O pai estuprador batia e ameaçava as filhas para que não denunciassem os estupros

O pai estuprador batia e ameaçava as filhas para que não denunciassem os estupros

Um homem que estuprou as duas filhas quando ainda tinham 4 e 10 anos foi condenado a 18 anos e 8 meses de prisão em regime fechado pela Justiça do Estado do Amazonas.

Na tarde da última terça-feira, 28, o mandado de prisão foi cumprido por policiais do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), coordenados Leo delegado titular Rafael Costa e Silva.

O pai tarado se encontrava no prédio da Defensoria Pública do Estado (DPE) quando o delegado e sua equipe chegaram para dar a voz de prisão e cumprir a ordem judicial.

Ficou provado durante a investigação realizada durante o inquérito policial que o homem com 55 anos de idade estuprou as filhas e permaneceu praticando os abusos sexuais durante vários meses.

Delegado Rafael Costa e Silva e sua equipe cumpriram  mandado de prisão do pai estuprador (Foto: Divulgação) 

As primas das duas irmãs souberam de tudo, chegaram a presenciar os estupros que aconteciam na casa onde elas moravam com o pai e indignadas contaram tudo para o resto da família.

A polícia foi procurada e o crime foi confirmado pelas duas irmãs, que não denunciaram logo que os estupros começaram a acontecer porque eram ameaçadas e até espancadas pelo pai tarado.

As provas foram se somando e ficaram bastante robustas ao ponto do acusado ser julgado e condenado a cumprir a sentença penal no regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

O pai estuprador das duas filhas menores de idade foi recolhido ao presídio na manhã desta quarta-feira, 29, após a sua apresentação à imprensa no 4º Distrito Integrado de Polícia.

Deixe uma resposta