Foto: Divulgação

O cadáver boiou no igarapé que passa por trás da Universidade Nilson Lins

A polícia já identificou a mulher encontrada boiando em um igarapé do bairro do Parque das Nações, na Zona Centro-Sul de Manaus, por trás da Universidade Nilson Lins, no começo da tarde de ontem,  quinta-feira. O corpo é da garçonete Camila Bruna de Assis Pedrosa, 23, que foi vista com vida pela última vez quando saiu de casa por volta das 19h00 da última quarta-feira.

Camila disse para os familiares que iria trabalhar em uma festa de aniversário, ela foi vista por moradores, caminhando pelas ruas do bairro na companhia de três pessoas. Os familiares já haviam comunicado o desaparecimento da garçonete porque ela não era mulher de sair para trabalhar e não retornar ou pelo menos telefonar avisando que não vinha para casa por algum motivo.

Um homem identificado com o nome de Isaías, visto com a garçonete antes dela aparecer morto no igarapé, foi preso e estava com o celular da vítima. O local onde o corpo da garçonete apareceu boiando é de difícil acesso e os policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros tiveam que chamar o Corpo de Bombeiros para fazer o resgate.

 

Camila Bruna era mãe de três filhos

 

Isaías foi preso com o celular da vítima e confessou participação no crime

 

Carro tumba do IML aguardando cadáver ser retirado do igarapé

 

Moradores e familiares da garçonete aguardando a remoção do cadáver

De acordo com a perpicia o corpo da garçonete não apresentava marcas de perfurações de faca ou de tiro, mas tinha um profundo golpe na cabeça que pode ter sido produzido por uma paulada. A calcinha de Camila Bruna estava abaixada até os joelhos , levando a suspeita de que foi violentada sexualmente antes de ser morta e ter o corpo jogado no igarapé.

Camila era mãe de três filhos menores e de acordo com familaires trabalhavam por conta própria em eventos festivos, sempre que era contratada para trabalhar de garçonete. Segundo informações, o viciado em drogas conhecido por Isaías que haviam sido preso como suspeito número 1 na morte da garçonete, confessou o envolvimento no assassinato de Camila Bruna, em seu depoimento no 12º Distrito Integrado de Polícia

 

Fonte:Portal do Zacarias


Foto: Divulgação

Antônia correu para o quintal mas foi perseguida e assassinada

Por motivo que a polícia ainda está tentando descobrir, um homem desconhecido matou com um tiro na cabeça a mulher Antônia Brito do Nascimento , 37, que estava em sua casa, na Rua Santa Rita, bairro da Colônia Santo Antônio, Zona Norte de Manaus.

 

Ao ver o criminoso entrando em sua casa, Antônia correu para o quintal tentando se esconder, mas não conseguiu escapar da morte.

 

Uma das hipóteses levantadas é de que o homem entrou na casa para assaltar, e como Antônia reagiu tentando fugir foi assassinada e ainda teve o seu telefone celular roubado. Outra versão aponta para uma suposta ligação da mulher com traficantes de drogas aos quais estaria devendo uma quantia em dinheiro e foi morta num “acerto de contas”.

 

Após a fuga do assassino alguns moradores entraram na casa de Antônia, encontraram seu corpo já sem vida no quintal e telefonaram para a polícia e comunicaram o crime.

 

De acordo com um perito do Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil, o disparo de arma de fogo foi feito de cima para baixo e atingiu em cheio a testa da mulher.

 

O corpo da mulher foi removido do local pelo Instituto Médico Legal.


Foto: Reprodução

O que leva um homem a assassinar uma mulher? São muitos os motivos enumerados pelos agressores, mas nenhum justifica a covardia.

O vídeo que você vai ver aqui – Mostra uma mulher toda ensaguentada, agonizando no chão em meio a curiosos, enquanto o autor do crime é levado pela polícia.

Ela foi atingida por uma facada no pescoço, na rua.

 

O leitor não soube dizer onde ocorreu o crime.

 


Dois homens morreram e uma mulher foi baleada no Banho do Pará, no KM-10 do Ramal do Brasileirinho, na Zona Leste de Manaus, nesta quinta-feira (24).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma das vítimas e a mulher eram casados e donos do terreno. Segundo o filho de duas das vítimas, possíveis suspeitos ainda tomaram banho e jogaram futebol no local, antes do crime. Nenhum dos autores foi identificado.
Um ajudante do estabelecimento, Damião de Souza, de 31 anos, trabalhava próximo ao banho quando ouviu tiros. “Eu corri para ver e me deparei com dois homens que subiam em uma moto. Um deles apontou para mim e tentou atirar, mas a arma dele falhou. Então, eles foram embora”, disse.
Souza foi até o banho e encontrou os donos do estabelecimento, Raimundo Nonato de Oliveira Rocha, 61 anos, e Maria Auzenira da Silva Rocha, 58, além de outro funcionário do local, Francisco Lázaro Nobre Cabral, 39. Ele disse ainda que os dois homens já estavam mortos e a mulher ferida.

Francisco Lázaro Nobre Cabral,

um dos mortos (Foto: Reprodução)

“Chamei o filho dos donos que estava perto do banho, e outras pessoas também apareceram. Colocamos a Maria em um carro e ela foi levada para o Hospital Platão Araújo”, relatou.

O filho de Raimundo e Maria, Joelson da Silva Rocha, 18, conta que viu quatro homens chegarem ao local, tomarem banho e pedirem uma bola para jogar futebol. Ele disse não desconfiar, por conta do movimento normal do estabelecimento. Após o crime, o jovem disse ter visto quatro dos homens passarem em duas motos por ele. Ao chegar no banho, encontrou os pais baleados.

Ele disse não saber o que possa ter acontecido para que os homens matassem os pais. Rocha afirmou que o balneário já existia há 22 anos e o pai era querido por todos no local. Outros familiares estiveram presentes no estabelecimento e estavam abalados.
A acadêmica de gestão em segurança pública Alessandra Maciel, de 26 anos, ajudou a socorrer Maria. “Eu vinha para um balneário com o meu marido e pedi para pararmos lá. Ele não quis e fomos para outro, ao lado. Depois ouvimos os tiros e viemos ver o que tinha acontecido”, comentou.

O balneário onde ocorreram os dois homicídios (Foto: Reprodução)
Maciel disse ter visto cinco homens no local quando passou com o marido. Segundo ela, eles comiam, jogavam futebol e tomavam banho no local. Ela ainda comentou tê-los visto saindo do local em uma moto e em um carro. “Outras pessoas também estavam lá. Com a situação, muitos correram e foram embora, assustados”, comentou.

Tiros
Segundo o Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC), Raimundo foi atingido por dois tiros no tórax e o ajudante por outros quatro, sendo um na cabeça, dois no tórax e outro no ombro. Um par de sapatos, uma bolsa feminina com documentos foram encontradas no local do crime. Parte da dentadura de Maria estava no chão.
A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) esteve no local para colher dados e deve investigar o crime. O corpo dos homens foi encaminhado para o Insrtituto Médico Legal (IML) e a mulher para o Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo.
Briga recente

Joelson da Silva Rocha lembra que, no domingo (20), um grupo de homens foi ao balneário e pediu comida. A situação causou atrito com a dona do local, baleada nesta quinta.
“Minha mãe fez e eles reclamaram para ela que a comida estava ruim e era pouca. Eles foram embora sem pagar. Na terça (22), um deles veio com uma mulher e minha mãe disse que não ia mais fazer comida para eles. Hoje, tinha uns homens aqui e em um momento que que eu saí, eles os balearam”, disse.

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


Homem suspeito de estuprar a sobrinha é preso pela Polícia Civil em São Luís

A prisão foi coordenada pela Delegada Fernanda Chaves, que ainda informou que a vítima identificada como Valdilene da Conceição Vieira (28), portadora de necessidades especiais, relatou em seu depoimento que o seu tio teria adentrado em sua residência portando uma arma de fogo e a obrigado ao ato de conjunção carnal.

As investigações preliminares apontam que a vítima já vinha sendo abusada sexualmente desde da infância, e que o crime não foi denunciado pela mãe do suspeito para possivelmente protegê-lo. Após a denúncia , Domingos foi preso e conduzido a DEM para prestar seu devido depoimento e posteriormente encaminhado ao Centro de Custódia na Capital.

Anselmo Oliveira – ASCOM/SSP


A Polícia Civil da cidade de Timon, conseguiu identificar e prender na tarde desta terça-feira (18), Ana Núbia Almeida da Silva, suspeita de ter jogado o corpo de uma criança recém-nascida em um ponto de coleta de lixo daquela cidade, horas antes de sua prisão.

Segundo a polícia, o corpo da criança foi encontrado por funcionários da limpeza, que após sentirem um odor foram do comum, descobriram um cadáver de uma criança dentro de alguns sacos plásticos. De imediato a polícia foi acionada para apurar o fato, e posteriormente as testemunhas foram ouvidas no intuito de identificar onde o saco teria sido recolhido.

A provável causa da morte teria sido causada por asfixia, o que se caracteriza como crime de infanticídio, além da ocultação do cadáver, isso por que laudos preliminares acreditam que o corpo da criança estaria escondido desde do último sábado (15) onde foi feito um procedimento de curetagem, em Ana Núbia. As investigações apontaram que logo após procedimentos clínicos periciais realizados na suspeita, a criança teria nascido com vida. A mulher foi apresentada a Central de Flagrantes para os procedimentos legais, ficando presa até um parecer do Poder Judiciário.

  Anselmo Oliveira – ASCOM/SSP


Francileia Frazão foi presa em boca de fumo com criança.

