Foto: Reprodução

Por Geovani Cavalcante, repórter do PORTAL DO ZACARIAS –  O que o vídeo abaixo mostra é algo corriqueiro no mundo do crime.

Quem “pisa da bola” é morto ou (dependendo da gravidade da “infração) é vítima de humilhação e espancamento, tal qual o vídeo mostra.

No caso em tela, a jovem teve os cabelos cortados e foi agredida por ter conversado com traficantes rivais.

Que sirva de exemplo para quem pensa em fazer parte desse submundo.

(ESPERE O VÍDEO CARREGAR)


Foto: Divulgação

A adolescente caminhava pela rua quando foi abordada e crivada de balas pelos motoqueiros

Está muito enganado quem pensa que os assassinatos brutais nos episódios violentos que as facções criminosas estão promovendo em Manaus atingem somente os homens ligados a estes grupos de traficantes.

Uma adolescente identificada pela polícia como Gracyellen Sinaira Rodrigues, 17, morreu com nove tiros de pistola calibre 380,  segundo o perito do Departamento de Polícia Técnica e Científica (DPTC) da Polícia Civil que examinou o corpo da mulher no local do crime

O assassinato aconteceu na Rua Isaura Esperança, segunda etapa do bairro do Zumbi, Zona Leste de Manaus.

Gracyellen Sinaira morreu no local

Segundo as pessoas que testemunharam o crime, a adolescente caminhava pela rua sozinha quando dois homens, usando capacetes e em cima de uma motocicleta, apareceram e dispararam os tiros que mataram Gracyellen Sinaira instantaneamente.

Há informações, que estão sendo investigadas pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequetros (DEHS), que a adolescente vendia drogas naquele local quase todas as noites e sua morte pode ter ligação com a guerra sangrenta e mortal entre facções criminosas.

O corpo da adolescente foi removido do local cercade duas horas depois da execução.  Até o começo da manhã desta sexta-feira, funcionários do Instituto Médico Legal informaram que ninguém havia comparecido para cuidar da liberação do corpo.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


Policiais examinam o corpo do adolescente assassinado de forma violenta em Manacapuru

Um adolescente com 16 anos de idade, identificado até o momento com o nome de “Matheus”, foi espancado e morto a terçadadas e pauladas no município de Manacapuru, distante 68 quilômetros de Manaus em linha reta.

O corpo do jovem, com golpes profundos que atiraram a cabeça, costas e abdome, foi encontrado em um matagal da estrada da Extramar, empresa de extração de minério situada em área de periferia do município.

Moradores da área ouviram muitos gritos durante a madrugada mas ficaram com medo de sair de suas casas e só encontraram o corpo do menor quando amanheceu.

Uma guarnição do 9º Batalhão da Polícia Militar de Manacapuru esteve na estrada da Extramar, confirmou o assassinado e informou a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O matagal onde o corpo foi encontrado fica por trás de um prédio abandonado 

Policiais da Especializada juntamente com equipes da Perícia e do Instituto Médico Legal (IML) viajaram de manhã cedo para Manacapuru.

Ainda é totalmente desconhecida a autoria do crime. O menor assassinado era usuário de drogas.

O corpo do jovem foi trazido para Manaus por volta das 9h.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

Fotos: Divulgação  Portal do Zacarias


                                                                                  Paola está desparecida desde domingo  (Foto: Reprodução / Instagram)

Foto: Reprodução

Policiais da Divisão de Homicídios de Porto Alegre investigam se uma jovem que foi executada dentro de uma cova é Paola Avaly Corrêa, de 19 anos, que estava desaparecida desde o último domingo.

 

A família da jovem a reconheceu em um vídeo que está circulando em redes sociais.

 

Na tarde desta quinta-feira, a Polícia Civil do Rio Grande do Sul informou que o corpo da jovem foi encontrado no bairro Agronomia, na Zona Leste de Porto Alegre.

