Centro de Hemodialise de pinheiro-OBRA PARADA

É Vergonhoso, revoltante a situação que ainda se encontra o Centro de Hemodiálise de Pinheiro, um avanço enorme para a saúde da nossa Região.
Iniciado ainda no governo da Roseana Sarney, já se passaram mais de 6 anos e nada e as pessoas vão morrendo por falta de vontade política e compromisso com o povo, como foi o caso da senhora Hilda Ferreira Barbosa
O governo do “presidenciável” Flávio Dino vem se mostrando muito arredio com a cidade de Pinheiro apesar de supostamente ser aliado do prefeito de Pinheiro e e pelo menos dois deputados se dizem representante da nossa cidade, mas o certo é que o governo começou uma obra da Caema e não terminou, assim também foi com Mais Asfalto, as escolas continuam sem professores, e como aqui mostramos o Centro continua na mesma  prova da falta de compromisso de respeito com o povo da baixada.

Hilda Ferreira Barbosa morreu lutando por essa conquista

Por :Gustavo Lopes-Direto de Pinheiro


Deputado Wellington do Curso

Na manhã desta terça-feira (07), o deputado estadual Wellington do Curso denunciou o descaso do governador Flávio Dino com o Hospital de Câncer do Maranhão – Dr. Tarquínio Lopes Filho. A denúncia foi fundamentada em reclamações de pacientes que padecem com a falta de medicamentos, com atendimento precário feito nos corredores e, até mesmo, com o forro do ambulatório que, recentemente, caiu.

Entre os medicamentos que estão em falta, há o Zometa, que é usado para tratamento de pacientes com tumor maligno avançado com metástases ósseas.

“Faltam medicamentos e até o forro do ambulatório desabou”, denuncia Wellington do Curso sobre descaso no Hospital Geral

“Com a saúde das pessoas não se brinca. É a vida, é algo único. Os pacientes nos pediram ajuda, socorro, já que não aguentam mais tanto descaso. Os que fazem tratamento de câncer padecem. Há relatos de que estão sendo atendidos na parte em que deveria funcionar a radiologia; há, também, pacientes que aguardam para serem consultados em corredores lotados. Outra parte dos pacientes está sendo atendida em Casa de Apoio. Faltam medicamentos e até o forro do ambulatório desabou. Uma triste situação e que exige uma postura do governador que, infelizmente, só tem ações na propaganda”, afirmou Wellington.


Um dos problemas mais graves da sociedade de Palmeirândia diz respeito ao tratamento desumano reservado para o seu povo por uma gestão irresponsável em que os direitos sociais com alguma qualidade estão todos privatizados nas mãos dos seus administradores (saúde, educação, Segurança, infraestrutura, lazer e mais…), pastas (fatos )em que a pobreza se encontra em estado de multiplicidade simultânea mal que não impede de ser visto no dia a dia da sua população e não nos proíbe de publicar o que a miséria continuamente implica não apenas a supressão do poder mas também acarreta consequências oprobriosas,
Tudo isso resulta na mais vil indignidade cometida pela gestão administrativa do prefeito atual da cidade PALMEIRÂNDIA, conforme  descreve o Blog Portal do Baixadeiro. Vejam:

