Um prefeito idealista, preocupado com o futuro da juventude da cidade e os projetos da classe estudantil,  LUIZINHO BARROS recebeu na manhã desta (terça-feira, 14/08/2018 ) os integrantes do “Grêmio Estudantil Conectar Educação à Inovação” do Centro de Ensino Dom Francisco, na Prefeitura Municipal.

O encontro entre o Prefeito e a classe estudantil foi amigável, mas objetivando a formalização de reivindicações pelos representantes do Grêmio  para a classe estudantil, tentando mostrar as dificuldades, desafios  e os seus planos para o futuro.

Estiveram presentes 12 dos 15 alunos integrantes do Grêmio Estudantil incluindo o presidente do mesmo, Gabriel Cruvel, o Secretário da Juventude, Romildo César Pinheiro, o assessor da secretaria, Luiz de Freitas além  do Prefeito Luizinho Barros.

Ali presente, além de ouvir as solicitações, o Prefeito disponibilizou-se a ajudar a classe conforme fosse possível, como sempre tem feito, dando incentivo, auxílio e força para a representatividade jovem do município.

Ao se reportar sobre a classe estudantil de São Bento o Prefeito disse:

“Essa juventude nos dar um exemplo maravilhoso . Sua participação política, sua iniciativa, seu empenho em vir até nós, representantes do povo em busca dos seus interesses nos enche de orgulho, alegria e a esperança de um futuro promissor. Estou feliz por eles neste dia ! ”, disse o prefeito no encontro, comovido com a visita dos alunos.

Com informações: ZEUS

 


Alunos do 9º ano da U I Presidente Médici fizeram uma visita nesta sexta-feira (15) a Escola Fundação Bradesco.

A ação teve como objetivo apresentar a filosofia da instituição e motivar os alunos a se dedicarem mais aos estudos para futuramente ingressarem na Fundação.

A diretora da Fundação, Maria Fernanda, falou sobre o funcionamento e apresentou a filosofia da instituição para os alunos, em seguida os acompanhou até às dependências do prédio apresentando o funcionamento da escola.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e área interna

A imagem pode conter: 9 pessoas, pessoas em pé e área interna

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e área interna

Os alunos ficaram motivados e entusiasmados com a organização e ritmo de atividades da instituição.

O presidente, Jean Bismark, representante dos alunos do 3º ano e ex-aluno do Presidente Médici, também conversou com alunos transmitindo motivação aos estudos e compartilhou sua experiência com a Fundação Bradesco.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e área interna

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sentadas

A Diretora da Escola Presidente Médici, Lucines Campos, e a coordenadora da escola, Kátia Cilene, transmitiram agradecimentos a Secretaria de Educação pela viabilização do transporte e logística para a visita dos alunos.

A próxima visita está programada para conhecer o IFMA, outra opção de ingresso ao ensino médio. Participaram da ação as professoras Anett, Raimunda, Josethe e Miriam.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e área interna


Devyd Magno Machado Mendes

Cinco alunos da Rede Municipal de Ensino de Pinheiro receberam certificados de Menção Honrosa por suas participações na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP no ano passado.

O Prefeito de Pinheiro emitiu uma mensagem de orgulho e de incentivo aos alunos pinheirenses:

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

Pedro Lucas Amorim Souza

“Me sinto muito orgulhoso como pai e como prefeito dos alunos pinheirenses que representaram tão brilhantemente nosso município nas olimpíadas de matemática. São notícias como essa que nos motivam a investir cada vez mais na educação das nossas crianças e adolescentes. Parabéns a todos os profissionais da educação e parabéns especialmente aos nossos alunos campeões! Vocês nos enchem de orgulho. Vamos em busca das medalhas esse ano.” Prefeito João Luciano

Francisco Maycom Zacarias Sobrinho

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo

Anthony Adriano Freitas Pestana

Luíza Helena

Os certificados são destinados aos alunos que alcançam maior pontuação nacional em seus respectivos níveis.

Os alunos são:

FRANCISCO MAYCON ZACARIAS SOBRINHO

Aluno da Escola Inah Rêgo

Tem 13 anos e cursa o 8ºano.

