A Associação Social, Cultural, Artística,Folclórica e Ambiental Dona Moça 

A Associação Social, Cultural, Artística, Folclórica e Ambiental Dona Moça, fundada em 29 de novembro de 2016, tendo seu registro ocorrido em 07 de abril de 2017, tem em sua natureza a finalidade educacional e de difusão cultural, voltada ao desenvolvimento de trabalho social, cultural, folclórico e ambiental.

Tem em seus objetivos promover a sustentabilidade às comunidades envolvidas no projeto, através da oferta de oficinas para capacitação de 10(dez) idosos e deficientes por município, visando incentivar o empreendedorismo e promover a integração social dos participantes; promover a valorização da cultura resgatando os conhecimentos adquiridos dos habitantes ao longo de suas vidas; desenvolver estudos, seminários, palestras, encontros e atividades culturais e pedagógicas e outras atividades sociais com métodos no campo de conhecimento da gerontologia sociais no sentido de estimular os jovens os deficientes e idosos, usando
criatividade para desenvolver a memória e a conscientização humana saudável e social; promover uma prática educativa como elemento emancipador da população buscando dignidade e cidadania para todos.


Ações

 

Ao longo desses dois anos de atuação da Associação Dona Moça, foram realizadas atividades tais quais:

OFICINAS:

Fibra de Artesanato e fibra de bananeira (confecção de acessórios a partir da fibra de bananeira);

Oficina de Artes Manuais;

Pintura em Tecido;

Oficina de Bijouteria;

Oficina de Tambor de Crioula;

Oficina de Caixeira do Divino;

Criação e manutenção do Grupo Bumba-meu-Boi Brilho do Engenho Sotaque Zabumba com 120 integrantes (brincantes);

Criação e manutenção do Grupo Tambor de Crioula Rosas de São Benedito;

Criação e manutenção do Grupo Caixeira de Santa C’roa.

Fabricação de caixas de MDF e papelão;

Confecção de guirlandas e enfeites natalinos.

Segue alguns registros das oficinas ministradas:

APRESENTAÇÕES:

Apresentação do Grupo Bumba-meu-Boi Brilho do Engenho na sede própria e municípios circunvizinhos à sede.

Apresentação do Grupo Bumba-meu-Boi Brilho do Engenho no 24° Festival de Bumba-meu-Boi de Zabumba em São Luís.

     Apresentação do Tambor de Crioula Rosas de São Benedito na sede própria.

Apresentação do Grupo de Caixeiras do Divino Espírito Santo na sede da Fundação “Dona Moça”.

Calendário

Período Ação / Descrição
Janeiro 1º Encontro do grupo Caixeiras de Santa C’roa.
Fevereiro “Morte” do Boi Brilho do Engenho, rf. ao ano 2018.
Março Início de oficina de alfabetização. Curso FIC em parceria com o IFMA. Carga horária 160h.
Abril Continuação dos cursos de alfabetização e FIC.
Maio Salva de caixa (caixeiras do Divino), batizado do Boi Brilho do Engenho.
Junho Apresentações do grupo de Bumba-meu-Boi Brilho do Engenho.
Julho Apresentações do grupo de Bumba-meu-Boi Brilho do Engenho no Festival de Bumba-meu-Boi Sotaque de Zabumba em São Luís.
Agosto Início de oficinas de cerâmica, toque de caixas do Divino, fabricação de redes de tear, artesanato em fibra de bananeira, e artes manuais. Preparação para o Festejo do Divino.
Setembro Continuação das oficinas.
Outubro Continuação de oficinas e “morte” do Boi Brilho do Engenho.
Novembro Continuação das oficinas e culminância do 1º Festejo do Divino
Dezembro Confraternização natalina e entrega de certificados.

Parceiros

Inicialmente contamos com o apoio da Sociedade Artística e Cultural Beto Bittencourt (SACBB) entidade que viabilizou os recursos para a construção da edificação que sedia a entidade Fundação Dona Moça, cujo patrimônio fora doado pela sua presidente Joana Bittencourt; A P.R. Tavares – ProAudio.

A Fundação Dona Moça é constituída por gente que faz. Parabéns!