Palmeirândia: uma cidade abandonada pelo seu gestor

https://portaldobaixadeiro.blogspot.com/…/palmeirandia-uma-…
Palmeirândia é um município brasileiro do estado do Maranhão. Localizada na região norte do Maranhão e na Microrregião da baixada maranhense, a cidade tem uma população estimada em 18.764 habitantes.
A cidade está abandonada pelo poder público municipal. Todos os serviços públicos de competência da prefeitura funcionam precariamente. O infortúnio está em todas as áreas: estradas intrafegáveis, ruas e avenidas esburacadas, praças abandonadas, esporte esquecido, educação pública precária e serviços de saúde deficitários.
As promessas milagrosas de Jorge Garcia, durante a campanha, se transformaram em pesadelo assim que ele colocou a faixa de prefeito. Jorge Garcia prometeu amparar os jovens, gerar empregos, desenvolver o município, apoiar o esporte, estimular a cultura e elevar a qualidade de vida da população. Nada fez.
Em vez de pôr em prática medidas administrativas capazes de transformar as promessas em atos benéficos para a população Jorge Garcia passou a perseguir pessoas humildes, demitir servidores públicos municipais e intimidar desafetos.
Desilusão, sofrimento e falta de perspectivas. Essa é a realidade hoje, especialmente dos jovens que acreditaram nas espalhafatosas promessas de campanha.
Devido a situação da cidade, o prefeito Jorge Garcia (PP) está sendo reprovado pela população.
Sem escolas de qualidade, sem oportunidade de trabalho e sem o prometido apoio, muitos jovens partiram em busca de oportunidades e os que ficaram pouco podem esperar, pois a ociosidade e a falta de perspectivas é um campo fértil para a propagação e uso de drogas e prática de violência, situação que em Palmeirândia hoje atinge índices alarmantes. Arruinada pela incompetência do prefeito.
Palmeirândia pede socorro!
Veja as imagens do total abandono que se encontra o município:

Para o deputado Wellington do Curso, o (des) governo que Flávio Dino tem prestado ao Estado é constante. O Terminal Rodoviário de São Luís nem parece o de uma capital, sendo do conhecimento de toda a população. E na noite desta terça (12) foi verificado que o teto do local pode desabar a qualquer momento, pelo rompimento de nove nós na estrutura espacial da cobertura.

Entra governo e sai governo e a Rodoviária parece mais uma estrutura amadora de um projeto que não deu certo e, que, continua ainda pior, no Governo Flávio Dino. Que é conhecido por ter a mania apenas de mascarar serviços com uma maquiagem, muitas vezes, até “borrada”.

Se o Governo do Estado e a Secretaria de Infraestrutura tapam os olhos para não diagnosticarem o perigo que milhares de usuários, passageiros e profissionais estão submetidos no Terminal Rodoviário de São Luís, o deputado Wellington alerta a todos.

“Recebemos várias denúncias de pessoas que trabalham na Rodoviária, que o teto pode desabar a qualquer momento sobre a cabeça de milhares de passageiros, devido ao rompimento de nove nós da estrutura espacial da cobertura. Mais um espaço público, com estrutura velha e sem manutenção, que pode vir ao chão a qualquer momento. Como não é realizada recuperação da estrutura, o teto está escorado com andaimes, de improviso, como mostram as imagens. A minha preocupação é porque os perigos só aumentam. E no Maranhão, existem vários prédios e obras que não passam por manutenções há anos. A exemplo de pontes e viadutos, o Castelinho e agora a Rodoviária, todos estes em alerta, pela ausência de manutenção, seja ela preventiva ou corretiva. O governo do ‘mais impostos’ não é o mesmo que tem zelo pelo bem público. Chamo atenção do governo para um imediato plano de recuperação estrutural do Terminal Rodoviário de São Luís, com urgência, antes que a ‘coisa’ pública entre em colapso”, alertou Wellington.

ASCOM – DEPUTADO ESTADUAL WELLINGTON DO CURSO.

Nas primeiras horas desta manhã os moradores das cidades de São Vicente Ferrer e Cajapió bloquearam a estrada que liga os municípios de São Vicente Ferrer e Cajapió, numa demonstração de protesto contra a situação da MA-313, entre as duas cidades.

Segundo anúncios de blogs da região, os manifestantes queimaram pneus e interditaram o acesso e solicitam a presença imediata de um representante do Governo do Estado, para se posicionar a respeito da solução da estrada que se encontra em estado critico, apesar de já ter sido feitos vários pedidos ao Governo do Estado para a solução do problema, sem que houvesse qualquer posição por parte do mesmo.

