Guilherme Cardoso da Silva, de 16 anos, aguardava a esposa e o filho, na rua Três Irmãos, no bairro do Coroado III, Zona Leste de Manaus, quando dois homens armados o alvejaram na cabeça.

 

Segundo familiares, Guilherme vinha sofrendo ameaça, pois era envolvido com o tráfico de drogas.

 

Em razão disso, a polícia acredita que o assassinato foi um “acerto de contas”.

 

Guilherme morreu no Serviço de Pronto-Atendimento do Coroado.

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


Vários moradores de rua, que também são usuários de drogas, dormem embaixo do viaduto onde aconteceu o crime. Moradores da área dizem que eles são vistos sempre em grupos consumindo drogas e até bebidas alcoólicas, principalmente no horário noturno

Vários moradores de rua, que também são usuários de drogas, dormem embaixo do viaduto onde aconteceu o crime. Moradores da área dizem que eles são vistos sempre em grupos consumindo drogas e até bebidas alcoólicas, principalmente no horário noturno

Uma moradora de rua foi morta com pauladas, pedradas, chutes e murros no começo da manhã desta terça-feira, 4, por três homens com quem ela consumia drogas, embaixo do viaduto localizado entre as avenidas Constantino Nery e Boulevard Álvaro Maia, na Zona Centro-Sul de Manais.

Algumas pessoas que passavam pelo local e testemunharam a briga contaram aos policiais que os três homens acusados de praticar o crime também tinham aparência de moradores de rua . Eles agrediram a mulher quando ela se negou a dividir com eles a droga que estava consumindo embaixo do viaduto.

Durante a discussão, que a polícia acredita tenha sido motivada pelo consumo de drogas, dois homens seguraram a mulher pelos braços e o terceiro envolvido no crime bateu na cabeça da moradora de rua com um pedaço de pau. O homem aplicou pelo menos mais três golpes violentos na cabeça da vítima.

Depois que a mulher caiu no chão foi agredida com chutes e murros. Um dos agressores ainda arremessou uma pedra contra o corpo da vítima, que já devia estar morta porque não se mexia mais.

A aproximação de algumas pessoas colocou em fuga os autores da agressão que acabou na morte da mulher, não identificada até o momento.

Um grupo de populares testemunhou a agressão que resultou em morte

Equipe do IML fez a remoção do corpo  

Também foi relatado por uma das testemunhas que, antes de fugir com os outros dois participantes do assassinato, um dos homens ainda meteu a mão no bolso da bermuda da moradora de rua. “Ele pegou algumas porções de drogas e todos saíram correndo do local do crime”, disse a testemunha, sem se identificar.

Vários moradores de rua, que também são usuários de drogas, dormem embaixo do viaduto onde aconteceu o crime. Moradores da área dizem que eles são vistos sempre em grupos consumindo drogas e até bebidas alcoólicas, principalmente no horário noturno.

O corpo da mulher foi removido do local pela equipe do Instituto Médico Legal (IML).

Policiais militares da 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) fizeram buscas na área mas até o final da manhã não havia notícia de nenhuma prisão de envolvido no assassinato da moradora de rua. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) enviou uma equipe ao local onde a moradora de rua foi morta e vai investigar o caso.

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

Fotos: Divulgação: Portal do Zacarias


Rogério “Doidinho” está à morte no HPS e o da direita, Rodrigo “Teixeirinha”, é “mais um CPF cancelado”, como diz a gíria popular

No final da noite desta quarta-feira, 29, o assaltante Rodrigo Sá Coutinho, 22, vulgo “Teixeirinha” morreu cerca de uma hora depois de trocar tiros com policiais das Rondas Ostensivas Cândido Mariano, na Rua do Areal, bairro Mauazinho, Zona Leste de Manaus.

O comparsa de Rodrigo, identificado como Rogério da Silva, 19, vulgo “Doidinho”, também disparou tiros contra os policiais, foi alvejado com ao menos três tiros e está à beira da morte no Hospital e Pronto-Socorro Dr. Platão Araújo, segundo as últimas informações.

De acordo com o tenente Aldivan, que comandou a ação, os policiais estavam realizando um patrulhamento de rotina quando foram informados que dois hmens em uma motocicleta estava fazendo “arrastão” na Avenida João Gonçalves de Souza, no Distrito Industrial 1, na Zona Sul.

Quando a viatura chegou e os marginais perceberam a aproximação da viatura eles saíram em fuga e Rodrigo “Teixeirinha”, que viajava na garupa, atirava o tempo todo contra os policiais.

Rodriguo “Teixeirinha” morreu na troca de tiros

Os assaltantes estavam em uma motocicleta Titan, preta, roubada, os dois bandidos ainda atropelaram uma jovem de 18 anos de idade, que atravessava a rua e foi atingida. Uma viatura do Samu foi acionada e resgatou a jovem atropelada, que foi levada ao Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio Pereira, onde foi atendida e está fora de perigo.

A dupla seguiu fugindo em direção ao bairro Mauazinho, na Zona Leste de Manaus.  Quando entraram na Rua do Areal, desceram da motocicleta e continuaram atirando contra os policiais das Rocam, que revidaram os tiros e balearam os dois homens.

