E juntos sentiram o clamor do povo, para que a chapa majoritária faça a diferença, com toda a experiência, nas eleições 2018.

O senador Edison Lobão (MDB) visitou mais cinco municípios juntamente com Roseana Sarney (MDB), Ribinha Cunha (PSC), Sarney Filho (PV) e comitiva neste sábado (11). Ao todo foram percorridos onze municípios em três dias, onde sentiram na pele o clamor do povo. Para que juntos possam fazer a diferença na vida dos maranhenses, com toda a experiência que acumulam na vida política.

No último dia de caravana, passaram por São Pedro da Água Branca, Vila Nova dos Martírios, Açailândia, Buriticupu e Bela Vista. Em reuniões com lideranças e encontros com toda a população, que compareceram de braços abertos para escutar e dialogar com a chapa majoritária mais forte das eleições deste ano. Os discursos foram com palavras de fé, amor, força, carinho, e principalmente de respeito pelo povo. Lobão ressaltou a esperança de dias melhores para quem sempre os acolheram tão bem.

“Eu, além de ter sido deputado, governador e ministro, sou um dos senadores que acumulam mais mandatos no senado federal, quatro ao todo. Roseana já governou por três mandatos, foi deputada e senadora. Sarney Filho deputado por vários mandatos consecutivos e ministro. Juntos somamos a experiência necessária para trazer a esperança, a dignidade e o sorriso de volta aos maranhenses, com o desenvolvimento que o nosso Estado merece, para voltar a crescer”,afirm ou Lobão.

Neste terceiro dia de visitas, estiveram presentes o segundo suplente de senador Dr. Antônio Melo. Os vereadores Keke Teixeira, Jane, Elson Meikilo. Os ex-prefeitos Vanderlúcio, João Pinto, Wellington Pinto e sua esposa Raniele Pinto. Ao lado de Geralda, Minzin, Washinton do Varjão, Wendel Pinto, Carretel, Jailson, Manoel e Roza, dentre outros. Para juntos combater a perseguição, que se instalou no Maranhão.

ASCOM – Senador Edison Lobão.


No lançamento do suplente de senador Dr. Antônio Leite, presidente do diretório municipal do MDB.

O Senador Edison Lobão (MDB) esteve com lideranças políticas para prestigiar o lançamento do suplente de senador Dr. Antônio Leite, presidente do MDB no diretório municipal em Imperatriz, que aconteceu no salão do Posseidon Hotel na manhã desta terça (07). Reunião política onde discutiu os novos caminhos a serem percorridos em prol de um Maranhão melhor.

Lobão lembrou de quando esteve pela primeira vez de avião na cidade em 1974, e relembrou que o aeroporto era onde, hoje, está instalada a prefeitura. Mas através de sua experiência na vida política aproveitou a oportunidade para esclarecer que liderança, antes de tudo, é vocação política, mesmo que um líder não tenha um mandato.

“Não estamos fazendo comício político ainda. Esta reunião tem um sentido: Vocês são todos líderes! Muitas vezes as pessoas confundem a liderança com o mandato. Líder é aquele que tem vocação política, ainda que não seja portador de mandato, aquele que se interessa pela comunidade que luta, que faz e acontece. A reunião tem um sentido de explicar num ponto de vista político, as coisas que acontecem no Estado e agora aqui na região”, afirmou Lobão.

O senador agradeceu a oportunidade de se reunir com o prefeito Assis Ramos, a primeira dama Janaína Ramos, o deputado estadual Leo Cunha, a vereadora Fátima Avelino, Ribinha Cunha, Francisco Soares dos Santos e a todos do diretório do MDB. Que o receberam de braços abertos, com a confiança de que a experiência faz a diferença e traz o desenvolvimento para o Maranhão.

ASCOM – Senador Edison Lobão


VALDIR ENROLÃO

O deputado federal e Vice-Presidente  da Câmara, Waldir Maranhão (PP), deverá sofrer mais e mais punições dadas às suas indefectíveis enrolações. Diz a Coluna Expresso, da Revista Época, que  o parlamentar desta vez  será punido pelo seu partido e não receberá o fundo partidário.

Em não recebendo os valores negados pelo seu partido, Waldir Maranhão não poderá se “movimentar” nas eleições municipais e terá dificuldade em ajudar os seus aliados e candidatos a prefeitos no Estado , salvo se …

É sabido que tal punição imposta por seu partido deu-se ao fato do Deputado Waldir ter desobedecido a recomendação do seu partido (PP) e ter votado contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT)  Contanto que o PP deixará de repassar cerca de R$ 700 mil do fundo partidário ao Deputado Waldir e como também na mesma barca, estão outros quatro Deputados do PP.(Partido Progressista )

Sem os recursos, o deputado praticamente comprometerá futuros acordos nas eleições de 2018, tudo isso além da guerra pelo controle da legenda barrada pelo Deputado André Fufuca com a tomada da presidência do PP.

A informação foi divulgada pela Coluna Expresso, da Revista Época. O PP deixará de repassar cerca de R$ 700 mil do fundo partidário. Há outros quatro deputados do partido na mesma situação.

Assim sendo, Waldir Maranhão perde um valor considerável para contribuir com candidatos a prefeito pelo interior, principalmente na cidade de Pinheiro que é vista como a menina dos seus olhos do Deputado.

Hoje, Waldir trava uma guerra pelo controle da legenda com o deputado licenciado André Fufuca que tomou dele a presidência do PP, o que  levou Maranhão a dizer impropérios a Fufuca, acusando-lhe de golpista por ter vendido o PP em Pinheiro