Por Eduardo Segundo.

 


A Dra. Thaiza foi a convidada especial do Arraiá Pra Tu Dançar realizado pelos alunos e professores da Escola Albino Paiva no pólo Fortaleza.

O arraial especial que aconteceu na última quarta-feira (20), envolveu todos alunos das 9 escolas que compõem o pólo Fortaleza.

Grupos de quadrilha, dança de ritmos, desfile caipira e dança country fizeram parte das apresentações.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé, multidão e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: 27 pessoas, pessoas sorrindo

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas andando e atividades ao ar livre

As professoras das escolas preparam comidas típicas para todos os gostos.

A imagem pode conter: 22 pessoas, incluindo Augusto Miranda e Maria Olivia Sampaio Ferreira, pessoas sorrindo

O Arraiá Pra Tu Dançar foi realizado com o apoio da Prefeitura de Pinheiro através do Prefeito Luciano, da Secretaria de Educação nas pessoas dos Secretários Augusto Miranda e Leidiane Roland, organização da Coordenadora do Polo Nadja Araújo e dos vereadores Lucas do Beiradão e Albininho.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, árvore e atividades ao ar livre


Boi 16

SÃO BENTO-MA.  O bumba meu boi Tradição de São Bento, Patrimônio Cultural dos Sambentuenses, Instituição Filantrópica de Utilidade Publica, que reúne manifestações culturais tendo o boi como centro do universo místico-religioso, reconhecidamente como a expressão maior da nossa cultura sempre a ganhar força regional com raízes definitivas em nosso solo São Bento, sempre foi a cara da felicidade de um povo  num parque de festejo  junino .

Boi 15 (1)

Tudo seria belo se não fosse trágico ter que falar do desrespeito de um Secretário de Cultura Municipal, que brinca em apagar o Patrimônio cultural imaterial de um povo (ou patrimônio cultural intangível) que é a pura concepção cultural que abrange as expressões culturais e tradições que esse povo preserva em respeito da sua ancestralidade, para gerações futuras que irão entender: os saberes, as modalidades, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, lendas, musicas, festas e danças populares, costumes e outras tradições que passam longe da visão de um zé orelha de prefeitura  dotado do preconceito e incompetência cultural.

174

Ao invés de valorizar, fomentar e incentivar a questão cultural em nosso município, na cidade e na zona rural, o senhor Dr. Herus cultura  secretário municipal, deixa de fora da programação dos festejos juninos no Arraial principal da cidade na Praça Carlos Reis o Boi Tradição de São Bento.

176

Detalhamento dessa ação descabida que deixou frustrados diretores e brincantes do Boi Tradição que se prepararam com gastos financeiros desde o inicio do ano na confecção de suas fantasias e adereços, frustrou  também grande parte da população com tal decisão que segundo afirmou  o pseudo secretário de  cultura em telefone aos  diretores da agremiação do Boi Tradição que é um problema politico qual supomos  criado pelo grupo que administra a cidade e também promove outra agremiação folclórica denominada de Boi Mimoso que pertence à família Dias do Vice-Prefeito Isaac Filho.

Boi 17

O que poderia ser visto e consagrado às vistas de turistas que visitam nossa cidade, passou a ser choro comovente de uma dança do folclore popular  com personagens humanos e fantasias de um fantástico mundo cultural  que gira em torno de uma lenda sobre a morte e ressurreição de um boi a cada ano que essa brincadeira se apresenta ao publico, em terreiros e parques folclóricos do  Brasil, diferente de São Bento que passa a ser visto como cultura de competitividade politica partidária pelas ações nefastas perdendo seu brilho e o  folguedo  tradicional, típico da nossa  região  baixada maranhense e  nordeste do Brasil, tentando por motivos torpes na expressão da palavra e indecente por um cara de pau que quer   acabar com uma das mais expressivas manifestações culturais da nossa querida terra São Bento.

Boi 3

Repudio a forasteiro é crime mas… Os meus conterrâneos são meus advogados a me absolver da condenação por te falar que você não está apto para a  função que  exerce e por ser leigo de conhecimento das nossas tradições culturais.