ANTHONY ADRIANO FREITAS PESTANA

Aluno da Escola Agostinho Ramalho

Tem 15 anos e cursa o 8ºano

LUIZA HELENA SILVA RODRIGUES

Aluna da Escola Inah Rêgo

Tem 15 anos e cursa o 9ºano

PEDRO LUCAS AMORIM SOUZA

Aluno da Escola Presidente Médici

Tem 13 anos e cursa o 8ºano

DAVYD MAGNO MACHADO MENDES

Aluno da Escola Pedro Lobato

Tem 14 anos e cursa o 9ºano

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas – OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada – IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática – SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações – MCTIC.


INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM : * ADMINISTRAÇÃO, PEDAGOGIA, LETRAS E CIÊNCIAS CONTÁBEIS.
INSCRIÇÕES : *PÓS GRADUAÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA CLINICA E INSTITUCIONAL PELA FACULDADE CESTE..

LOCAL DE INSCRIÇÕES : * CENTRO CULTURAL JOSÉ SARNEY

Horário :  08:00hs às 17:00hs – Segunda a sexta-feira – Inscrições até 21/11/2017

Valor matricula para qualquer curso R$ 50,00

Interessados poderão também contatar  DANYELLE   987368601 / 982981262

O Centro de Ensino Sistemas e Tecnologia-CESTE, é referência pelo Ensino e pesquisa aliados à qualidade aplicada e tornou-se um marco na produção do conhecimento. A excelência acadêmica proporciona a valorização do aluno, formando profissionais engajados com as novas transformações da sociedade e do mundo globalizado. Pelo grande empenho em poder servir bem e com qualidade, pode-se comprovar sua estabilidade continuamente, a ponto de hoje ser uma rede acadêmica e profissional com presença em vários estados.
Atuando na área da Educação, há 10 (dez) anos vem oferecendo através de suas parcerias a oportunidade de conquista dos sonhos de seus alunos; Com bom desempenho no interior do estado e na capital, tem desenvolvido um amplo trabalho através dos Cursos Preparatórios para ENEM, cursos de LIBRAS, Reforço Escolar, e Cursos Técnicos. Nas áreas de Segurança do Trabalho, Programação de Rede, Cursos Para Assistentes Sociais, administradores, pedagogos e outros. 
O CESTE desenvolve atividades através de apoio na formação e nas atividades de Projetos de Cooperação Internacional. Promove e desenvolve projetos de cooperação e de desenvolvimento econômico trabalhando em conjunto com diversos agentes de cooperação para o desenvolvimento e/ou agentes de cooperação internacional, levando adiante iniciativas que vão desde a formação de grupos profissionais, a assessoria na formulação, projeto, planejamento, e gestão de projetos de cooperação e de desenvolvimento econômico. Capacitação Técnica.

Prefeitura de São Bento realizou evento “Independência se faz com ação” para comemorar o 7 de setembro.

Foram dois dias de programação para comemorar o Dia da Independência do Brasil em São Bento. A SEMED – Secretaria Municipal de Educação, com apoio de outras secretarias e de outros órgãos públicos municipais, realizou o evento “Independência se faz com ação” na cidade, nos dias 7 e 8 de setembro, na quinta e sexta-feira.

desfile1

A programação foi extensa, com hasteamento das bandeiras, desfile estudantil, apresentação de coral cantando os hinos local e nacional, torneio de futsal, exposições e oficinas, fechando com a Gincana da Independência, na praça Carlos Reis.

 

O objetivo da SEMED com o evento foi de trabalhar as comemorações à Independência do Brasil com ações conjuntas governamentais do município, estimulando a criatividade entre os participantes.

desfile2

Uma das funções da SEMED é contribuir com a formação do cidadão crítico e atuante na sociedade. E foi nessa linha de raciocínio que a secretaria de educação formatou o “Independência se faz com ação”, envolvendo escolas, secretarias, estudantes e o cidadão são-bentoense, no intuito de alcançar e relevar os valores cívicos nacionais dentro das atividades desenvolvidas no evento.

