A MULHER BRASILEIRA

 

Mulher brasileira, simbolo de tenacidade, coragem, persistência e amor

Elegante sem saltos, sem sombras e com olhares…Não importa a cor

Uma sensibilidade pronta para disparar com pura e oculta beleza

Digna por excelência, sem depender de nada, pujante leveza

Mulher, coragem do medo, medo da coragem, um sentimento que traz

Figura que inveja o corpo, a pintura, as vestes e o alisar dos cabelos

São as Marias que sentem de tudo, mas só por excesso de zelos

Eis aqui os teus sentimentos de caridade e amor costumas!

Mulher, dona do poder de criação, uma benção de Deus, pelo acalento

Só a ti, mulher, o sublime, o divino poder do privilégio do amamento

Deleite-se na mangedora, mulher, e cultive esse sentimento só seu

És a perfeição do Universo, filha da naureza, pinte os lábios teus

Autor: José Raimundo Moreira


BORBOLETAS

LAGRIMAS

 

A alma que chora de tanto sentir

É a mesma que tanto vivia a sorrir

Hoje chora ao brotar lagrimas a escorrer

Dos olhos acompanhando um sorriso

Entreaberto pelo canto dos olhos

Apertadas quão dores do coração

Lagrimas que escorrem por sobre o coração

Lagrimas que acompanham dores

Das saudades, lembranças que não se desfaz

Lagrimas que dão voz às dores do coração

Lagrimas que trazem de volta a visão

Dos sonhos o mal trato pelo descaso

Lagrimas que se fizeram agravar

O aumento à  distancia entre nós dois

Lagrimas que molharam e embaçaram sonhos, quais…

Esvaíram-se, escorreram pela estrada da vida

A deixar borrado o chão que ainda piso…

jgmoreira

 


 

BARCO II

“ABRA TEU CORAÇÃO”

Quando meu coração se entrega
Minha veia poética esvai-se na dor
Flameja a cada momento
O coração aos gritos frenéticos
Fala de amor, emoção e sentimento
Ah!… Solidão.

O peito agoniza, mas não quer calar
Tenta libertar o que existe…
O que teima o coração em guardar…
O que a poesia não mostra, mas em mim persiste:
A sinfonia orquestrada na dor!

“Abra teu coração”
Baixe o som da tua orquestra
Entoe com a magia que tens…
Uma simples canção de amor
Uma simples poesia, que não fale em solidão.

(Solidão é um mal que não deve caber dentro de nós)

( Do: Livro Divagantes…) JGmoreira


 

JASMIM II

AMANTES EM SEGREDO

 

Quero te amar como ninguém ainda te amou;

Quero teu corpo só meu, quero ter você sem fim;

Quero você como se fosse um pedaço de mim;

Quero amar-te até desconhecer no tempo / a razão;

 

Quero descobrir em ti o que ninguém encontrou;

Divagar contigo por entre flores do jardim;

Colhendo as mais perfumadas que o jasmim;

Para que então descubra quem por ti se apaixonou.

 

Quando te vejo:

Imagino alguém que completaria meu ego;

(um corpo febril, desejo incontido / sexo a bel-prazer)

Meu conteudismo insaciável, musa, ninfa… / Você!

 

E se não me amas por medo

Guarda de mim este secreto / desejo:

Seremos sempre amantes a viver em segredo!

(jgmoreira)


PALHAÇÃO

HILARISMO POLÍTICO

Hilários sacramentados
Estereotipia do vicio da política
Fitológicos da botânica cultural da maledicência
Apóstolos da mentira
Ases lado a lado , do vicio das palavras malditas
Consagrados réus confesso de promessas
Matérias universitárias, universalizada da formação políticas dos homens.
( Cortem pra mim ou atirem a primeira pedra se forem capazes )

Jgmoreira


7dab9a4d064efecf183081760c6d43ff

AMANTES EM SEGREDO

Quero te amar como ninguém ainda te amou;

Quero teu corpo só meu, quero ter-te sem fim;

Quero você como se fosse um pedaço de mim;

Quero amar-te até desconhecer no tempo a razão;

 

Quero descobrir em ti o que ninguém encontrou;

Divagar contigo por entre flores do jardim;

Colhendo as mais perfumadas que o jasmim;

Para que descubra quem por ti se apaixonou.

