Imperícia investigativa, vagarosidade processual, relatórios arquivados por inercia ou simplesmente astúcia ministradas por eles, os…  São diversos fatores que dificultam a identificação e punição dos responsáveis pelos homicídios praticados em Pinheiro-Ma  e  região da baixada, muitos com requintes de crueldade assim como :  “Havidos exatamente 05 anos do desfecho da saga misteriosa que do assassinato de José Carlos Soares Rodrigues (Zé Carlos  Seu Porra) como era conhecido.Vitimado, José Carlos, apresentou escoriações por todo o corpo, sendo diversas pauladas na cabeça, uma profunda facada no peito esquerdo, uma furada no pescoço e outra nas costas e pior a vitima, estava com as pernas amarradas. Sinal do que tudo indica não ter sido apenas um autor da barbárie. Esse bárbaro assassinato chocou a comunidade Pinheirenses em especial familiares e amigos.”   

“Este foi mais um homicídio que acabou no esquecimento das autoridades policiais, com  os  autos processuais supostamente só rabiscados prestes a serem rasgados e ou/ sendo utilizado para limpar sujeira anal; e não me digam que estas minhas palavras é falta de respeito, porque: maior falta de respeito é de  quem não busca prender o assassino (os) que cometerem a  selvageria de tirar a vida de  um ser humano indefeso, crime esse com requintes do mais alto grau de crueldade, haja visto as marcas deixadas no corpo do deficiente “José Carlos” (foto da capa) conhecido  como (seu porra)  que residia no Bairro Antigo Matadouro, fato ocorrido no dia 06/07/2013 ,encontrado morto nas imediações do Lixão no Bairro Bubulina em Pinheiro. ”   

. O caso segue sem solução.