Vejam videos cedidos pelo Blog do Jailson Mendes e fotos envidadas por manifestantes, que aguardam posicionamento de secretários de estado, com posicionamento do chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares e do secretário de Infraestrutura, Cleyton Noleto; que deverão urgentemente buscar solução para resolver o estrago constatado  na estrada em virtude  do descaso do governo estadual.

 


 

 

Pronto e inaugurado mas… Abandonado  na gestão do ex-prefeito (Carrinho)Carlos Alberto Lopes Pereira(PSDB), o matadouro público municipal vai ser totalmente reformado o que vai trazer alegria para os marchantes que sonhavam com o novo empreendimento. Os marchantes e a população Sambentoense nunca  engoliram a forma do descaso de como o ex-prefeito tratou o patrimônio publico Municipal durante o seu mandato, esquecendo que o matadouro é patrimônio do povo de São Bento.

https://youtu.be/ppOe7orb_ew

Após sua inauguração  o matadouro foi abandonado pelo ex-prefeito que lhe negou condições para o funcionamento, tentando assim apagar de forma vexatória o real trabalho de uma obra conclusa gerando prejuízo enorme para os cidadãos do nosso municipio e isso foi ruim.

Segundo o Prefeito atual LUIZINHO BARROS  que hoje convive com as dificuldades financeiras do municipio que administra , o mesmo se reportou ao Blog dizendo: “Estamos  desempenhando esforços junto ao Governo do Estado para viabilizar recursos com o objetivo de reconstruirmos o matadouro, pois a sua reconstrução e funcionamento e o que ele representa para as famílias sambentoenses é algo de suma importância para a qualidade de vida do nosso povo. A gestão municipal vem trabalhando para que a situação seja solucionada o quanto antes .”  , disse.

Em verdade, o Prefeito Luizinho Barros por sua vez, que como ele sempre faz, não espera de braços cruzados ou cair do céu, ele arregaça as mangas e vai atras do que é melhor para a população Sambentoense.

 


brasaoExistem coisas agregadas que não conseguimos desvincular de outra. Por isso talvez que eu não conseguir desvincular as maldades politicas de Filuca (Filadelfo Mendes Filho) das bondades que apregoava se (por conveniência e não por ideologia do mal ) separando as classes sociais para assim formar um curral eleitoral rural , cuja a única ideologia sempre foi tentar a perpetuação no poder municipal e em troca do voto, as meras e misérias e migalhas pagas com o oportunismo em cada eleições que concorre.

A má índole politica de Filuca se assimila a um vicio no qual seus projetos de poder sempre se sustentaram através das mentiras nas suas campanhas politicas e gestões como administradoras, que se remodelam a própria historia de acordo com as necessidades de cada eleição na pregação dos factoides por ele criados. Assim, remodelando sua própria historia politica ele volta após quase 04 anos deste outro mandato como prefeito a adentrar os lares dos pinheirenses através da mídia televisada nas retransmissoras de sua propriedade a pregar mentiras e promessas vazias a tentear sua reeleição mesmo tendo praticados verdadeiros desmandos administrativos, um desastre total, provando que é um descompromissado com o bem , não sabe administrar, não tem capacidade e não cumpri os compromissos que assume com o povo; sendo hoje considerado pela elite e pela pobreza Pinheirense, como sendo o pior prefeito da historia deste município.

fora-filucaPor toda essa contrafação eu peço licença a todos os políticos de bem e administradores públicos para lhe condecorar com a medalha de “MÉRITOS DIVERSOS”, já que sozinho não posso te destituir do cargo:
Medalha de VILIPENDIADOR DA SAÚDE PUBLICA DE PINHEIRO, GESTOR DA IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, GESTOR DA INSUFICIÊNCIA DO TRANSPORTE ESCOLAR, CAPADOR DOS FRUTOS DA MERENDA ESCOLAR, MARTELO DEPREDADOR DAS ESCOLAS PUBLICAS MUNICIPAIS, PREFEITO DA IMORALIDADE DA INFRAESTRUTURA E DA BURAQUEIRA DE AVENIDAS, PRAÇAS E RUAS, GESTOR DA PÁ FURADA DO LIXO, GERENTE DA GRANJA DE URUBUS DA FEIRA MUNICIPAL, de resto… Quem souber mais me ajudem a descrever o perfil desse prefeito que ostenta todos esses títulos com tamanha habilidade. É cruel, mais é a medalha que ele merece!

