O criminoso – provavelmente um traficante de drogas – foi trocar tiros com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) do Rio e acabou sendo atingido com um tiro de fuzil calibre 7.62 nas nádegas.

O estrago só não foi maior porque o bandido usava no bolso de trás da calça uma pistola Glock, que absorveu um pouco o impacto do tiro.

Levado para o pronto-socorro, ele recebeu atendimento médico e depois foi levado para a delegacia para ser autuado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Pistola Glock usada pelo criminoso no bolso de trás da calça

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


Polícia Civil isolou o local do crime ocorrido no Bairro de Fátima em São Luís (Foto: Luciano Melo/TV MIrante)

 

Homicídio aconteceu na tarde de ontem(27) no Bairro de Fátima, em São Luís.
Rafael Ferreira do Nascimento, pai da criança, morreu no local do crime.

Márcia CarlileDo G1 MA

Uma criança de apenas quatro anos de idade foi ferida com tiros de arma de fogo durante um homicídio ocorrido no início da tarde de quarta-feira (27) em São Luís. O crime envolveu o seu pai identificado como Rafael Ferreira do Nascimento, 24, que foi morto após ser alvejado por dois suspeitos ainda não identificados pela a polícia.

Segundo informações do delegado plantonista da Superintendência de Homicídios, Wady Nazar, a menina estava em companhia do pai em uma bicicleta quando foram surpreendidos no Bairro de Fátima, na capital, por dois suspeitos já identificados pelos policais. Eles vinham de sua residência na Vila Sá, situada entre os bairros Areinha e bairro de Fátima quando foram alvejados.

“Nós apuramos a partir de relato de populares que estavam no local do crime que tanto a vítima como a menina estavam em uma bicicleta e estavam indo para casa da avó da criança quando foram alvejados por dois suspeitos. Algumas pessoas dizem que eles estavam em uma moto e outros dizem que eles estavam em carro branco, mas isso a gente ainda vai apurar”, relatou o delegado.

Ainda conforme o delegado Wady Nazar após os disparos, Rafael Ferreira do Nascimento não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já a sua filha foi socorrida por populares e encaminhada para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1), em São Luís, onde se submeteu a um procedimento cirúrgico e se encontra em estado estável. Os dois suspeitos fugiram logo após o crime.

“O Rafael não sobreviveu aos disparos e morreu no local. A sua filha foi socorrida e levada para o Socorrão 1. Eu já recebi informação da família dela que ela foi operada e está estável. Nós agora estamos procurando os dois suspeitos que fugiram depois do crime”, revelou Wady Nazar.

Wady Nazar diz que a perícia esteve no local e contabilizou mais de 10 tiros no corpo do pai da criança, mas ele adianta que só o laudo final poderá confirmar a precisão dos disparos. “A perícia foi no Bairro de Fátima e a equipe contabilizou por cima uns onze toros. Só que esse número correto só o laudo final poderá nos dizer”.

O delegado plantonista da Superintendência de Homicídios afirma que a polícia deverá trabalhar durante as investigações com as hipóteses de acerto de contas e briga de facções pelo o poder do tráfico de entorpecentes na região do Bairro de Fátima que, atualmente, é considerado alto.
“Nós temos, inicialmente, duas linhas de investigações para o crime que é o acerto de contas, já que a vítima já tem passagem pela a polícia pelo crime de tráfico de drogas, e briga de facções no bairro por conta da droga”, finalizou o delegado Wady Nazar.


Rapaz estava armado com facão quando foi atingido (Foto: Arquivo Pessoal)

 Homem de 30 anos foi baleado por PMs em Itu (Foto: Reprodução)Rapaz estava armado com facão quando foi atingido (Foto: Arquivo Pessoal)   11/11/2015 16h59 – Atualizado em 12/11/2015 16h05   www.jgmoreira.com.br

Homem é baleado por policiais militares durante surto em Itu

Rapaz estava armado com facão na área urbana de rodovia.
Ele foi atingido por dois tiros e encaminhado ao hospital.

 

Um homem foi baleado pela Polícia Militar, na tarde desta quarta-feira (11), no bairro Cidade Nova, em Itu (SP). De acordo com informações da PM, o rapaz, 30 anos, que estava armado com um facão, aparentava estar em surto e ameaçava cometer suicídio quando avançou contra os policiais, que revidaram e efetuaram três tiros. 

