A prisão aconteceu nesta madrugada e foi feita por policiais militares. Mariano Júnior é acusado de ser o mandante da morte do pai. Ele foi assassinado por Luzivan, mais conhecido por Vaqueiro, que trabalha em uma das fazendas do ex-prefeito de Barra do Corda.

 

Segundo versão da polícia, Vaqueiro seria a terceira pessoa que estava no mesmo carro que levava pai e filho a uma fazenda. Ele seria o autor dos disparos.

Nenzin vinha desconfiando do sumiço do gado e exigiu na quarta-feira que queria contar o número de cabeça de bois. Na última vez, deixou 600, mas a polícia contou no dia do crime e só estavam na fazenda cerca de 120.

Para o secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, não existem mais dúvidas de que Mariano Júnior planejou a morte do pai.

Fonte: Luis Cardoso


Foto: Divulgação

O policial militar confirma o encontro de cadáver e aproveita para fotografar a vítima

O cadáver de um um homem com mordaça na boca, além dos pés e mãos amarrados, foi encontrado no começo da manhã desta quarta-feira, dentro de uma casa que está com a obra paralisada há vários meses na Comunidade Paraíso Verde, próximo ao Conjunto Viver Melhor 2, Zona Norte de Manaus.

Segundo policiais militares da 15ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), o homem trajava bermuda jeans, camisa de meia e sapatilha, todos de cor azul, e foi executado depois de ser torturado, com pelo menos dois tiros na cabeça e um disparo nas costas.

Um grupo de garotos que brincava na área encontrou o cadáver e a Polícia Militar foi avisada depois que a notícia do crime circulou rapidamente entre os moradores da comunidade Paraíso Verde, que é oriunda da invasão de uma área de mata ao lado do Conjunto Viver Melhor 2.

Foi o terceiro crime de assassinato registrado naquela área de Manaus em pouco mais de 24 horas. Na terça-feria de manhã, foi encontrado decapitado o traficante “Billy”. Na noite do mesmo dia foi assassinado Fernando Nunes Vieira, 31, e nesta quarta-feira de manhã, moradores encontraram o homem amarrado na casa em construção.

A polícia investiga os crimes.

 

Fotos: Divulgação

Fonte: Portal do Zacarias.


Foto: Divulgação

O assaltante foi baleado duas vezes e morreu na hora

Um assaltante identificado com o nome de Caio Queiróz de Oliveira, 22, foi morto com tiros na cabeça e no abdome nesta sexta-feira à noite, na Rua Marrocos, bairro do Parque das Nações, Zona Centro-Sul de Manaus.

De acorco com a polícia, o criminoso tinha acabado de assaltar clientes e funcionários de uma Panificadora quando foi alvejado por um homem desconhecido que apareceu com uma pistola em punho e fazendo sucecivos disparos.

Dois tiros acertaram Caio que morreu na hora, e um segundo homem que participou com ele do roubo na panificadora não foi atingido e conseguiu fugir do local ajudado por um mototaxi que também estaria envolvido no assalto.

O Serviço de Atendimento Móvel foi chamado ao local porque os dois assaltantes balearam um morador da rua para roubar sua motocicleta e dar continuidade na fuga, mas foi quando apareceu o homem desconhecido atirando contra a dupla.

 

Motocicleta que os assaltantes tentaram

 roubar e balearam seu proprietário

O morador baleado no ombro direito foi atendido primeiramente no local pelo Samu e depois foi levado para o Hospital e Pronto-Socorro Dr. Platão Araújo.

O corpo do assaltante morto foi removido pelo Instituto Médico Legal.

 

Fotos: Divulgação

Veja o vídeo:

 Do: Portal do Zacarias

Depois de prender ontem quatro envolvidos nos assaltos da noite de terça-feira, dia 14, na Faculdade Pitágoras, no Turu, a Polícia Civil descobriu que o líder é estudante de Engenharia daquele estabelecimento de ensino superior. Trata-se de Elias Loureiro que planejou tudo, inclusive ao assalto à própria turma, e cedeu o carro para a ação.

 

De acordo com as investigações policiais, Elias ficou do lado de fora da faculdade no momento do assalto e minutos depois apresentou queixas contra o roubo de seu veículo. O que chamou a atenção dos policiais foi o fato de que em outras vezes Elias havia apresentado outra queixas pelo desaparecimento de carro, sempre usado em assaltos.

O universitário acabou confessando que organizou toda a ação que resultou em um aluno, que é policial, baleado, um assaltante também, e no roubo de vários pertences de pessoas que estavam na sala de aula ou no pátio.

No momento da prisão, três estavam em suas residências e apenas um hospedado em um chalé no Olho d`Água. Eles foram recambiados para o plantão da Delegacia do Cohatrac, onde prestaram depoimentos e ficaram presos.

