Um homem, identificado como Bruno Araújo Damasceno, foi preso, na quarta-feira (31), suspeito de estuprar as três irmãs adolescentes, em Paraibano. A prisão se deu em um cumprimento de mandado de prisão preventiva.

Segundo informações policiais, à época do crime, as irmãs do suspeito tinham menos de 14 anos.
Após a prisão, Bruno foi encaminhado para a Delegacia da cidade, em seguida foi recambiado para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

Estuprador de menina de 4 anos é preso e confessa ter desejo incontrolável por crianças

Foto: Divulgação Portal do Zacarias

O tarado já é condenado por um crime que praticou anos atrás, também contra uma criança

O estuprador de uma menina de apenas 4 anos, Cristivaldo Alves Tavares, 39, teve mandado de prisão cumprido na manhã do último sábado no bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus.

O acusado foi apresentado à imprensa na Delegacia Especializada em Apoio e Proteção a Criança e ao Adolescente (Deapca) pela delegada titular Joyce Coelho e pelo delegado Christiano Castilho, titular do 14º DIP.

De acordo com os dois delegados, o estuprador praticou o crime no dia 23 de agosto deste ano no bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus. Segundo relatou a delegada Joyce Coelho,  Cristivaldo estava morando em uma casa ao lado da residência dos pais da vítima.

 

No dia do crime, Cristivaldo pegou a criança no quintal de sua casa, levou para seu quarto e praticou diversos atos libidinosos, inclusive forçando a menina a fazer sexo oral em seus órgãos genitais.

 

O delegado adjunto Christiano Castilho esclareceu que foi a mãe da criança quem chamou a polícia depois de ouvir o choro da filha e flagrar o vizinho abusando sexualmente da criança.

 

O homem preso já tem uma condenação pelo crime de estupro de vulnerável e já vinha cumprindo pena, mas fugiu do regime semiaberto do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) em março de 2014.

Em entrevista coletiva à imprensa, os delegados disseram que em seu depoimento o estuprador confessou que não consegue conter seus impulsos sexuais quando vê crianças.

Delegada Joyce Coelho apresentou o estuprador à imprensa (Foto: Divulgação) 

 

Para os delegados, trata-se de um maníaco extremamente perigoso, não podendo de forma alguma ficar solto, pois representa um risco para a  sociedade.

O estuprador vai responder por mais esse crime de estupro de vulnerável e na tarde desta segunda-feira, 17, foi reconduzido ao Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), onde certamente será muito bem tratado pelos outros detentos.



Márcio Romero foi gravado pela câmera de segurança da drogaria momentos antes do estupro

O acusado de estupro e espancamento quase mortal de uma dona de casa grávida de 3 meses, ocorrido no dia 20 de maio deste ano, na Avenida Noel Nutels, bairro da Cidade Nova, Zona Norte de Manaus, foi preso na tarde dessa segunda-feira, 25, no município de Juriti, Estado do Pará.

O autor do bárbaro crime é Márcio Romero do Nascimento Silva, 23, que já estava com a prisão preventiva decretada pela Justiça do Amazonas, e depois do crime que praticou em Manaus voltou para sua cidade de origem no Pará, onde uma denúncia anônima ajudou os policiais de Juriti a localizarem o endereço do estuprador.

A dona de casa foi estuprada por Márcio em um terreno baldio onde foi violentada sexualmente e espancada, perdendo o bebê e a visão do olho direito em razão de um dos murros desferidos pelo estuprador.

A dona de casa perdeu o filho e ficou  cega do olho direito (Foto: :Divulgação)

Antes de cometer o crime, Márcio Romero foi a uma drogaria e comprou preservativos, na qual teve sua imagem gravada pela câmera de segurança do estabelecimento, o que ajudou a polícia a identificá-lo durante a investigação.

De acordo com informações, a prisão do estuprador em Juriti foi comandada pelo delegado de Polícia Civil Madson Castro, titular do Distrito Policial do município paraense, que por sua vez comunicou posteriormente ao delegado Daniel Leão Lucas, do 6º Distrito Integrado de Polícia em Manaus.

O estuprador deve ser trazido para Manaus dentro das próximas horas.


Markenned dos Reis Barbosa é suspeito estupro de vulnerável, contra suas enteadas, em Buritirana.

Uma das crianças abusada sexualmente pelo padrasto Markenned dos Reis Barbosa, conhecido como “Markim”, está contaminada com o vírus da Aids. A polícia está realizando investigações para saber se a menina, que tem apenas 10 anos, foi contaminada pelo agressor.

Markenned também é suspeito de transmitir o vírus da doença às suas vítimas, propositalmente. O acusado foi preso nessa segunda-feira (21), em sua casa em Buritirana, após ter sua prisão preventiva decretada pela Justiça, após longa investigação da Polícia Civil de Amarante.

Os crimes vinham sendo praticados há mais de um ano, contra as crianças, que coagidas, negaram os abusos. Porém, com informações de testemunhas, as investigações avançaram e laudos médicos comprovaram os abusos. Ao ser preso, o suspeito foi levado para Amarante e deve ser transferido para Imperatriz, onde ficará à disposição da Justiça.