O prefeito Luizinho Barros Barros e a secretária Cita Moniz se disseram satisfeitos e agradecidos pela contribuição e participação de todos no “Independência se faz com ação”.

desfile3

Para Luizinho Barros, este tem sido um ano de dificuldades em todo o país. E, por isso, considera o evento “uma pequena homenagem diferenciada para não deixar passar em branco essa data tão importante na história de todos nós”, disse o prefeito.

“E para o próximo ano prometemos um evento grandioso, com a participação de todas as escolas, da sede e do interior do município, e de vários outros órgãos da cidade que contribuem com o engrandecimento deste país”, finalizou Barros.

desfile4

Informações: Augusto Martins
Fotos: Zeus Padaratz


A Secretaria de Segurança, Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana, por intermédio da Prefeitura de Pinheiro, vem desenvolvendo um trabalho de suma importância no município. Ela se concentra, fundamentalmente no planejamento, a organização, a direção, a coordenação, a execução, a delegação, o controle e a fiscalização da prestação dos serviços públicos relativos a transporte coletivo e individual de passageiros, além do tráfego, trânsito e sistema viário municipal. O Secretário Edmilson Silva têm mostrado grande competência a frente dessa importante pasta na atual gestão.

Na manhã da última quinta(25), foi apresentado ao Secretário de Governo Fred Lobato, os novos passes escolares que serão distribuídos para alunos da rede pública de ensino. Contabilizando até o momento 90 mil passes escolares sendo entregues dentro do prazo, garantindo aos estudantes acesso gratuito ao transporte público. É importante ressaltar que a extensão do passe estudantil tem beneficiado 180 alunos do IFMA, 100 alunos da cidade de Presidente Sarney que estudam nas escolas do município de Pinheiro, além de toda rede de pública de ensino


 Estudantes

Começam hoje (8), a partir das 10h, as inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do Enem. O prazo de inscrição termina às 23h59 do dia 19 de maio. A taxa do exame este ano é R$ 82. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro.

Na hora da inscrição, os candidatos devem informar telefones fixo ou celular, além de e-mails, para que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) possa entrar em contato com o participante. Os dados devem estar atualizados.

O estudante também terá que criar uma senha de, no mínimo, seis e, no máximo, dez caracteres. Essa senha deve ser guardada, pois o candidato precisará dela até o ano que vem seja para conferir o resultado do exame ou para participar de processos seletivos que utilizam as notas das provas, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni).

“O processo de recuperação de senha foi alterado este ano, para garantir maior segurança aos participantes. É importante que os candidatos anotem a senha, pois vão usá-la em vários momentos”, diz a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, Eunice Santos.

Informações

A inscrição começa com o fornecimento do CPF e da data de nascimento. O Inep cruzará as informações com o banco de dados da Receita Federal. O nome do participante, o nome da mãe e a data de nascimento serão preenchidos automaticamente e não podem ser alterados.

Segundo o Inep, caso as informações estejam incorretas no processo de inscrição, embora corretas na base da Receita Federal, o participante deve sinalizar o fato em um campo próprio e prosseguir com a inscrição. Se o participante souber que seus dados estão errados, inclusive na Receita Federal, deve procurar a Receita, solicitar a correção e também sinalizar o fato no campo próprio.

É também na inscrição que os candidatos escolhem a opção de língua estrangeira, inglês ou espanhol. Eles devem indicar a cidade onde querem fazer o exame, que não precisa ser o local onde o participante reside.

Os candidatos poderão ainda solicitar atendimento especializado ou específico. Atualmente, o Inep disponibiliza guia-intérprete, tradutor-intérprete de Libras, leitura labial, prova ampliada, prova em braile, prova super ampliada, auxílio para leitura, auxílio para transcrição, entre outros mecanismos para promover a acessibilidade.

Nesta edição, um novo recurso vai auxiliar participantes com surdez e deficiência auditiva: a prova em vídeo Libras, oferecida em caráter experimental. Participantes com surdez e deficiência auditiva poderão selecionar apenas um tipo de recurso.

Os participantes transexuais e travestis devem fazer a inscrição com o nome civil. Só depois, entre 29 de maio e 4 de junho, poderão solicitar, pela Página do Participante, o uso do nome social.

Quando for finalizado o processo de preenchimento dos dados, será gerado um número de inscrição em uma página, com o resumo das informações fornecidas. Nessa seção também é indicada a situação da inscrição. Os candidatos devem conferir os dados. Até o término das inscrições, é possível atualizar dados de contato, mudar o município escolhido para a realização das provas e a opção de língua estrangeira, além de solicitar atendimento especializado e/ou específico. Terminado o prazo de inscrição não é possível fazer qualquer alteração.

Isenções

Três grupos terão direito à isenção do pagamento da taxa de R$ 82. Para os concluintes do ensino médio no ano letivo de 2017, matriculados na rede pública de ensino, a isenção é automática. Os membros de família de baixa renda que declarem estar em situação de vulnerabilidade socioeconômica, de acordo com o Decreto 6.135/2007, e que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), têm direito à isenção. Outro grupo beneficiado é o de membros de família com renda familiar per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio (R$ 1.405,50) e que cursaram todo o ensino médio na rede pública de ensino ou como bolsista integral em escola da rede privada, seguindo a Lei 12.799/2013.

A isenção deve ser solicitada na inscrição, por meio de Declaração de Carência Socioeconômica. Nesse momento, o próprio sistema vai cruzar os dados inseridos pelo participante, de renda e de escolaridade, entre outros. Se a solicitação não for aceita, o sistema vai gerar, automaticamente, a Guia de Recolhimento da União (GRU). “Os participantes que tentarem burlar os critérios de isenção, que oferecerem informações falsas, poderão ser eliminados a qualquer momento do Enem, inclusive quando estiverem participando de processos seletivos para o ensino superior”, diz Eunice.

O prazo para o pagamento da taxa de inscrição vai até 24 de maio, respeitando os horários de compensação bancária. O participante isento da taxa no Enem 2016 e que não compareceu à prova só terá direito à isenção no Enem 2017 se justificar o motivo da ausência no sistema de inscrição.

Enem

O resultado das provas poderá ser usado em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter financiamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

No primeiro domingo, dia 5 de novembro, os estudantes farão provas de ciências humanas, linguagens e redação. No segundo, no dia 12, as provas serão de matemática e ciências da natureza.

Caso haja algum problema na hora de inscrição, os candidatos podem acionar o Inep pelo telefone 0800 616161. O atendimento é das 8h às 20h, no horário de Brasília.

Arquivo/Agência Brasil


estudantes-mais-certosEstudantes dos Povoados de São Bento-Ma, entraram em contato com este blog para denunciar a falta de transporte para os alunos das localidades. Segundo eles, com o final do ano letivo no município , o transporte escolar  suspenso, contudo cerca de 350 alunos frequentam o ensino médio e o fundamental  no municipio e que distam dos seus povoados com 30 a mais quilômetros de distancia da sede do municipio (local das escolas), visto que não há oferta destes cursos nas localidades onde residem.

manifestacao-ii

Pelas informações que obtivemos junto da população, já é publico e notório, que desde junho 2016  esses estudantes se deslocam todos os dias da semanas para suas escolas, arcando com seus próprios recursos o transporte. Eles estão solicitando transporte permanente para os locais onde estudam, a exemplo do que já acontece normalmente em outros municípios da região como Bacurituba, São Vicente Ferrer, Palmeirândia, Peri-Mirim dentre outros. Como o prefeito municipal de São Bento Carrinho Muniz, ainda vive  no mundo da manobra dissimulada para enganar alguém ou para obter algo. Com certeza deve está alegando ser financeiramente inviável a manutenção diária do transporte escolar. O que contradiz com os recursos financeiros recebidos em 2016 até setembro pela prefeitura conf. o Portal da Transparência do Governo Federal. 

Encargos Especiais 0C33 – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB FUNDEB 5.936.326,46
Educação 0E36 – Complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB FUNDEB 11.175.607,32
Educação 214V – Apoio à Alfabetização, à Educação de Jovens e Adultos e a Programas de Elevação de Escolaridade, Com Qualificação Profissional e Participação Cidadã 564.876,00
estudante-recortada-i

Infelizmente para resolver o problema, os estudantes entraram  com uma ação civil na Justiça pedindo a regularização do serviço.

estudantes-de-sao-bento

estudantes-de-sao-bento-ii

Alunos comentam:

Nós alunos estamos sendo prejudicados pelas faltas de presença às aulas devido a falta do transporte, pois estamos sendo prejudicados, estamos perdendo atividades avaliativas, sem contar que corremos o risco de reprovação. Queremos logo que o transporte volte a ser regularizado para que não fiquemos mais prejudicados e não atrase o ano letivo por motivos que podem ser solucionado com sucesso e sem demora.