 

Quando te vejo:

Imagino alguém que completaria meu ego;

(um corpo febril, desejo incontido e o sexo a bel-prazer)

Meu conteudismo insaciável, musa, ninfa… Você!

 

E se não me amas por medo

Guarda de mim este secreto desejo:

Seremos sempre amantes a viver em segredo!

(JGMoreira)


EU JOSE DAS GRAÇAS

A SAUDADE QUE CHORA EM MIM

Sol a sol por proteção
De raios dourados, d’ouros
Vida minha coração
Minha terra meu tesouro
Meus sonhos Perizes
Floreis de rosas da minh’alma
Luz foco, inspiração dos versos meus
Centelhas vivas, matizes
Angema mãe do meu jardim
Flor fascínio, meu encantamento
Seis pétalas que te quero rosa…
Minha vida, meu São Bento!

Jgmoreira


 

EU JOSE DAS GRAÇASjgmoreira

ESTERIORIZANDO O CONFORMISMO

Se coincidências não existem

E Se no meu destino está escrito

Por que tenho eu, que fugir?…

 

Parado estou, na  quietude dos dias

Exteriorizo o conformismo

E o que meu coração sente

Exteriorizo a alma que clama

Ao pedir que não te perdoe

 

Doei-me às fraquezas do amor

Pelo que criei e também destruir

Escrevi  em paginas os erros da vida

E o poema da felicidade

 

Doei-me às fraquezas do amor

Quando exteriorizei a tua fidelidade

E fui fisgado pela tua traição.

 

Por tudo quanto um conflito interno de corações, se o certo ou errado fizemos. Provavelmente você não obterá resposta e o conflito só tende a se eternizar uma vez que:Perdeste a única chance de alcançar a felicidade total no amor a se consumar, num  estagio emocional  nunca experimentado por quem se dizia fiel.

jgmoreira

 


    EU JOSE DAS GRAÇAS


TRAGÉDIA, DORES E LAGRIMAS. (desabafo de uma mãe)A vida é vento que espalha surpresas
Surpresas que destrói sonhos
A vida tem nuances que diferem
Apagam matizes, a felicidade e o brilho da alma

A vida por vezes…
Troca o bem pelo mal e a alegria por um mundo de tristezas
Faz curvas, quebra caminhos e acelera nossos destinos
Atirando-nos às agruras e aos braços das incertezas.

A vida é plena… Surpresa, dura e cruel
A vida é folha seca levada, pelo vento que nos leva…
Ao espaço das provações.
Põe-nos à mercê do mundo que não queremos…
E nos faz ler na cartilha do desgosto.

Ah! Vida surpresa, que prega peça…
Perdoe-me Senhor, por não ter tido forças para destruir a peça…
E ter podido evitar a tragédia
(Da perda de um ente-querido.)

Quisera eu, neste momento ter forças para abrandar o meu sofrimento, o sofrimento alheio e a tristeza que é de todos nós.

Oh! Meu Deus dá-nos forças, torne visível aos que por ventura me culpem, que essa culpa não é minha.

Meu Deus… Torne visível a todos que: Se provações ou não, a culpa pertence à vida.
O julgamento e o perdão, pertence a vós.

Todos estão sujeitos às inconveniências e às surpresas que a vida e os tempos nos dá , e para quais não estamos atentos.


65 403

 

Vem de dentro de mim a dor do inexplicável…

E como entender o porquê de tanta dor?…

Porque então da frustração do meu bem maior…

PAZ E FLORES

 

Um choro, um vazio deixado

A roubada das minhas sementes…

Na alma: Sós Trapos e ilusões

Sonhos derramados, num mar de lagrimas

Peito invadido, sem resguardo de mais dores…

Sem esperança presente…

Sem saber onde pousar ou dormir

Sou da vida hoje, um nada que difere no tempo…

A esperar do tempo… O sono eterno.