Rogério “Doidinho” está entre a vida e a morte no HPS Dr. Platão Araújo

Os  assaltantes foram levados às presas para o Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio, onde Rodrigo “Teixeirinha” morreu e seu parceiro de crimes Rogério “Doidinho” até a manhã desta quinta-feira, 30,  continuava vivo em estado grave, podendo vir a óbito a qualquer momento.

Três pessoas que tinham sido assaltadas pelos dois criminosos foram localizadas pelos policiais da Rocam e foram levadas ao 1º Distrito Integrado de Polícia onde confirmaram os roubos e também receberam de volta seus telefones celulares e outros objetos.

Motocicleta roubada e a arma de fogo  usada pelos bandidos (Fotos: Divulgação) 

Um revólver calibre 38 que os bandidos usaram nos assaltos e para atirar contra os policiais da Rocam e a motocicleta usada nos assaltos, foram entregues pelo tenente Aldivan na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros.

O corpo do assaltante morto na troca de tiros foi removido do necrotério do HPS Dr. Platão Araújo para o Instituto Médico Legal e até às 9h desta quinta-feira, apenas uma tia do bandido havia comparecido para identificá-lo oficialmente.


Vendedor ambulante é atacado e morto a facadas durante tentativa de assalto em rua do bairro…
O vendedor sempre teve medo de voltar tarde da noite para casa

Foto: Divulgação Portal do Zacarias

O vendedor ambulante Jefferson Araújo de Alencar, 31, reagiu a um assalto praticado por três viciados em drogas e foi assassinado com várias facadas pelo corpo, na última terça-feira à noite, na rua Projetada, bairro  Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

Um dos membros da família que não quis se identificar contou aos policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que Jefferson foi morto quando voltava de mais um dia de trabalho como vendedor de trufas em terminais de ônibus.

O vendedor ambulante foi agredido e atingido com pelo menos cinco facadas, depois de ser cercado pelos três homens que supostamente estavam drogados e tentaram tomar o dinheiro que ele trazia para casa.

Moradores da rua chegaram a presenciar uma parte da tentativa de assalto que culminou em assassinato e identificaram pelo menos um dos envolvidos no crime, cujo primeiro nome e apelido foram informados aos policiais da Delegacia de Homicídios.

Jefferson era pai de dois filhos menores e segundo a família ele tinha bastante medo de voltar para casa tarde da noite todos os dias depois de vender todas as trufas que ele mesmo fazia, dentro dos terminais de ônibus da Zona Leste.

De acordo com o delegado titular da DEHS, Jeff David Mac Donald, uma equipe de investigadores está nas ruas do bairro onde o crime aconteceu e tenta prender um dos participantes do assassinato, que foi reconhecido pelas testemunhas oculares.


Foto: Divulgação

Dois homens foram mortos a tiros, no início da noite desta quinta-feira, na rua Danilo Corrêa, no bairro de Petrópolis, Zona Sul de Manaus.

 

As vítimas foram identificadas como Áureo Gustavo, de 19 anos, e Eduardo Paiva, de 35.

 

Áureo foi assassinado com um tiro de pistola calibre 380, e Eduardo, com três disparos no peito e 2 na cabeça.

 

A Delegacia de Homicídios deve investigar o duplo homicídio.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

 

Veja vídeo:


Imperícia investigativa, vagarosidade processual, relatórios arquivados por inercia ou simplesmente astúcia ministradas por eles, os…  São diversos fatores que dificultam a identificação e punição dos responsáveis pelos homicídios praticados em Pinheiro-Ma  e  região da baixada, muitos com requintes de crueldade assim como :  “Havidos exatamente 05 anos do desfecho da saga misteriosa que do assassinato de José Carlos Soares Rodrigues (Zé Carlos  Seu Porra) como era conhecido.Vitimado, José Carlos, apresentou escoriações por todo o corpo, sendo diversas pauladas na cabeça, uma profunda facada no peito esquerdo, uma furada no pescoço e outra nas costas e pior a vitima, estava com as pernas amarradas. Sinal do que tudo indica não ter sido apenas um autor da barbárie. Esse bárbaro assassinato chocou a comunidade Pinheirenses em especial familiares e amigos.”   

“Este foi mais um homicídio que acabou no esquecimento das autoridades policiais, com  os  autos processuais supostamente só rabiscados prestes a serem rasgados e ou/ sendo utilizado para limpar sujeira anal; e não me digam que estas minhas palavras é falta de respeito, porque: maior falta de respeito é de  quem não busca prender o assassino (os) que cometerem a  selvageria de tirar a vida de  um ser humano indefeso, crime esse com requintes do mais alto grau de crueldade, haja visto as marcas deixadas no corpo do deficiente “José Carlos” (foto da capa) conhecido  como (seu porra)  que residia no Bairro Antigo Matadouro, fato ocorrido no dia 06/07/2013 ,encontrado morto nas imediações do Lixão no Bairro Bubulina em Pinheiro. ”   

. O caso segue sem solução.