Herus cultura ” PODES TE  TRANSFORMAR EM CATIRINA MAS A LINGA DESSE BOI VOCÊ NÃO COME NEM PRESENTEIA A TEUS AMOS”

Ai Catirina poupa esse boi,
Ai Catirina poupa esse boi.
Que quer crescer

Meu boi é prenda da cidade

233

.

Boi 8

Boi 10

 

 

 


Bloco Tradicional Os Fenomenais, campeão do grupo B de 2015. (Foto: Divulgação/AMBC)Bloco Tradicional Os Fenomenais, campeão do grupo B de 2015. (Foto: Divulgação/AMBC)

07/12/2015 18h38 -Do G1 Ma. Atualizado em 07/12/2015 19h07 www.jgmoreira.com.br

Secretário Felipe Camarão anunciou medida em entrevista ao G1.
Pré-carnaval começa no dia 31 de dezembro, na noite de Réveillon.

Secretário de Cultura do Maranhão Felipe Camarão (Foto: Zeca Soares/G1)Secretário de Cultura do Maranhão Felipe
Camarão (Foto: Zeca Soares/G1)

O carnaval realizado durante o dia voltará às ruas de São Luís em 2016, segundo o secretário de Cultura do Estado do Maranhão, Felipe Camarão. Em entrevista concedida aoG1, nesta segunda-feira (7), ele afirmou que já foram definidas as diretrizes para a temporada 2016 do Carnaval no Estado.

O secretário acredita que a estratégia reforça a tradição maranhense de brincar nas ruas e se sujar de amido de milho.

“[Queremos] Atrair o que o maranhense é acostumado a fazer, pelo menos a geração mais antiga, que quer apresentar isso pros seus filhos hoje, quer aquele carnaval de marchinha, de blocos tradiconais, um carnaval mais tradicional, de dia, familiar, seguro, em que as atrações comecem cedo e terminem cedo, aproveitando o dia e a tarde, pra que as pessoas possam brincar com a Maizena na rua, com segurança”, explica.

Segundo Camarão, a medida vem a calhar no atual momento de crise econômica, em que as pessoas estão focadas em reduzir gastos. “Esse fator de crise nos atrai a esse modelo, de tá pensando em fazer um carnaval barato pras pessoas, que não precisa gastar muito. A gente vai precisar de muita organização apenas e de garantir a seguranças das pessoas”, diz.

Cortejo de carnaval na rua, em 2015, em São Luís (Foto: Douglas Jr / O Estado)Cortejo de carnaval na rua, em 2015, em São Luís (Foto: Douglas Jr / O Estado)

Discussão
De acordo com o secretário, já foi realizada uma reunião para apresentar o projeto aos representantes dos grupos folclóricos que atualmente participam do carnaval maranhense. Ele afirma que a secretaria está aberta a propostas novas e que será lançado um edital para definir de forma democrática as atrações.

“Já tivemos uma reunião com todas escolas de samba, blocos tradicionais e as brincadeiras que já participam do carnaval e pré-carnaval. Teve muito boa aceitação. Alguns ficaram reticentes, descrentes com a mudança, com a reorganização, mas o nosso modelo será uniforme para todo Estado. É um modelo de carnaval de dia, de rua, tradicional e, claro, que vai respeitar as particularidades de cada região”, explica Camarão.

Pré-carnaval no Réveillon
A pré-temporada começa no dia 31 de dezembro, na noite de Réveillon, quando haverá o “grito de carnaval” das escolas de samba e dos blocos tradicionais.

“Nás vamos fazer um Réveillon temático este ano, de quatro dias, sendo que um dia vai ser pro reggae, um dia pro samba, um dia pra música popular, mas a noite do Réveillon vai ser o grito de carnaval para as escolas de samba e blocos tradicionais”, explica.

Os planejamentos dos trajetos e da estrutura utilizada estão sendo planejados com a Secretaria Municipal de Cultura, a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e SMTT.

“O que está faltando amarrar são os trajetos e a estrutura para fazer a divulgação, para fazer o casamento de um trajeto bom para o público, com acessibilidade, para chegar aos locais com tranquilidade e, ao mesmo tempo, que tenha segurança no local e que sejam atrativos”, observa.