De acordo com as investigações, o homem aproveitava a ausência da esposa para despir as crianças e praticar o crime de estupro de vulnerável, que em na maioria das vezes eram sexo oral. Segundo a polícia, a mãe sabia dos abusos.

O caso chocou os moradores da pacata cidade de Buritirana, a 60 km de Imperatriz, e também os moradores de Amarante, onde vivem os familiares do suspeito.

A prisão

A prisão do estuprador foi feita por policiais civis da Delegacia de Amarante, com apoio de policiais da 3ª Cia Independente de Polícia Militar, e se deu após longa investigação, quando se constatou que Markenned vinha abusando sexualmente das vítimas desde os nove de idade, dentro de sua própria casa.

Muitas vezes, aproveitando-se da ausência da esposa, Markenned despia as menores para a prática de sexo oral. Os policias informaram que, inicialmente, as vítimas e sua mãe negaram as agressões, mas, com avançar das investigações, informações de testemunhas e laudos médicos, comprovou-se o crime.

A prisão, decretada pelo juiz de Senador La Rocque, foi efetivada no centro da cidade de Buritirana, quando o acusado encontrava-se em sua casa, próximo ao estádio municipal. Após ser comunicado da decisão judicial, o acusado foi conduzido, sem oferecer resistência, até uma das celas da delegacia de Amarante, onde aguarda transferência para um presídio em Imperatriz.

Crime de difícil investigação

A equipe da delegacia de Amarante informou que o crime de estupro é de difícil investigação, principalmente quando cometido em ambiente doméstico. Muitas vezes, abalada psicologicamente e com medo do agressor, a vítima não procura a polícia para fazer a denúncia.


O assassino confesso Robert Serejo, de 31 anos, contou todos os detalhes à polícia de como matou a menina Alanna Ludmilla. Ele disse que a menina gritou e tampou a boca dela com a mão. Em seguida amarrou uma sacola plástica na cabeça da criança e depois cometeu abuso sexual.

Alanna Ludmilla morreu asfixiada e depois foi enterrada no quintal de casa. O corpo dela estava em um cova rasa coberta por entulho de material de construção, como telhas.

O ex-padastro falou que, no dia do crime, pulou o muro da casa da vítima e conseguiu entrar porque tinha uma cópia da chave. Ao entrar na residência, encontrou a menina sozinha.

Robert também confessou que sabia que a mãe da criança não estava na casa e informou que agiu sozinho durante todo o crime.

Alanna Ludmilla foi encontrada morta por vizinhos em uma cova rasa no quintal da sua casa, na manhã dessa sexta-feira (3). A menina estava com as mãos amarradas para trás e com um saco plástico na cabeça. O laudo oficial da perícia ainda não tem data definida, mas deve ser divulgado nos próximos dias.

Blog do Luis Pablo


Os dois vídeos que você vai ver aqui mostram um homem acusado de estupro sendo espancado até a morte por traficantes de uma favela em Salvador (BA), segundo o leitor que enviou as imagens.

 

De acordo com o leitor, o homem teria estuprado uma menina que mora na favela e, por isso, foi sentenciado à morte por traficantes que dominam a área.

 

Durante o espancamento, ele grita, chora, pede “pelo amor de Deus” para pararem. Tudo em vão.

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

 

 


Nesta segunda feira (2), o Conselho Tutelar do município São Roberto-MA procurou a guarnição de serviço da Polícia Militar para prestar informações sobre um caso de estupro de vulnerável. Segundo as informações, Raimundo Maia de Oliveira, 39 anos, teria cometido o abuso sexual contra a sua enteada de apenas 9 anos de idade.
A criança foi examinada e foi constatado abuso sexual. Além disso, a vítima confirmou os abusos. O acusado foi então conduzido pela PM de São Roberto à Delegacia de Polícia Civil de Esperantinópolis para que sejam tomadas as medidas cabíveis legais.
Este é o segundo caso de estupro contra enteada registrado no município de São Roberto em menos de 1 semana. Reveja aqui o outro caso
Via o Blog do Carlos Barroso

A vítima, de 19 anos, relatou que estava dormindo na sala com a sua filha, de 3 anos, quando foi surpreendida e ameaçada pelo indivíduo com uma faca.
Um homem foi preso pela Polícia Militar na última quarta-feira (20) após tentar estuprar uma mulher na cidade de Rondonópolis (MT), a 218 km de Cuiabá.
A vítima, de 19 anos, relatou que estava dormindo na sala com a sua filha, de 3 anos, quando foi surpreendida e ameaçada pelo indivíduo com uma faca. A porta dos fundos da casa estava aberta e a mulher não percebeu a entrada do criminoso.
Segundo a Polícia, Damião de Jesus Marques, de 28 anos, tentou estuprar a jovem e também ameaçou estuprar a filha dela. Ele também avisou que mataria as duas depois de violentá-las.
Em depoimento, Damião contou que tinha ingerido bebida alcoólica. Ao invadir a residência, Damião disse à vítima que a mataria se ela reagisse e ainda perguntou: “você não tem medo de morar sozinha?”.
 