Para os estudantes que contactaram o blog, o fato representa a falta de compromisso da gestão municipal com a educação dos jovens Sambentuenses.

O Blog não conseguiu contato com a Secretaria Municipal de Educação para obter esclarecimentos sobre o caso, mas nos disponibilizamos pela educação dos jovens Sambentuenses  a publicar a resposta do poder público acerca da questão noticiada.


ufma

 

 

 

 

 

Geral – 24/06/2016 às 11h:27h Atualizado em 28/06/2016  às 08h06h

Lugar: Cidade Universitária Dom Delgado
Fonte: Ariele Jullian

SÃO LUÍS – A reitora da Universidade Federal do Maranhão, Nair Portela, se reuniu, nesta manhã, com autoridades da saúde e da educação do Estado para definir estratégias que visam a melhoria das práticas de ensino no curso de Medicina dos campi de Pinheiro e Imperatriz.

Durante a reunião, foram apresentadas as propostas do Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde (COAP), que são favoráveis tanto aos alunos quanto a comunidade, como explicou Sandra Tibiriçá, representante do Ministério da Educação (MEC).

“A Universidade deve fomentar a participação ativa dos graduandos nos hospitais com a supervisão de um preceptor. Inseri-los previamente no contexto profissional acarretará em qualificação aos alunos e melhorias na saúde para sociedade”, afirmou.

Ufma PINHEIRO

Segundo a representante da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão, Lucia Marques, o plano especial traçado para atender o curso depende da aliança entre a Universidade, a Secretaria Estadual e Municipal.

“A instituição, o Governo do Estado e o município precisam estar aliados na constituição de fluxos assistenciais que disponilibilizem práticas através do COAP”, disse Lúcia.

Segundo a reitora, o COAP vai além de um acordo firmado entre órgãos. “O fator mais importante é a compreensão que devemos ter da responsabilidade que é o ensino da saúde e entender que as articulações entre alunos e profissionais são necessárias para fortificar a qualificação dos discentes”, disse Nair Portela.

Na reunião, estiveram presentes ainda professores do curso de Medicina do campus de Pinheiros e de São Luís, a coordenadora do curso de Medicina em Pinheiro, Michelline Mesquita, a coordenadora da residência multiprofissional da Secretaria de Estado, Myllena Carvalho Veras, e Gerson Alves, integrante da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento das Escolas Médicas (Camem).

Saiba mais

O COAP tem como objeto a organização e a integração das ações e dos serviços de saúde sob a responsabilidade dos entes federativos em uma região de saúde, resultando na integração do plano de saúde destes entes. É fundamentado nas pactuações estabelecidas pela Comissão Intergestores Tripartitre (CIT).

 

 


Beatriz observando os colegas feridos após abordagem da PM na MA-201 (Foto: Arquivo pessoal / Beatriz Novaes)

Beatriz observando os colegas feridos após abordagem da PM na MA-201 (Foto: Arquivo pessoal)

Vítima diz que ela e colegas, um deles baleado, não puderam se defender.
PM alega que policiais só atiraram depois de serem recebidos por tiros.

Do G1 MA

A estudante universitária Beatriz Novaes, de 18 anos, que estava em um carro que capotou na rodovia MA-201 (Estrada de Ribamar) após ser atingido por vários disparos efetuados pela Polícia Militar, na noite de quarta-feira (18), negou que ela e os amigos de faculdade, André Costa e Roberto Allan Fajardo (cabo da PM), baleado nas pernas durante ação, estivessem armados e tivessem atirado contra os policiais do Grupo de Serviço Avançado (GSA).

Segundo Beatriz, cerca de uma hora depois, os policiais do GSA confirmaram a identidade de Fajardo e o encaminharam para o Hospital do Servidor, na Cidade Operária. Os dois estudantes foram conduzidos para o Hospital Municipal Clementino Moura (Socorrão 2) e de lá levados para a delegacia da Cidade Operária para prestar esclarecimentos.