 

As imagens mostram uma mulher com mãos e pés amarrados deitando em uma cova rasa aberta no meio do mato. A jovem deita de lado, obedecendo ordens de um ou mais homens. Em seguida, é possível ouvir os disparos.

O vídeo começou a circular na segunda-feira, segundo o delegado Gabriel Bicca, da Divisão de Homicídios de Porto Alegre. As imagens foram mostradas para a família nesta quarta-feira, que afirmaram ser Paola. O delegado, no entanto, age de maneira cautelosa e diz que as duas “têm as mesmas características”.

 

A mãe de Paola Avaly está à base de calmantes e sem condições de falar sobre o assunto. Segundo uma irmã, que não quis se identificar, Paola abandonou os estudos e saiu de casa para morar no bairro Bom Jesus. A jovem foi na casa dos pais no Dia das Mães e não deu mais notícias.

— Não era de conhecimento da família que a Paola tivesse relacionamento com que alguém ligado ao tráfico. A minha irmã foi reconhecida por algumas pessoas da família que viram o vídeo, mas não permitimos que a minha mãe visse. É horrível e ela (a mãe) já está sofrendo muito — disse a irmã de Paola.

O vídeo tem cenas fortes. Sem esboçar qualquer reação, a mulher deita de lado na cova e olha para os seus (não se sabe quantas pessoas estavam no momento da execução) algozes e deita. Em seguida, são feitos dois disparos e dá para ver as faíscas saindo do revólver.

— Estamos ouvindo familiares e amigos. Segundo a família, ela parou de estudar e saiu de casa para viver no bairro Bom Jesus, na Zona Leste de Porto Alegre, uma área da cidade conflagrada — disse Gabriel Bicca.

 Paola Avaly Corrêa (Foto: Reprodução / Instagram)

A polícia apura se um corpo encontrado na Vila Tamanca, Zona Leste da cidade, é o de Paloma. A jovem é considerada desaparecida desde domingo, quando foi a última vez que foi vista pela família.

Em nota, a Divisão de Homicídios de Porto Alegre afirma que Paola tem antecedentes criminais por suspeita de receptação.

Há informações de que a jovem estava se relacionando com um homem que tem envolvimento com o tráfico. A polícia informou que Paola visitou recentemente Nathan Sirangelo, na Cadeia Pública de Porto Alegre, preso na galeria em que se concentram criminosos ligados à facção Bala na Cara. A última visita foi no dia 9 de maio.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

 

 Fonte: Portal do Zacarias

Um jovem com idade aproximada de no máximo 18 anos, trajando apenas camisa de meia marrom e uma bermuda preta, foi assassinado com tiros na cabeça e o corpo foi encontrado durante a madrugada desta terça-feira, 17, na Avenida Autaz Mirim, bairro Armando Mendes, quase em frente da fábrica Sansung, Zona Leste de Manaus.

O vigilante de uma outra empresa situada no local contou aos policiais militares que faziam o patrulhamento da área e que foram os primeiros a chegar, ter visto quando três homens pararam um carro de cor escura e retiraram a vítima do porta-malas, dispararam ao menos três tiros em sua cabeça depois de mandarem ele se ajoelhar e em seguida fugiram em alta velocidade.

Foi o mesmo vigilante que telefonou para o número 190 da Polícia Militar e comunicou o assassinato.

Numa primeira linha de investigação, policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) suspeita de acerto de contas ligado ao tráfico de drogas.

O jovem assassinado não tinha documentos nos bolsos da bermuda que usava e até a metade da manhã desta terça-feira continuava sem nenhuma identificação no Instituto Médico Legal.

 

ATENÇÃO! IMAGEM FORTE! 

 

Foto: Divulgação Portal do Zacarias


Quatro homens fortemente armados mataram a tiros, na noite desta quinta-feira, um jovem de 18 anos de idade identificado como Ramon Wilker Araújo Pinheiro, o “Paraíba”.

 

O crime ocorreu no bairro do Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus.