Salvação
Após as ameaças, o agressor tentou arrastar a jovem à força para um quarto. A moradora aproveitou o momento em que Damião ficou de costas, pegou um pedaço de madeira e conseguiu golpeá-lo na cabeça.
O suspeito tentou pegar a faca e foi golpeado novamente pela jovem. A moradora conseguiu tomar a faca de Damião e imobilizá-lo até a chegada dos policiais militares.
Damião foi encontrado caído na cozinha, recebeu atendimento dos médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Em seguida, ele foi levado para a delegacia.

Foto: Divulgação

 

Delegada chegou a duvidar que casal cometia estupro do bebê de 7 meses. Laudo do IML comprovou fissuras no ânus da criança

 Este caso ainda está repercutindo em Manaus por tamanha a crueldade desse casal que cometeu o estupro de uma bebê de apenas 7 meses.

Nas redes sociais é possível observar a revolta das pessoas. Segundo o exame do IML, a bebê foi estuprada outras vezes. O ânus da criança está bastante machucado e com marcas antigas de violência sexual.

A mãe da criança contou que era apaixonada pelo homem e por isso nunca contou para ninguém o que ele fazia.

 

 

Delegada não acreditou que casal era capaz de cometer esse crime

“Isto foi uma alegação da mãe da criança, que ficava com ele há muito tempo com ele. Ela afirmou que ele tinha fissura por isso”, declarou a delegada titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Juliana Tuma, em coletiva de imprensa  para falar sobre o caso da mãe e do pai, presos após estupro contra uma bebê de apenas 7 meses, ocorrido no dia 31, em um motel da Zona Leste de Manaus.

 

Ainda segundo informações da delegada, os abusos ocorriam há muito tempo, inclusive, a mãe da vítima, de 24 anos, também chegou a ser abusada pelo criminoso, mas após ter engravidado, ela se apaixonou por ele. Pelo fato de ela ter se apaixonado, não tinha coragem de denunciá-lo.

 

Mãe disse que não denunciava o homem devido ser apaixonada por ele

 

“Ela contou que sempre fez relação sexual não consentida, mas depois da gravidez disse que se apaixonou”, contou Tuma.

“Nós chegamos a duvidar quando a situação chegou na delegacia, porém quando o laudo saiu do IML não deixou nenhuma dúvida de que aquela criança estava muito machucada, e que estava sendo machucada há muito tempo. Pelas circunstâncias, a gente também acredita que ele tenha tentado abusar da criança na parte ‘da frente’ da vítima, mas o que está muito e absolutamente evidenciado é na parte de trás”, comentou a delegada.

 

Nas redes sociais as pessoas estão revoltadas com o caso. 

A criança foi acolhida e submetida a atendimento médico. Os dois foram flagranteados pelo crime de estupro de vulnerável.

A bebê foi encaminhada para um abrigo.

 

Casal não levanta suspeita das pessoas 

 

Casal no IML, onde exames comprovaram o estupro da bebê

(Fotos: Divulgação)

Portal do Zacarias

 

                           Wilson Ferreira vai responder por crimes de estupro e homicídio

Preso no município de Codajás, no último final de semana, o acusado de estupro e assassinato, Wilson Ferreira Abreu, 37, vulgo”Bodão”, foi apresentado nesta terça-feira às 10h00, na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).
De acordo com o delegado titular, Juan Valério, o acusado estuprou e matou no último dia 5 de agosto, no bairro do Mauazinho, na Zona Leste de Manaus, a comerciante Ivanilde Pedrosa dos Santos, 52. A vítima foi encontrada sem roupas e com o rosto desfigurado.

Wilson Ferreira arrastou a comerciante de dentro de sua casa até um terreno baldio, onde praticou o estupro e depois golpeou a cabeça de Ivanilde com um aro de caminhão.

 

Quando soube que era suspeito do crime, “Bodão” fugiu para Codajás, distante 240 quilômetros de Manaus em linha reta.

 

No entanto, a equipe da DEHS já estava sabendo onde o acusado estava.

 

                                                                                Filha, amigos e vizinhos durante protesto na DEHS

Uma mulher de 46 anos, que também já foi ouvida na DEHS, acusa “Bodão” de estuprá-la no dia 16 de julho deste ano, em uma rua do mesmo bairro onde violentou sexualmente e matou a comerciante Ivanilde Pedrosa.
Durante a apresentação de “Bodão” à imprensa, também estava na delegacia a comerciária Carla Suelen Pedrosa, 29, filha mais velha de Ivanilde. Ela gritava o tempo do todo por justiça e chamava o acusado de “monstro”, segurando cartazes, juntamente com outros familaires e vizinhos de Ivanilde.

Em um vídeo, “Bodão” assume o crime que vitimou a comerciante Ivanilde. Ele também confessa outros estupros.

No vídeo, o estuprador chora e pede perdão pra Deus e para os familiares das vítimas.
Segundo o delegado Juan Valério, “Bodão” foi indiciado e vai responder na Justiça Comum Estadual, pelos crimes de estupro e homicídio.

O acusado foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

VEJA VÍDEO!

 

 Portal/Zacarias