Mariano de Castro estava em regime de prisão domiciliar determinado pela Justiça Federal. Ele foi preso por conta da Operação Pegadores, da PF.

Médico apontado pela PF como operador em esquema na Saúde no Maranhão é encontrado morto

O médico Mariano de Castro e Silva apontado como operador de um esquema na Saúde do Maranhão foi encontrado morto na noite de quinta-feira (12), no apartamento em que cumpria prisão domiciliar no bairro de Ininga, em Teresina-PI. O corpo foi levado para perícia em Teresina.

Segundo a Polícia Federal, o médico era um dos principais operadores do esquema que desviou R$ 18 milhões e 345 mil de recursos públicos federais enviados entre 2015 e 2017 ao Governo do Maranhão para cuidar da saúde da população.

O médico Mariano de Castro Silva ocupou os cargos de chefe do Serviço de Atendimento de Urgência (SAMU), na Prefeitura de Coroatá e de assessor da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde lamentou a morte do ex-servidor e disse lamentar ainda que o médico tenha sido “vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrição de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da Constituição” (leia nota na íntegra abaixo).

Mariano de Castro e Silva foi encontrado morto em seu apartamento, no Piauí (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Mariano de Castro e Silva foi encontrado morto em seu apartamento, no Piauí (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Entenda a operação

A Operação Pegadores é continuação da Operação Sermão aos Peixes e segundo a PF, durante as investigações conduzidas em 2015 foram coletados indícios de que servidores públicos que exerciam funções de comando na Secretaria de Estado da Saúde naquele ano montaram um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal.

As investigações indicaram a existência de 424 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamentos dos hospitais estaduais sem a prestação de serviços às unidades hospitalares. Os beneficiários do esquema eram pessoas indicadas por agentes políticos: familiares, correligionários de partidos políticos, namoradas e companheiras de gestores públicos e de diretores das organizações sociais.

O montante dos recursos públicos federais desviados por meio das fraudes chega a R$ 18.345 milhões. Contudo, segundo a Polícia Federal, o dano aos cofres públicos pode ser ainda maior, pois os desvios continuaram a ser praticados mesmo após a deflagração de outras fases da Operação Sermão aos Peixes.

A relação entre a administração pública e empresas terceirizadas foi usada para viabilizar os desvios, como apontou a PF no relatório da operação.

Prefeitura exonerou Mariano de Castro do Samu

Prefeitura exonerou Mariano de Castro do Samu

NOTA NA ÍNTEGRA DA SES

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) lamenta a trágica perda do médico Mariano de Castro e Silva, e se solidariza aos familiares e amigos deste profissional.

A Secretaria lamenta, ainda, que o médico Mariano de Castro e Silva seja mais uma vítima do período absolutamente autoritário que vive o Brasil, com restrição de direitos, presunção de culpa e ofensa a preceitos fundamentais da Constituição.

Neste momento delicado, a SES reforça seu papel de defesa irrestrita do sistema de justiça, no combate a todo e qualquer tipo de arbitrariedade.

A SES também repudia a postura adotada por alguns blogs maranhenses, que nesta hora de profunda dor, onde se exige o mínimo de humanidade e compaixão, produzem conteúdo sem o mínimo de ética e respeito.

Por G1 Maranhão, São Luís, MA

 


Pensando em uma qualidade de vida melhor para os são-bentuenses, o prefeito de São Bento Luizinho Barros, trouxe para o município através da secretaria de saúde a Dra. Therezinha Abreu Negrizolli, especialista em endocrinologia.
Veja a importância e de que forma o endocrinologista pode ajudar.
Conheça, aqui, os campos de atuação desse especialista:
ANDROPAUSA: Os hormônios masculinos podem diminuir quando o homem envelhece. Nesse caso, algumas pessoas podem sentir cansaço, diminuição da força muscular e disfunção sexual, necessitando da ajuda do especialista para fazer reposição hormonal.
COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS: A alimentação errada e algumas doenças podem levar ao aumento do colesterol e dos triglicerídeos em adultos e crianças. Com um tratamento adequado, o risco de futuras complicações cardiovasculares é reduzido.
CRESCIMENTO: Uma criança saudável tem um crescimento normal. O crescimento deficiente ou excessivo pode ocorrer em função de alterações hormonais, nutricionais ou genéticas.

DIABETES: Se você tem excesso de peso, parentes com diabetes, hipertensão ou alterações de gordura no sangue, procure um endocrinologista. Você poder desenvolver diabetes! Mas se você bebe muita água, urina muito e perde peso pode estar diabético.
DISTÚRBIO DA MENSTRUAÇÃO: Alterações do ciclo menstrual (falta de menstruação ou menstruação mais de uma vez ao mês) podem significar problemas hormonais. Por isso, necessitam de investigação e tratamento adequado.
DISTÚRBIOS DA PUBERDADE: : Crianças que desenvolvem precocemente pelos pubianos, odor axilar e desenvolvimento das mamas, apresentam distúrbios hormonais e necessitam avaliar a origem do problema. Os adolescentes que não desenvolvem essas características também necessitam de uma avaliação.

DOENÇAS GLÂNDULA SUPRA-RENAL: Aumento de peso, estrias avermelhadas, pelos excessivos, pressão alta ou baixa, puberdade precoce, além do escurecimento da pele podem significar problemas na glândula supra-renal.
DOENÇAS DA HIPÓFISE: Tumores da hipófise podem levar à presença de leite nas mamas, fora do período de amamentação, além de mudanças faciais, aumento do número do sapato, dores de cabeça e distúrbios da visão.
EXCESSO DE PELOS: Mulheres com excesso de pelos na face (hirsutismo), acne ou amento da musculatura, podem estar com produção excessiva de hormônios masculinos.
OBESIDADE: A obesidade representa um risco para a saúde das crianças e dos adultos. O tratamento orientado pelo especialista evita uma série de complicações, como as cardiovasculares e as ortopédicas.
OSTEOPOROSE: Trata-se de uma doença endócrina. Dores nos ossos e fraturas frequentes podem significar enfraquecimento ósseo. Procure o seu endocrinologista. Ele pode diagnosticar e indicar o tratamento mais adequado.
REPOSIÇÃO HORMONAL DA MENOPAUSA: A reposição hormonal é um tratamento eficaz, feito com hormônios iguais ao da própria mulher, para amenizar o desconforto e os riscos causados pela menopausa.
TIREÓIDE: Nódulos ou aumento de volume do pescoço; nervosismo; insônia e alterações no ritmo intestinal; coração acelerado; perda ou ganho de peso;e excesso de frio ou calor podem revelar distúrbios da tireoide.

Veja de que forma você são-bentuense pode agendar sua consulta no município.

Consulte com o clínico geral em São Bento, daí ele dá o encaminhamento e a pessoa vai ao posto São Lourenço onde agendará a consulta com a enfermeira Andressa Mendonça, ou com o seu Agente de saúde na sua comunidade para consultar com a endocrinologista Dra. Therezinha Abreu.

Com informações: Zeus Padaratz

Fotos: Zeus Padaratz


Em São Vicente Ferrer, cidade distante 157 KM de São Luis capital do Estado -Ma,  por volta das 16h00  desta (terça-feira)  1º /08, conforme ocorrência, no Hospital Municipal Antonio Santos Jacinto, o vereador Manoel da Anunciação Rocha (PIN) (MANOEL ROCHA), chegou ao extremo da falta de respeito  invadiu as salas médicas atrapalhando um atendimento de urgência que estava sendo realizado pelo médico Dr. Davi, e diante da sua insatisfação por ter escutado que deveria aguardar alguns minutos  para ser atendido, o Vereador Manoel Rocha ROMPEU O LACRE DA INSENSATEZ e passou a agredir moralmente o médico (Dr. Davi) com palavras de baixo calão além de interromper os trabalhos do médico gritando que não era moleque e que queria a todo custo um atendimento preferencial para o seu caso.
O vereador Manoel Rocha desde que que chegou na unidade de saúde, exigia atendimento imediato e por isso ficou incontrolavelmente perturbado e agressivo. Agitado, gritava e esmurrava a parede da Unidade de Saúde, em dado momento o vereador num ato covarde começou a desencadear palavrões colocando em polvorosa, pacientes, funcionários outros,  médicos e enfermeiras que ali se encontravam.

Pasmem os senhores que o vereador chegou ao extremo da falta de respeito, da falta de ética e da moralidade publica , tentando covardemente após agressão verbal, agredir também  fisicamente o médico Dr. Davi , ação não conclusa pelo fato da interferência das pessoas que se encontravam  no recinto do hospital no momento da ação colérica do vereador agressor. “Infelizmente temos que lamentar que em menos do que esperávamos o vereador mostrou o seu lado agressivo, seu lado autoritário  e ditador que vive em consonância com a truculência e a irracionalidade além do  descontrole emocional  que com certeza é a marca da carga genética registrada advinda dos seus ancestrais” . Assim se reportava as pessoas que assistiram a triste cena perpetrada pelo vereador.

Pior do que uma ação condenatória por falta de decoro parlamentar que culmina com a cassação de mandato (que seria a pena desse vereador) é a dor de saber que parte da população   de São Vicente Ferrer, delegou poderes legislativos que está nas mãos de uma pessoa que não tem respeito pelo próximo,  não sela com dignidade os seus compromissos como legislador , acha que todos são subalternos  e ainda se esquece que está  vereador porque o povo o colocou e que da mesma forma como colocou pode também tira-lo . Eis a nossa indignação pela forma de como esse vereador vem tratando as pessoas de bem.  Da forma que ele fez com o Dr. Davi, mostrou e patenteou a incapacidade mental de que não tem condições de representar um povo tão digno como é o povo Vicentino, haja visto suas atitudes destemperadas.

Ainda nesta semana o medico deverá registrar um Boletim de Ocorrência Policial contra o Vereador.


Cirurgião despiu mãe de paciente e a estuprou: ‘Você me deve um favor’

Quatro mulheres dizem ter sido vítimas de abuso sexual praticado por um dos maiores cirurgiões cardiovasculares do Reino Unido. Em um dos casos, que aconteceram entre 2001 e 2014, Mohamed Amrani, 53 anos, teria forçado a mãe de um paciente a ter relações sexuais com ele. O motivo dado pelo médico era de que “ela o devia” por ter salvado a vida do filho dela.

Segundo o IG, uma das vítimas disse, em julgamento, que Mohamed nem sequer tinha tirado o avental cirúrgico após operar o filho e já tentou beijá-la à força. “Eu vou te f****”, teria dito o médico, após despir a mulher na sala dele, que fica no Hospital Harefield, em Londres, e praticar o ato sexual com ela.

Após o ataque, a vítima ficou constrangida de denunciar Mohamed pelo fato de a esposa dele também ser funcionária da unidade de saúde, além de ele ter um cargo elevado no hospital. O cirurgião foi denunciado à polícia em 2015, depois de fazer mais uma vítima: uma mulher que teria apalpado em um hospital particular.

Apesar das acusações de estupro, uma de abuso por penetração, seis por atentado ao pudor e três por assédio sexual, Mohamed diz ser inocente e afirmou que as cinco mulheres inventaram suas denúncias.


Para  receber mais de 39 mil reais por pagamento de serviços médicos prestados á Prefeitura Municipal de São Vicente Ferrer, governada pela prefeita Maria Raimunda Araújo Sousa e que já foi acionada pelo Ministério Publico Estadual por improbidade administrativa, o medico Giovanni Viegas Moreira pode entrar na justiça contra o município vicentino.

Giovanni Viegas, que é pinheirense e atualmente dá plantões no Hospital Municipal de São João Batista, quer que a prefeita quite o débito pendente da prefeitura que lhe é devido desde janeiro de 2013, referente aos plantões hospitalar por ele ter trabalhado no hospital daquela cidade.

Segundo o medico, a prefeita descumpriu o acordo firmado para pagamento do débito desde janeiro/2013 o que agora agrava na cobrança de juros e correções no quantum a que tem direito e espera a cobrança das correções via justiça. Em conversa com este blog, o médico nos adiantou que já acionou um advogado para estudar a legalidade da medida a ser tomada em relação à causa.

O reclamante falou que essa prefeita, durante os anos que vem governando, criou um clima de descontentamento elevado ao terror da insatisfação geral junto à população pela sua desastrosa forma de administrar o município e em especial à saúde que hoje se tornou uma indecência via o agravamento na falta de recursos e materiais para funcionamento da única casa de saúde daquele município.

“Se por ventura a prefeita Maria Raimunda não acordar para o cumprimento da responsabilidade e sacramentar a legalidade do meu pagamento com brevidade, o indicativo para a solução será a justiça.”, finalizou o Dr. Giovanni. Matéria reproduzida integralmente do Blog do Zé da Graça.

Folha de SJB


24/06/2015 16h26 – Atualizado em 25/06/2015 11h41

Marcos da Cunha Andrade Filho foi detido nesta quarta-feira (24).
Suspeito teria argumentado que falta 20 dias para se formar em medicina.

Do G1 MAINSTRUMENTOS

Um homem identificado como Marcos da Cunha Andrade Filho foi detido nesta quarta-feira (24) suspeito de atuar ilegalmente como médico em Bacuri, no norte do Maranhão. Segundo o delegado Jorge Antônio, responsável pelo caso, o rapaz argumentou que se vai se formar em medicina daqui a 20 dias, mas não comprovou o fato.

“Ele falou que ainda é aluno do curso de medicina, só que não mostrou pra nós algo que o identificasse como acadêmico. Nós entendemos que ele está usurpando uma função de médico e o autuamos em flagrante”, explicou o delegado em entrevista à Rádio Mirante AM.

O delegado afirmou que o suspeito foi encontrado sozinho no hospital, sem o acompanhamento de profissionais registrados. “O acadêmico sempre tem que estar sendo acompanhado de um profissional da área. Esse não, esse tava como médico plantonista sozinho no hospital”, disse.

A polícia agora investiga se o suposto estudante, que é filho de uma médica, chegou a ser contratado oficialmente pela Prefeitura de Bacuri. Também será verificado se o profissional a quem pertence o número do Conselho Regional de Medicina (CRM) que ele utilizava estava ciente do caso.

“Ele estava de plantão a pedido de alguém e nós já passamos o nome da pessoa que entrou em contato com ele para o delegado de Bacuri, que vai aprofundar essa investigação porque não é a primeira vez que pessoas que dizem ser médicos vão trabalhar em Bacuri sem nenhuma fiscalização”, finaliza.