 

“Paraíba” foi executado com 10 tiros de escopeta calibre 12 e pistola calibre ponto 40, após invadir uma casa para tentar escapar dos criminosos. Pedaços do cérebro ficaram espalhados no chão.

 

Segundo a polícia, Paraíba estava sem aparecer em casa havia pelo menos cinco meses.

 

Para a polícia, a execução do jovem foi acerto de contas envolvendo droga.

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

 


A jovem Milena Assis da Silva, 19, morreu no começo da noite da última quinta-feira, 15, depois de ser agredida a cadeiradas, murros e chutes, dentro do quarto onde morava com uma filha de 3 anos de idade, na Rua Santa Helena, bairro da Betânia, Zona Sul de Manaus.

 

Um homossexual e duas mulheres lésbicas invadiram o quarto de Milena  e gritavam que ela tinha furtado o telefone celular pertencente a uma amiga deles.

 

A jovem negava o furto mas assim mesmo foi agredida. Uma das lésbicas tinha um punhal na mão e aplicou golpes nas costas de Milena, que caiu ao chão perdendo sangue.

 

O grupo agressor fugiu do local e deixou Milena agonizando diante da filha de 3 anos, que apenas chorava assustada com tudo o que viu.

 

Os vizinhos correram para socorrer a jovem e chamaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu).

 

O Samu socorreu mas a jovem veio a óbito   ao chegar ao HPS (Foto: Divulgação) Milena foi levada para o Hospital e Pronto-Socorro Dr, João Lúcio Pereira, onde ele morreu quando dava entrada na sala de operações.

A polícia foi informada da agressão seguida de morte e está investigando. Até o final da manhã desta sexta-feira os criminosos ainda não haviam sido identificados e presos.


Davi Sousa Bugarim de Melo tinha 26 anos e foi morto pelo pai de sua namorada em São Luís (Foto: Reprodução)

Um tenente-coronel reformado da Polícia Militar identificado como Walber Pestana da Silva atirou e matou na noite de quinta-feira (15), em São Luís, o namorado de sua filha reconhecido como Davi Sousa Bugarim de Melo.

Segundo informações da polícia, o crime aconteceu no bairro Parque dos Nobres, na capital, após o militar presenciar uma briga entre o casal e ver a vítima agredindo a sua filha. Inconformado com a situação, o tenente-coronel decidiu pegar a sua arma de fogo e disparar dois tiros contra Davi.

Davi Sousa Bugarim de Melo, que tinha 26 anos, ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu no Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1), em São Luís. Após o crime, o militar fugiu do local.

G1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) e aguarda um posicionamento do órgão sobre o caso.

Fonte: G1/MA


Um grave acidente foi registrado na MA-106  nas primeiras horas de hoje, segunda-feira (18), dois jovens helenenses foram identificados entre as ferragens do veiculo,trata-se do Jovem Léo Dias  conhecido popularmente no município como “Léo do Big Bar” e Alacidy Durans.
Os dois  vieram a óbito no local após a Pickup Strada conduzida por Léo colidir frontalmente com um caminhão.
O acidente ocorreu a poucos quilômetros de Santa Helena,o carro de Léo ficou totalmente destruído com a força do impacto. Mais duas pessoas do sexo feminino estariam no veículo, mais até o momento não se tem informações oficiais.

A qualquer momento o blog trará mais informações.
Com informações: Blog do Neto Weba

Foto: Divulgação

Quatro bandidos mataram a terçadadas, na madrugada desta segunda-feira, em Maués, o lavador de carros conhecido como Rômulo.

Segundo um leitor, que enviou as fotos aqui postadas e algumas informações, Rômulo “era um rapaz trabalhador, que ganhava a vida lavando carros em um posto de lavagem em Maués”, município do interior do Amazonas.

Segundo o leitor, “após sair de um aniversário do proprietário do posto de lavagem, Rômulo seguia para sua casa, próximo ao Bar Arco-Íris quando quatro meliantes agrediram a terçadadas a vítima, que veio a falecer minutos depois”.

ATENÇÃO! IMAGEM  FORTE!

 

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias