecer favorável do MP através do promotor Dr. Claudio Borges dos Santos.

Isadora Fonseca-Ascom/SSP


PRESTAÇÃO  DE CO9NTAS

 

 

 

 

 

O artigo 1º, inciso I, alínea g, da LC nº 64/90 (modificado pela Lei da Ficha Limpa) dispõe que são inelegíveis para qualquer cargo os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa, e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se esta houver sido suspensa ou anulada pelo Poder Judiciário, para as eleições que se realizarem nos 8 anos seguintes, contados a partir da data da decisão, aplicando-se o disposto no inciso II do artigo 71 da Constituição Federal, a todos os ordenadores de despesa, sem exclusão de mandatários que houverem agido nessa condição.

 

Observe-se que a parte final do dispostivo (quando se refere a mandatários) autoriza o julgamento das contas de gestão de prefeitos diretamente pelos tribunais de contas, sem necessidade de apreciação política pelo Parlamento Municipal. Deveras, o artigo 71, II, da CF/88 estabelece que as contas de todos os  administradores de recursos públicos (ordenadores de despesa) devem receber o  julgamento técnico em caráter definitivo da Corte de Contas, consubstanciado em um acórdão. O TSE reconheceu a aplicabilidade dessa norma durante o  julgamento do Recurso Ordinário nº 401-37, em 26.08.2014.

 

O artigo 1º, inciso I, alínea g, da LC nº 64/90 veicula o propósito específico de proteger a probidade administrativa na gestão dos recursos públicos e a moralidade eleitoral, considerada a vida pregressa do agente político, na forma do mandamento constitucional hospedado no artigo 14, § 9º, da CF/88.

 

Com efeito, a norma em tela autoriza a Justiça Eleitoral a realizar uma assepsia no plantel de candidaturas requeridas por partidos e coligações. A prática eleitoral tem-nos mostrado que a rejeição de contas é a causa de inelegibilidade arguída com maior frequência nas Ações de Impugnação de Registro de Candidatura e a que tem provocado os embates jurídicos mais acalorados nas últimas eleições.

 

A redação primitiva da alínea g estabelecia que a mácula da inelegibilidade poderia ser afastada com a mera submissão da questão à apreciação do Poder Judiciário. Assim, para recuperar a capacidade eleitoral passiva (direito de ser votado), bastava o gestor ímprobo protocolizar uma petição de ação anulatória perante a Justiça Federal ou Estadual, conforme a natureza dos recursos malversados.

 

A redação atual evoluiu no sentido de impor que a chaga da inelegibilidade só deixará de prevalecer se o candidato obtiver um provimento judicial determinando a suspensão ou a anulação da decisão proferida pelo órgão competente para julgar a prestação de contas (casa legislativa ou tribunal de contas).


othelino0703

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO MARANHÃO

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DO DEPUTADO OTHELINO NETO

DATA – 31/03/2016

 Othelino Neto: “Não se pode cassar governo por impopularidade, pois quem faz isso é o povo nas urnas”

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) aproveitou o dia 31 de março, aniversário do golpe militar no Brasil, para sair em defesa, na tribuna, do estado democrático de direito no país, em um momento de grave crise institucional. Segundo ele, não se pode fazer o impeachment de um presidente da República, eleito pelo povo, sem que haja crime de responsabilidade como prevê a Constituição Federal.

“Não se pode cassar governo por impopularidade, pois quem faz isso é o povo nas urnas, assim como aconteceu no Maranhão, em 2014, quando a população resolveu dar um basta no domínio do grupo Sarney. Não se pode passar por cima da democracia”, frisou Othelino Neto.

O deputado recordou que, em 31 de março de 1964, o Brasil passou a viver uma das  páginas mais tristes da sua história com o famoso golpe militar, que suspendeu o regimento democrático e que acabou, provisoriamente, com o estado democrático de direito e gerou as consequências mais danosas e mais graves possíveis para o país. “Cassou-se um presidente, eleito democraticamente, João Goulart, que foi, inclusive, exilado após a sua cassação. Vários outros políticos  importantes e de boa memória foram cassados também, por exemplo, temos os casos do saudoso Leonel Brizola, do conterrâneo Neiva Moreira, de Miguel Arraes e tantos outros”, comentou.

Othelino enfatizou, no pronunciamento, que várias famílias tiveram suas vidas modificadas e muitas delas, nem sequer, sabem que fim levou seus familiares, aonde foram parar os restos mortais daqueles que lutaram e que ousaram se insurgir contra o regime do arbítrio.

Crise institucional no Brasil

Segundo o deputado, este ano, em particular, merece que a sociedade preste bastante atenção, porque o país vive uma crise institucional grave, onde se questiona o mandato da presidente da República, o que levanta sérias dúvidas quanto à legitimidade dele.

“Para que alguns oportunistas não queiram repetir o velho discurso de que o impeachment não é golpe, porque está previsto na Constituição, digo que não se trata disso. É claro que o instrumento jurídico do impeachment está previsto na Constituição Federal do Brasil, já foi inclusive aplicado uma vez na história recente do país com o afastamento do ex-presidente Fernando Collor de Melo. Quando se questiona a legitimidade e a legalidade de um novo impeachment, é porque a Lei Magna diz que o que o impedimento só se justifica se for comprovado o crime de responsabilidade cometido diretamente pelo presidente da República”, explicou.

Othelino usou uma análise do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e se referiu à questão para afirmar que, se  não se confirmou o crime de responsabilidade cometido pela presidente, não há razão para se tratar de impeachment.

“O governador Flávio Dino, diferente de muitos, não tem medo de assumir posições públicas, ainda que estas não pareçam, não sejam as do momento, as da onda, porque é um político que está preocupado com a história e não com a ocasião”, enfatizou.

Segundo Othelino, as regras precisam ser respeitadas sob pena de se colocar em risco a democracia pela qual várias gerações lutaram, deram suas vidas e que a população, graças a Deus e às lutas populares, conseguiu conquistar e consolidar no Brasil. “Que fique hoje este lembrete, este tema para que nunca mais ocorra o golpe que ocorreu em 31 de março de 1964”, frisou.