Ainda segundo a polícia, testemunhas informaram que o rapaz estava descontrolado e ameaçava cortar o pescoço quando foi atingido pelos tiros no braço e no peito. Ele foi socorrido e encaminhado ao Hospital São Camilo, mas a Polícia Militar e também a unidade não divulgaram o estado de saúde dele.

Nenhum policial ficou ferido e as causas do surto serão investigadas. O caso, registrado na área urbana, próximo a Rodovia Waldomiro Corrêa, chamou a atenção dos moradores, que enviaram fotos pelos canais de comunicação da TV TEM

Homem ameaçava cortar o pescoço com facão (Foto: Arquivo Pessoal)Homem ameaçava cortar o pescoço com facão (Foto: Arquivo Pessoal)

Policiais reviraram e balearam rapaz em Itu (Foto: Arquivo Pessoal)

 


Vigilante foi baleado no peito no começo da noite (Foto: Divulgação / PM-MA)Vigilante foi baleado no peito no começo da noite   (Foto: Divulgação / PM-MA)

11/11/2015 01h06 – Atualizado em 11/11/2015 08h16  /www.jgmoreira.com.br

Vítima trabalhava no ‘Socorrinho’, no bairro São Francisco, em São Luís.
Quatro homens, desconhecidos, são suspeitos de cometerem o crime.

Do G1 MA

O vigilante Roberto César Leandro Bulhões, de 29 anos, foi morto no começo da noite desta terça-feira (10), após ser baleado durante um assalto. O crime aconteceu na portaria do Hospital Socorrinho, no bairro São Francisco, em São Luís (MA).

Segundo a polícia, a vítima estava saindo da unidade de saúde, quando quatro homens, não identificados, se aproximaram e efetuaram vários disparos. Depois de alvejar Roberto, os criminosos pegaram o revolver calibre 38 e fugiram.

Para o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar do Maranhão, tenente-coronel D´Eça, tudo indica que os bandidos queriam a arma do vigilante. “Não há indícios de que ele (Roberto) reagiu. Provavelmente esta não foi a razão dos disparos. Eles desejavam a arma do vigilante”, disse.

O comandante afirmou que a polícia vai intensificar as buscas para prender os criminosos.  Ele disse ainda que são feitas rondas nos bairros do São Francisco e adjacências. Ninguém foi preso até a publicação desta matéria.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) enviou nota lamentando o ocorrido. (Confira abaixo)

NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) lamenta o incidente ocorrido na portaria do Hospital Socorrinho, no São Francisco, na noite desta terça-feira (10), que resultou na morte do vigilante da unidade de saúde, Roberto César Leandro Bulhões. A Semus informa que a vítima foi socorrida imediatamente e levada ao Hospital Socorrão I (Cajazeiras), onde recebeu atendimento imediato, mas veio a óbito.

A Semus esclarece que o vigilante era funcionário de empresa terceirizada, responsável pela segurança da unidade de saúde, mas está acompanhando toda a assistência que está sendo prestada à família, à qual manifesta sentimentos de pesar.

Por fim, informa que devido ao incidente as atividades no Hospital Socorrinho do São Francisco foram suspensas na noite desta terça-feira, mas que serão retomadas normalmente nesta quarta-feira (11).


 

 

Diretor da Penitenciária de Pedrinhas é alvo de atentado em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Diretor da Penitenciária de Pedrinhas é alvo de atentado em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)

03/11/2015 13h15 – Atualizado em 04/11/2015 07h04 www.jgmoreira.com.br

Carlos Eduardo de Oliveira Sousa foi atingido na perna esquerda.
Ele estava lavando o carro quando sofreu o atentado.

Do G1 MA

O diretor de disciplina e segurança da Penitenciária de Pedrinhas (PP), Carlos Eduardo de Oliveira Sousa, foi baleado, na noite de segunda-feira (2), na perna esquerda, enquanto lavava o carro na porta de casa, no bairro Santa Cruz, em São Luís

Segundo testemunhas, dois homens em uma motocicleta dispararam contra o diretor. Em uma reação imaediata, ele jogou água no rosto dos criminosos com a mangueira. Ao todo, foram sete disparos.

O caso foi encaminhado para a Delegacia de Homicídios da capital. Até o momento, ninguém foi preso. O Sindicato dos Servidores Penitenciários do Maranhão informou que o diretor Carlos Eduardo de Oliveira Sousa foi encaminhado para o hospital e já recebeu alta.

Diretor da Penitenciária de Pedrinhas é alvo de atentado em São Luís (Foto: Reprodução/TV Mirante)