“O nosso público-alvo é a família, pra que as crianças possam ir, pra que a mídia possa fazer a cobertura e não concorrer com o horário dos desfiles das escolas de samba, nem o daqui da capital, que é à noite e de madrugada”, conclui.


 SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA

BUMBA BOIBUMBA BOI II(12) – 09.06.2015 às 11:24:07

Por: Assessoria de Comunicação

O Governo do Maranhão realiza a abertura da programação oficial dos festejos juninos na próxima sexta feira (12), na Praça Maria Aragão. Articuladas sobre um projeto chamado ‘São João de Todos’, as festividades deste ano reafirmam o compromisso da gestão estadual com cultura popular, que movimentará parte considerável da população maranhense, durante um total de 18 dias em 20 arraiais espalhados na região metropolitana de São Luís.

Junto a Prefeitura de São Luís, por meio de parceira inédita para realização do São João, o Governo dá o ponta pé inicial à temporada junina em meio a uma cerimonia com tom de homenagem no Arraial da Praça Maria Aragão, a partir das 19h.

“A homenagem a Humberto do Boi de Maracanã, e a Donato do Boi de Axixá permite com que o São João do Maranhão seja visto não como um evento pontual, mas como um espaço de trocas que propiciem aprendizagem e vivência do patrimônio cultural. Somado a isso, reunimos esforços e preparamos um projeto que distribui de forma mais democrática os arraiais, tornando possível congregar diferentes públicos”, expos a Secretária de Estado da Cultura, Ester Marques.

A titular da pasta reforçou o novo formato da temporada junina adotado pelo Governo Flávio Dino, assim como as novidades que estão sendo preparadas para público. Dentre elas, o Arraial do Ipem, que este ano volta a funcionar no espaço social do servidor público estadual no bairro no Calhau. O Arraial do Parque Folclórico da Vila Palmeira também é outro espaço onde o Estado retorna de forma intensiva.

O Parque, que vinha sendo administrado por terceiros é uma dos destaques do ‘São João 2015’, e faz parte, junto ao Arraial da Maria Aragão e o do Ipem, dos três arraiais de referência que o Governo do Estado prepara para o período junino deste ano.
“A retomada da realização dos festejos juninos, em espaços como este, demonstra o elevado grau de preocupação que o Governador Flávio Dino tem com a questão da descentralização de ações políticas nas mais diferentes áreas”, pontou a Secretária de Cultura, Ester Marques.

PROGRAMAÇÃO
Com uma programação definida para ter início a partir do dia 12 de junho, exclusivamente na Praça Maria Aragão, o ‘São João de Todos’ ganhará impulso a partir do dia 19 de junho, período tradicional de maior movimentação nos arraiais da capital, e quando vão entrar em funcionamento os seguintes espaços da grade oficial do Governo no São João 2015: Ipem, Ceprama, Parque Folclórico da Vila Palmeira, Viva Anjo da Guarda, Viva Bairro de Fátima, Viva Cidade Operária, Viva Coroadinho, Viva Desterro, Viva Estiva, Viva Ipase, Viva João Paulo, Viva Liberdade, Viva Monte Castelo, Viva Vila Embratel, Viva Vinhais, Praça Nauro Machado, Praça da Faustina, Casa do Maranhão e Praça da Saudade/Madre Deus.

Funcionando até o dia 29 de junho, com uma média de seis apresentações por noite passarão pelos arraiais do Governo do Estado um total de quase mil grupos folclóricos entre Bumba Bois, Tambores de Crioula, Quadrilhas Juninas, Danças do Coco, Cacuriás, Danças Portuguesas e shows musicais que completam festa grande festa chamada ‘São João de Todos’.
Toda esta programação detalhada será distribuída nos arraiais, por meio das agendas culturais e também no portal exclusivo do Governo do Estado para o São João, que entra no ar na quarta feira (10).

SERVIÇO
O que: Noite de abertura da temporada junina do Governo do Estado e da Prefeitura de São Luís.
Onde: Praça Maria Aragão (Beira Mar)
Horário: 19h
Entrada franca