Um adolescente de 14 anos foi espancado até a morte e seu corpo enterrado no ramal 34 da rodovia AM-070, que liga Manaus aos município de Iranduba e Manacapuru.

O crime ocorreu na tarde desta sábado 30/06.

A polícia chegou até o corpo após telefonema anônimo relatando o assassinato.

Não se sabe até o momento o que motivou o crime.

O corpo foi removido pele Instituto Médico Legal.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros vai investigar o caso.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

 

Fotos: Divulgação


O homem foi atingido na cabeça e morreu no local onde foi atacado pelo ocupantes do carro HB20

Um crime que pode ter ligação com o tráfico de drogas aconteceu por volta das 22hs desta quarta-feira na Rua Londres, bairro da Grande Vitória, Zona Leste de Manaus.

No local, um homem de idade aproximada de 30 anos foi assassinado com três tiros e uma mulher aparentando possuir 20 anos foi baleada nas costas, mas foi socorrida e está internada no Hospital e Pronto-Socorro Dr. Platão Araújo.

Moradores disseram para os policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que três homens chegaram em um carro HB20 de placa desconhecida e atiraram no homem e na mulher.

O homem morreu na hora porque os tiros disparados de pistola atingiram em cheio sua cabeça, e a mulher que o acompanhava saiu correndo, por isso foi atingida nas costas.

O assassinato teve característica de execução premeditada, e o que se acredita até o momento é que os atiradores teriam agido a mando de algum traficante.

Policiais militares da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que faziam o patrulhamento no bairro da Grande Vitória chegaram a abordar dois carros HB20 mas nenhum deles era o veículo usado pelos assassinos.

 

A mulher baleada foi levada por populares em um carro particular para o HPS Dr. Platão Araújo e o corpo do homem assassinado foi removido horas depois pelo Instituto Médico Legal (IML).

Um inquérito policial já foi instaurado na Delegacia de Homicídios para investigar o crime.

ATENÇÃO! IMAGEM FORTE!

Foto: Divulgação Portal do Zacarias


O homem foi jogado completamente nu no meio da estrada Manoel Urbano

Um homem com o nome e idade ainda desconhecidos foi assassinado a tiros e o corpo completamente nu e com marcas de tortura foi jogado no começo da manhã desta terça-feira, 19, na Estrada Manoel Urbano, município de Iranduba, distante 27 quilômetros de Manaus em linha reta.

Moradores de um ramal próximo de onde o corpo foi jogado disseram que ouviram disparos se arma de fogo por volta das 05h. Eles imaginaram que se tratasse se alguém caçando naquela área, mas quando o dia clareou se depararam com o cadáver jogado no meio da estrada que conduz ao Iranduba.

O cabo PM Magno Silva, que esteve no local comandando a guarnição de patrulhamento do município, disse que o homem tinha idade aproximada de 20 anos. Entre as pessoas que residem na área e estiveram no local do crime, nenhuma delas reconheceu a vítima.

Uma equipe de policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) foi à estrada Manoel Urbano juntamente com um perito do Instituto de Criminalística e a equipe de remoção do Instituto Médico Legal (IML) que posteriormente trouxe o corpo para sua sede em Manaus.

Em um contato com o delegado titular da DEHS, Jeff David Mc Donald, ele disse que o crime vai ser investigado mas por enquanto a vítima não está identificada. Também a ainda não existem nomes de suspeitos mas o delegado acredita que no decorrer da investigação todo esse mistério será desvendado.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


No final da tarde deste domingo (06/05) policiais do Grupo de Serviço avançado do 9º BPM prenderam Edgleyson Ray Garcia Ferreira, suspeito de atirar e matar uma criança de 7 anos na porta de casa.
O crime aconteceu na manhã deste domingo quando, segundo as informações levantadas pela Policia Militar, Edgleyson passou de bicicleta na porta da casa de Djavan Estefano Lopes e efetuou diversos disparos de arma de fogo contra a vitima. Os disparos acertaram também Pedro Matias Reis Martins (7 anos) que foi atingido no olho esquerdo. Os dois foram socorridos e encaminhados ao hospital, mas no caminho a criança não resistiu e veio a óbito.
O suspeito de efetuar os disparos fugiu porem foi identificado, a polícia militar efetuou buscas pelo bairro e no final da tarde localizou e prendeu o suspeito que encontrava-se com a arma do crime.
Segundo os policiais do GSA do 9º “desde que recebemos as informações da ocorrência deslocamos até o local a fim de levantar mais informações. O suspeito foi reconhecido como o “DELO” e recebemos informações de onde o mesmo estaria homiziado. De pronto foi feito o cerco pelas equipes do GSA do 9° BPM E DIAE 4 e logramos  êxito  na captura do mesmo após  uma frustrada tentativa de fuga pelos fundos da casa. Já  em poder  das equipes  ele assumiu autoria do homicídio  e indicou onde estaria  escondida a arma usada no crime, um novo cerco foi montado e encontrada a arma na casa de Janilson Dias Reis.
O acusado e seu comparsa foram apresentados na delegacia de homicídios juntamente com a arma do crime uma pistola calibre 9mm com 8 munições.