Vários tiros foram disparados pela PM contra o carro dos universitários   (Foto: Arquivo pessoal / Beatriz Novaes)Vários tiros foram disparados pela PM contra o carro dos universitários (Foto: Arquivo pessoal / Beatriz Novaes)

“Eles alegaram que só atiraram porque nós disparamos primeiro, o que não é verdade. No carro em que estávamos não tinha nenhuma arma de fogo, pois a arma do policial (Roberto Fajardo) estava em Viana, onde trabalha nos fins de semana. Apenas o coldre estava dentro do carro”, afirmou Beatriz ao G1.

O estado de saúde do cabo Fajardo não foi divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Ele continua internado no Hospital do Servidor.

Perseguição
A estudante disse que estavam voltando da faculdade, quando perceberam que estavam sendo seguidos por um carro preto. O veículo possuía vidros fumês e não possuía qualquer tipo de identificação, segundo relatou a estudante.

“Quando o carro veio em alta velocidade para alcançar o nosso carro, por instinto, seguimos em direção da Avenida 1 (Maiobão), pois até então imaginávamos que fossem bandidos e em momento algum houve identificação por parte dos policiais. Eles (PMs) atiraram e no decorrer do caminho o desespero tomou conta. Todos estavam deitados no assoalho do carro”, disse.

A intenção dos estudantes era chegar até a Estrada de Ribamar, onde costuma ter viaturas da Polícia Rodoviária Militar. Como não encontraram qualquer socorro, aceleraram em direção ao bairro Forquilha até que um dos tiros acertou o pneu do veículo, que capotou.

Medo e desespero
Após o capotamento, o veículo preto parou e de lá desceram quatro homens e se aproximaram do carro onde os estudantes estavam. Para Beatriz aqueles seriam seus últimos momentos.

“O desespero tomou conta quando vi o carro capotar logo após os tiros. Fiquei com muito medo de morrer, principalmente quando eles gritaram me mandando sair (do carro) se não iam atirar. Foi a situação mais difícil que eu passei na vida”, afirmou.

Fajardo (cabo da PM) saiu do veículo pela janela da frente e ao perceber que se tratava de policiais cruzou as mãos atrás da cabeça e se identificou como policial, mas mesmo assim os homens do GSA (serviço velado da PM) teriam atirado, segundo relatou Beatriz.

“Atiraram nas duas pernas dele a queima roupa. Fajardo caiu e começou a implorar pela vida dele, dizendo que não havíamos feito nada, e gritando de dor. André saiu se rendendo e eu fiquei por último, pois estava no banco traseiro. Depois eles ficaram apontando arma para gente, nos ofenderam, enquanto estávamos deitados em meio a destroços”, explicou.

Versão da PM
Em nota enviada ao G1 na quinta-feira (19), a PM disse que a equipe do Serviço de Inteligência deu ordem de parada o que teria sido desobedecido pelos ocupantes. Afirmou ainda que desconhece a informação de que os policiais militares tenham efetuado disparos a queima roupa nos ocupantes do veículo e que os tiros efetuados foram para forçar a parada do carro.

Vítimas sentadas no chão aguardando atendimento médico (Foto: G1 MA)Vítimas sentadas no chão aguardando atendimento médico (Foto: G1 MA)

Na ocasião, o comandante da Companhia de Policiamento Metropolitano (CPM2) da PM, coronel Vieira Aquino, disse que o cabo não atendeu a ordem de parada feita e ainda teria efetuado disparos, o que ocasionou a reação dos policiais e o capotamento do veículo onde estavam o cabo Roberto Allan e os estudantes André e Beatriz.

Sem resposta
O G1 entrou em contato, por e-mail, com o governo do Maranhão para saber se haverá a apuração da conduta dos policiais do GSA; se foi confirmado que o cabo Faljardo efetuou disparos contra a guarnição; se houve perícia técnica no local; e se os policiais envolvidos no caso foram afastados.

Os questionamentos foram feitos na noite de sexta-feira (20), mas até a publicação desta matéria não obtivemos retorno.