feira-1000-reclamacoes


BURACO DE FEIRA

MEIO FIO III

Ampla divulgação pelas secretarias de comunicação através de Radio e TV pertencentes ao prefeito Filuca Mendes, blog’s comerciais com matérias pagas  e jornais de circulação regional todos pagos com o dinheiro publico do municipio mesmo tendo e sendo visto que o prefeito nefasto e sua equipe de técnicos não passam de amadores que querem aos poucos ajudar a afundar a cidade com a divulgação de projetos mal feitos e sem a mínima noção de planejamento estrutural.

JOAO PAULO II 947

Os pequenos reparos em obras que são divulgados com todas as pompas no dia a dia pela administração, e que em duas semanas depois de reinauguradas, são destruídas e modificadas porque houve erro de cálculo por parte do engenheiro prefeito construtor. São reparos fáceis que o Portal da Transparência Municipal (EXISTE ISSO ?…) não divulga os valores que a administração atribui a cada remendo, quais supostamente com altíssimos valores que podem ser contestados por qualquer cidadão Pinheirense.

O exemplo disso, veja isto: Meios fios  quebrados, mas reformado com pintura cal.

MEIO FIO

Infelizmente a administração parece querer o impossível (tapar o sol com peneira) e com alguns remendos em obras que foram construídas há dois, três anos atrás e reformando-as; quantas vezes necessário for para compensar o valor gasto inicialmente.

Isso são fatos que vem acontecendo em todos os setores da administração do prefeito Filuca nefasto, fatos quer na segurança dos bens públicos, na segurança da população, na saúde, na educação, no esporte, no social, na limpeza publica, nas obras municipais já mencionas e até na secretaria jurídica, eles conseguem errar, dando amostras de puro amadorismo que torna a administração de Pinheiro displicente no uso do dinheiro público. Se fosse só um erro, daríamos até desconto, mas são em todos os setores da prefeitura.

 

Na visão deste Blog é inegável esse reconhecimento. Estamos diante de um dos piores gestores que Pinheiro já teve. Acha que é ironia? Não é não.

Visite Pinheiro, visite os prédios públicos pertencentes ao município, visite as escolas publicas, trafegue pelas suas ruas, avenidas e constate o descaso com a buraqueira, mato e lixo acumulado. Tudo isso sem contar com a imensa criação de urubus na feira municipal totalmente imunda e sem condições de funcionamento.

Mas… Tem eleição chegando, tem novas promessas de campanha terá com certeza uma nova feira municipal como disse o seu filho Victor Mendes, deputado promessa federal na eleição de 2012.

Estamos diante da pior mazela administrativa que durante duas décadas vem infectando este município. Durante todas as seus mandatos Filuca Mendes só teve um objetivo: Desburocratizar o acesso para a criação de empresas fantasmas para emissão de alvarás e ações fraudulentas de licitações.

