Natanaelson,Motorista que causo a morte do menino Alexandre

Por volta das 22:30 hs de ontem (13, o instrutor de uma auto escola de nome Natanaelson Diniz Pinheiro, de 28 anos , residente na Rua José Vitorino Pinheiro  N° 98, Bairro Mutirão, São Bento –MA conduzido e o veículo Volkswagen UP Take MA-2014/2015 de cor branca, placa: OXQ-5504. O mesmo ao ser abordado pela policia apresentava  sintomas de embriaguez, motivo qual o  que levou a perder a direção do veiculo que dirigia ocasionando o acidente que provocou a morte do menino Alexandry Neto Reis da Silva de apenas 04 anos. O acidente aconteceu na Rua Newton Bello, Próximo a Rodoviária no bairro Aeroporto

Menino Alexandry atropelado e morto no acidente

A Guarnição da Policia Militar recebeu denúncia via telefone sobre o ocorrido, se deslocando até o local e comprovando a veracidade da informação, do acidente.
Segundo a PM,  Natanaelson Diniz Pinheiro estava dirigindo o veículo sob efeito de álcool perdeu o controle do carro provocando o acidente atingindo a vítima que estava sobre a calçada, a qual veio a óbito a caminho do hospital, populares estavam ameaçando de linchar o acusado, foi realizada a condução do mesmo até a Delegacia Regional de Pinheiro para que sejam tomadas as devidas providências sem lesões corporais.
Com informações Portal do Baixadeiro.

A polícia foi acionada e foi ao local do encontro de cadáver logo no começo da manhã

O corpo do homem tinha marcas de espancamento e estava todo amarrado

A polícia confirmou o encontro do corpo de um homem moreno, idade aproximada de 25 anos, vestindo camisa verde e bermuda cor de cinza, amordaçado e com as mãos amarradas para trás.

O cadáver estava jogado à margem do ramal do Brasileirinho, nas matas próximas do balneário do “Pau Oco”, no bairro do Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus.

Por volta das 06h30 desta quinta-feira, 21, a polícia foi comunicada do crime depois que um grupo de moradores do ramal saiu para trabalhar e visualizou o corpo do homem jogado no matagal.

De acordo com as primeiras informações os peritos não encontraram perfurações de bala ou golpes de faca mas verificaram que o corpo tinha muitas marcas de espancamento.

 

A polícia foi acionada e foi ao local do encontro de cadáver logo no começo da manhã

O estrangulamento da vítima também foi confirmado ainda no local do encontro de corpo, pela equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O homem, segundo a equipe de perícia, não foi reconhecido por nenhum morador ou outras pessoas que trabalham em comércios e balneários existentes naquela área.A remoção feita Instituto Médico Legal (IML) e os procedimentos de investigação do crime a partir de agora ficam por conta da DEHS.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

Foto: Divulgação Portal do Zacarias


Foto: Divulgação

O homem estava no bando traseiro do carro com tiros na cabeça

Por volta de 1h30 da madrugada desta quarta-feira, 7, um homem de aparência jovem, com no cerca de 18 anos aproximadamente, foi amarrado, amordaçado e assassinado com dois tiros na cabeça. O corpo foi abandonado pelos assassinos, dentro de um carro Saveiro de cor prata, em um trecho escuro de uma rua do Conjunto Ben Hur, bairro da Cidade de Deus, Zona Leste de Manaus. Moradores ouviram os tiros e telefonaram para a polícia quando avistaram a Saveiro abandonada e constataram que dentro do veículo havia um corpo no banco traseiro.

Policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foram ao local informado, confirmaram o crime e chegaram a localizar suspeitos, mas eles correram para uma área de mata e fugiram.

As pessoas ouvidas no local onde o corpo foi encontrado disseram que quando chega o horário da noite, aquela área vira um grande comércio de drogas.

Policiais militares foram acionados e confirmaram o homicídio

 

Carro onde o homem foi morto era roubado (Fotos: Divulgação) 

O rosto do homem encontrado amarrado com as mãos para trás e amordaçado estava bastante deformado, como se ele tivesse sido brutalmente espancado antes de ser executado.

A polícia não divulgou a placa da Saveiro onde o corpo foi abandonado pelos assassinos mas já está confirmado que se trata de um veículo roubado.

Um perito do Instituto de Criminalística e uma equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) estiveram no local do crime antes da remoção do corpo para o Instituto Médico Legal.


O assassinato de forma brutal do estudante do Colégio Militar Kayube de Carvalho Oliveira, 16, ocorrido no final da tarde do último domingo, 5, está sendo investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

De acordo com o registro do crime, o estudante foi encontrado morto com várias facadas e pauladas, nas margens de um igarapé da Comunidade Val Paraíso, bairro Jorge Teixeira, quarta etapa, Zona Leste de Manaus.

A polícia tem duas versões para um caso e a primeira é que o estudante pode ter sido vítima de latrocínio, que  é o roubo seguido de morte, quando passava por uma área onde se reúnem muitos usuários de drogas nos finais de semana.

A segunda versão, segundo afirmaram os familiares aos policiais que investigam o crime, é que Kayube teria sido linchado por moradores do local depois de ser confundido com um bandido que tinha acabado de roubar uma jovem. Segundo essa versão, os próprios assaltantes teriam, ao perceber populares se aproximando, apontado Kayube como sendo ele o assaltante, o que teria levado ao linchamento por engano.

 

Kayube estava a caminho da igreja quando foi  abatido de forma brutal (Foto: Divulgação)  

O estudante cursava o segundo ano do Ensino Médio do Colégio Militar e a família conta que no domingo ele saiu de casa para ir à igreja que frequentava no bairro, por isso, o que todos acreditam é que os bandidos da área atacaram Kayube durante o seu percurso.

O que reforça a possibilidade de latrocínio, de acordo com um dos investigadores da DEHS, é que foram roubados o par de tênis, relógio, telefone celular e a carteira porta-cédulas com algum dinheiro do estudante do Colégio da Polícia Militar.

A investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD) irá esclarecer qual das duas possibilidades resultou na morte do estudante Kayube de Carvalho Oliveira, de apenas 16 anos.


Um homem desconhecido, trajando camisa branca e bermuda preta, foi encontrado morto na área de mata das proximidades do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) Manaus, quase no final da manhã do último domingo, 5.

O perito criminal que esteve no local do crime disse que o homem foi morto com várias pauladas na cabeça e também havia cortes profundos no corpo, produzidos muito provavelmente por golpes de terçado.

O rosto também estava bastante desfigurado, por isso ficou difícil para a equipe de policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) calcular a idade aproximada da vítima.

O corpo foi encontrado durante um patrulhamento de rotina e prevenção contra abertura de túneis, realizado por policiais da Guarda Nacional e uma guarnição da 20ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

Segundo ainda o perito do Instituto de Criminalística (IC), pelas condições de putrefação em que o corpo foi encontrado, ele já devia estar naquela área de mata há pelo menos três dias.

O cadáver foi removido do local sem identificação e uma investigação será iniciada a partir desta segunda-feira, 6, de acordo com o delegado titular da DEHS, Jeff David Mac Donald.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


O adolescente tinha golpes profundos na cabeça quando foi encontrado por moradores

Um adolescente com idade estimada entre 14 e 16 anos foi assassinado com várias pauladas na cabeça na madrugada desta terça-feira, 17, na Rua 21 do Conjunto Manoa, na Zona Norte de Manaus.

Até o começo da tarde a polícia ainda não tinha conseguido identificar o menor, que foi espancado até a morte na frente de uma casa abandonada. Segundo investigações preliminares da polícia, o imóvel está desocupado e é usado como ponto de orgias entre usuários de drogas.

Os autores do crime também ainda não foram identificados. Os moradores contam que ouviram muitos gritos e tudo leva a crer que o adolescente se envolveu em uma pancadaria entre usuários de entorpecentes e foi morto por alguns deles.

 

O adolescente foi morto na frente desta casa abandonada (Foto: Divulgação) 

Os policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) encontraram uma pedra e um pedaço de madeira sujos de sangue; Os objetos teriam sido usados no espancamento para matar o adolescente.

Restos de porções de drogas foram encontrados no interior da casa abandonada. Um morador revelou que o menor assassinado sempre era visto entrando e saindo do local juntamente com outros usuários de drogas.

Nenhum suspeito de participação no crime havia sido preso até às 15 hs desta terça-feira. O corpo do adolescente que, até onde se sabe, não tinha familiares residindo no conjunto ou nos arredores, também permanecia como indigente no IML.

ATENÇÃO! IMAGEM FORTE! 

Fonte: Portal do Zacarias


O presidiário do regime semiaberto Helinton Alves Nogueira, de 27 anos, foi morto com mais de 15 tiros, na noite desta terça-feira (10), na rua 1º de Julho, no bairro da Glória, Zona Oeste de Manaus.

Segundo policiais da 5ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), testemunhas relataram que Helinton, que usava tornozeleira eletrônica do sistema prisional do Estado, foi morto por homens que estavam em um Fiat Uno, cuja placa ninguém anotou.

De acordo com as testemunhas, “Chuck”, como Helinton era conhecido, foi assassinado quando caminhava na rua 1º de Julho.

Os tiros causaram pânico e correria entre moradores. “Chuck” usava tornozeleira eletrônica quando foi morto

 

“Chuck” com familiares

Perita examina o corpo de “Chuck” (Fotos: Divulgação)



O corpo foi encontrado no final da tarde por moradores do ramal do Pau Rosa

O corpo de um homem, identificado através de sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com o nome de Isac Oliveira Ferreira, 26, foi encontrado no final da tarde do último domingo no ramal do Pau Rosa, localizado no km 21 da rodovia BR 174, que liga Manaus a Boa Vista/Roraima (RR).

Moradores do ramal encontraram o corpo, que trajava calça azul, tênis da mesma cor e de acordo com o resultado da perícia realizada no local do crime, foi morto com pauladas na cabeça. O cadáver também apresentava alguns golpes produzidos supostamente por um punhal.

A polícia foi comunicada do crime e no mesmo ramal, aproximadamente a 1 km de onde estava o cadáver de Isac, com marcas de sangue nos bancos dianteiro e traseiro, foi encontrado seu carro Fiat Pálio Fire, de cor vermelha, placa NAI 6942,  que só teria sido deixado para trás porque ficou sem gasolina no tanque de combustível.

CNH do homem foi encontrada no porta-luvas de seu carro

O corpo foi removido do ramal pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) e o carro de Isaac foi guinchado para o pátio do Departamento de Polícia Técnica e Científica (DPTC), onde irá  passar por perícia para coleta de impressões digitais de supostos autores do assassinato.

De acordo com o delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Jeff David Mac Donald, há uma possibilidade de se tratar de um crime de latrocínio, no entanto a motivação exata deste assassinato só deverá ser confirmada no decorrer da investigação.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

Com informações: Portal do Zacarias


“X Tudo” tinha envolvimento com o tráfico de drogas

Um homem conhecido como “X Tudo” foi morto com 5 tiros, no início da noite desta segunda-feira, dia 18 de junho de 2018, na rua 5 do bairro de São José Operário 2, na Zona Leste de Manaus.

Segundo um policial civil, “X Tudo” era envolvido com o tráfico e fazia parte de uma facção criminosa.

Não há informações até o momento sobre as circunstâncias em que ocorreu o assassinato.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES!

Foto: Divulgação Portal do Zacarias


O cadáver foi encontrado por moradores pouco antes da meia noite do último sabado 

Um homem foi torturado, executado a tiros e o corpo abandonado na Avenida Principal do bairro do Manoa, Zona Norte de Manaus, na noite de ontem, sábado, 9.

A vítima estava sem camisa, as mãos estavam amarradas, vestia somente um calção amarelo, tinha dois tiros de revólver na cabeça e um tiro nas costas, de acordo com a Perícia.

Moradores que encontraram o corpo não viram quem o abandonou naquele local e também não reconheceram o homem aparentando idade de 25 anos.

As costas e o peito do homem assassinado estavam repletas de marcas de espancamento, como se ele tivesse apanhado muito e passado por um cruel sessão de tortura em algum lugar da cidade antes de ser jogado naquela avenida do bairro do Manoa.

O cadáver foi removido pelo Instituto Médico Legal.

A Delegacia de Homicídios vai inevstigar o crime.

 

ATENÇÃO! IMAGEM FORTE!