Na manhã desta quarta-feira (19), policiais do Grupo Tático Móvel (GTM), do 9º Batalhão da Polícia Militar (9º BPM), prenderam Francileia Frazão de Araújo, após a mesma ter aceitado trocar um garoto de um ano de idade por droga, em uma boca de fumo mantida na residência dela, localizada na Rua Nossa Senhora de Santana – bairro do João de Deus. Conforme os militares, a prisão da mulher se deu por meio de informações repassadas ao Disque Denúncia, relatando que a criança havia sido usada como moeda de troca no endereço de Francileia.

De posse das informações, por volta das 10h, a guarnição se deslocou até a residência citada na denúncia e foi constatada a veracidade do fato. Em seguida, a mulher foi presa e conduzida ao 11º Distrito Policial (DP), do São Cristóvão. E, ao chegar à delegacia, houve a descoberta de que Francileia já possuía um mandado de prisão em aberto.

O garoto foi entregue ao Conselho Tutelar do São Cristóvão, e a polícia realiza buscas para descobrir os responsáveis por ele.

Fonte/ Jornal Pequeno


 

Suspeita contou à polícia que levaria droga para Vargem Grande. Prisão ocorreu no povoado Entroncamento, em Itapecuru Mirim.


Mulher transportava 10 kg de maconha (Foto: Senarc / Divulgação)Mulher transportava 10 kg de maconha (Foto: Senarc / Divulgação)

Mulher transportava 10 kg de maconha (Foto: Senarc / Divulgação)

Uma mulher foi presa transportando mais de dez quilos de maconha prensada em um ônibus em Itapecuru Mirim, município a 117 quilômetros de São Luís. A droga estava em papel presente para que o odor da droga não fosse percebido pelos demais passageiros.

A prisão de Maria de Fátima Andrade, de 35 anos, aconteceu depois que a Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC) recebeu denúncias anônimas informando que a suspeita estava transportando a droga de Imperatriz para a cidade de Vargem Grande.

De acordo com o delegado Luciano Bastos, a suspeita confessou ter feito anteriormente o transporte de drogas para outros lugares do Maranhão. Ela desembarcaria no povoado ‘Entroncamento’, pertencente à cidade de Itapecuru-Mirim e de lá iria para a Vargem Grande, onde entregaria a substância entorpecente para distribuição.

Devido as circunstâncias apresentadas, a conduzida foi encaminhada a sede da Senarc onde foi autuada por prática de crime de tráfico ilícito de drogas, em seguida, foi encaminhada ao presídio feminino do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da justiça.

Droga estava embalada em papel de presente azal (Foto: Senarc / Divulgação)Droga estava embalada em papel de presente azal (Foto: Senarc / Divulgação)

Droga estava embalada em papel de presente azal (Foto: Senarc / Divulgação)


Um crime bárbaro aconteceu ontem (15), por volta das 14h, na cidade de São Benedito do Rio Preto – MA, Rafael Borges de Sousa assassinou a golpes de facão e a golpes desferida por uma bengala de moto a sua companheira Luziane de Sousa Oliveira, de 29 anos de idade, o homicídio ocorreu em uma residência situada na Travessa da Capela s/n no bairro Miguel Fernandes naquela cidade.
Segundo informações colhidas pela redação do Blog por varias vezes a policia militar já havia atendido ocorrência de agressão a vitima por parte do acusado.
Após cometer o crime barbado, Rafael Borges dos Santos fugiu, todos os Policiais Militares e civis daquela região estão empenhado na captura do assassino, foram encontrados no local do crime um facão e uma bengala de motos, as armas usadas para cometer tamanha atrocidade. Até o fechamento desta matéria o assassino ainda não havia sido capturado.
Fonte/Blog do  Alpanir

Discórdia e ciumes, faz mulher matar o próprio companheiro em Bom Jardim

Polícia
Um relacionamento conturbado, muitas vezes recheado de ciumes, pode ser o princípio de uma vida de brigas e inseguranças, e quando o ciume é doentio, existe grandes possibilidades de uma tragédia, onde casais acabam por cometerem crimes com seus parceiros.
    Mais um assassinato envolvendo casais, aconteceu na noite desta quarta-feira (03) um Jovem de aproximadamente 27 anos de idade foi assassinado pela própria companheira, por volta das 21 horas em bom jardim Maranhão, cidade que fica a 283 km da capital de São Luís.
Conforme informações que chega a redação deste Blog, colhida por moradores da cidade de bom jardim, a motivação do crime  foi excesso de ciumes, e após acontecer uma briga entre o casal, o que resultou na morte do jovem Pedro, e segundo o que nos fora informados, ele era morador da cidade de Newton Bello MA.
Logo após o crime,  a jovem que o nome ainda não foi identificado, fugiu para lugar desconhecido, talvez na tentativa de fugir do flagrante, e até o momento ainda não se sabe seu paradeiro, o que se tem até o momento é que o jovem foi assassinado por ela, talvez com o uso de um objeto cortante, (Arma Branca).