Então, se você discorda da nossa visão em relação a essa mazela administrativa, Filuca te representa. Mas… Se você é um cidadão do bem, trabalhador, mesmo pequeno comerciante, morador dos bairros,  centro e convive com a buraqueira, o lixo caseiro e hospitalar sem aterro sanitário e saneamento básico, trafegando por entre o pó e a lama; Se te falta consulta nos postos de Saúde do Município e ou/ nos hospitais municipais, se falta aos teus filhos a escola publica  de qualidade e a merenda escolar, se a Vala do gabião e a fedentina da feira municipal são os cartões postais desta cidade que tanto amamos, se a reconstrução da barragem e a dragagem do Rio Pericumã é seu sonho, se os 25 km de asfalto anunciado por filuca na campanha de 2012 não passou na sua porta;  se a sua rua ou praça do seu bairro vive ás escuras, se você é servidor e fica meses com seu salario atrasado e ou/ ameaçado para que Filuca faça supostos caixas para trabalhar campanhas politicas dele e do seu filho a tentar se perpetuar no poder; se você não tem um transporte escolar de qualidade para levar seus filhos às escolas publicas; se você se enquadra ou se vê em alguma dessas situações acima : Com certeza fará um esforço para resolver estas questões.  MUDE, porque a nós e a nossa cidade; FILUCA NÃO NOS REPRESENTA


 

BANANEIRA

 

Esses últimos dias estive na função de só focar nas entrelinhas do plantio de certa espécie de fruta em pleno coração da cidade marco das aberrações administrativas (Pinheiro- Ma)

Vejam só … Deixa eu contextuar isso direitinho…

De quem foi a ideia de aproveitar o espaço da buraqueira desta cidade, filha de um município abençoado da baixada maranhense, usando o termo agro técnico “No descaso ou não faz nada o melhor é plantar bananeiras?…)

20140610095106

A área a ser plantada deverá atingir toda a extensão por entre ruas, avenidas, beco e vielas da cidade a cada buraco onde o asfalto não cobre ou o barro não tapa, exceto parte aonde o lixeiro vem se perpetuando desde os primórdios anos da administração do prefeito atual Filuca Mendes (PMDB)

Categoricamente pela técnica agrícola os espaços menores da buraqueira poderão ser aproveitados como sementeiras de espécies arbóreas, frutíferas como sejam: Manga, bacuri, cajá, cupuaçu e ademais espécies.

images (7)

Eis a solução  para amenizar  a geração futura  que poderá a vir sofrer mediante crises econômicas , rssrsrsrs .

Pois assim a administração Filuca Mendes(PMDB) iniciou o fim da beleza da Princesa ao deixar que o caos substitua a atração do belo


Prefeito Zito Rolim (PV) caiu de ponte que deixou de consertar em Codó (MA) (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Prefeito Zito Rolim (PV) caiu de ponte que deixou de consertar em Codó (MA) (Foto:

06/11/2015 16h01 – Atualizado em 06/11/2015 16h01

Prefeito Zito Rolim (PV) deixou de consertar ponte e se acidentou no local.
Apesar da promessa de conserto, nenhuma das obras foi iniciada até agora.

Do G1 MA

Os moradores de Codó, no Maranhão, batizaram a ponte onde o prefeito Zito Rolim (PV) se acidentou com o nome dele. O gestor dirigia o veículo na companhia de um amigo quando deixou de pegar o desvio alternativo à estrutura desabada e caiu com o veículo no precipício.

“É a Ponte do Prefeito Zito, por causa da queda”, disse um morador, que não quis se identificar.Apesar do gestor ter prometido consertar a estruturas danificadas após o acidente, nenhuma das obras foi iniciada até o momento.

“Ao invés de acontecer pra outro, foi pra ele, que é o prefeito, né? [Ele] Que foi pro buraco. Tem que mandar fazer porque se não vai dar difícil, né?”, avisou o aposentado Antônio José Reis.

As pontes de madeira são usadas como acessos ao centro da cidade pelos moradores da zona rural, mas várias delas estão caindo aos pedaços. As comunidades improvisaram desvios alternativos às pontes quebradas, que nunca receberam nenhuma sinalização.

A população teme ficar ilhada com a chegada a proximidade do período chuvoso. “O inverno aí, os riachos fica tudo cheio, né? Aí não tem como a gente passar. Tem que ter a ponte”, conta o agricultor André Reis.

A reportagem tentou contato por telefone com a Secretaria Municipal de Obras, mas ninguém atendeu às ligações.