A polícia conseguiu recuperar vários objetos levados pelos assaltantes, como celulares, relógios, cordões, anéis, alianças, e dinheiro. Hoje os donos dos produtos roubados  irão à delegacia buscar seus objetos

Com informações : Blog do Luis Cardoso


www.jgmoreira.com.br 14/11/2017, 19:40hs

Tudo começou com o assassinato de Yuri de Paula Silva, o Chacal, membro do PCM, o PCC do Maranhão, na tarde do último domingo, dia 12 deste. Com ele, foi assassinado também o padrasto de Yuri, cabo da PM, Josélio Rocha Sousa, na Trizidela da Maioba. Os crimes foram comemorados pela facção Bonde dos 40. A partir daí, a matança desenfreada começou nos bairros da periferia da capital na disputa ou vingança de quem mata mais.

Em uma seresta que estava sendo realizada em Pedrinhas, três membros do Bonde foram executados na madrugada do dia 13, e um dia antes outro no IPASE e um no Rio Grande.

Ontem, também houve mais tiroteios e novas mortes, sendo duas na Vila Embratel e outra na Vila Cascavel. E mais uma hoje: no Coroadinho, de um elemento mais conhecido por Pixote. A polícia não tem a menor dúvida de que as mortes são frutos da guerra declarada entre as duas facções, que estão levando o pânico e terror em várias partes da cidade.

A cada momento, principalmente no período da noite, novos tiroteios. Ontem, a polícia prendeu cinco elementos (foto abaixo) de uma das facções e com eles cinco armas de fogo.

Por último, as facções estão solicitando para que as pessoas tomem cuidados no período da noite e que fiquem em suas casas.  No quadro abaixo, exceto a morte por arma branca, as outras por arma de fogo estão relacionadas à guerra.

Blog: Luis Cardoso.


A Policia Militar e UTC de Cururupu realizaram na última terça feira (26), por volta das 06:05 da manhã uma operação que culminou com a apreensão de um menor e supostamente drogas.
As autoridades policiais obtiveram informações de populares que na Rua da Alegria, Bairro Nova Jerusalém em Cururupu estava ocorrendo intenso tráfico de droga.
As informações davam conta que haveria três elementos de “alta periculosidade” vindo de Belém-PA e que ambos seriam foragidos.
Com base na informação recebida, foi realizado o cerco nas supostas casas na Rua da Alegria Bairro Nova Jerusalém a qual teria envolvido as a polícias civis e militares.
Em uma das residências foi localizado o infrator de iniciais R. R.T.O, em poder do mesmo foram apreendidos materiais que supostamente sejam para embalar drogas.
O conduzido R. R.T.O foi apresentado na Delegacia de Polícia de Cururupu sem lesão corporal para os devido procedimentos cabíveis.

Material Apreendidos:

07 pedra de uma substância aparentemente crak.
02 porção de uma substância aparentemente maconha.
01 Celular Lg.
03 cachimbo.
02 facas.
01 facão.
01 Relógio de cor Prata.
02 rolos de papel insulfilme.
01 anel de cor dourada
200 sacos para embalar supostamente crack.
01 gatilho de garruncha. Com Informações do Blog Cururupu em Destaque


Na tarde do último sábado (16), a Polícia Militar do Maranhão, através do 9º BPM, conseguiu prender Simone Socorro Castro Martins, de 37 anos, suspeitar de administrar um laboratório de entorpecentes no bairro da Areinha, em São Luís.

De acordo com o comandante do 9º BPM, coronel Harlan, uma equipe do Grupo Tático Móvel (GTM), recebeu uma denúncia informando que em determinado enderenço do bairro citado, havia um laboratório de fabricação ilícita, conhecido popularmente como “ Loló”.

No local, a guarnição da PM localizou cerca de 60 litros de uma solução base para a produção da droga e 198 garrafas pets que seriam utilizadas para armazenar e posteriormente comercializar. Diante do fato, foi dada voz de prisão de Simone, sendo a mesma conduzida a Delegacia do Bairro do Anjo da Guarda para os procedimentos cabíveis.

Anselmo Oliveira – ASCOM/SSP


15/09/2017 – 09:01 – Atualizado em 15/09/2017 – 09:45 www.jgmoreira.com.br
Policiais civis prenderam em flagrante na tarde dessa quinta-feira, 14, Igor Silva dos Santos, 22 anos, suspeito de matar e enterrar o pai no quintal de casa, no município de Nossa Senhora do Socorro, Grande Aracaju, em Sergipe.

De acordo com informações da delegada Maria Zulnária, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a polícia tomou conhecimento do fato quando o irmão de Igor foi até a delegacia informar que desconfiava que o irmão teria matado o pai.

O rapaz contou que encontrou manchas de sangue na casa que levavam até o quintal, em uma área com areia remexida, e que provavelmente o corpo que lá estava pertencia ao pai.

Diante dos fatos, a equipe policial foi até a residência da família, onde encontrou Igor Silva. O suspeito conversou tranquilamente com os policiais e não impediu que a equipe entrasse na casa.

No quintal, os policiais encontraram uma cova rasa, onde estava o corpo da vítima, Angelino dos Santos, de 55 anos. O filho assumiu a autoria do crime e confessou que usou uma foice para matar o pai, com golpes no pescoço e na cabeça.

O assassinato foi motivado por uma discussão entre pai e filho. Igor, segundo a polícia, é usuário de drogas, fato que provocava as brigas entre os dois.

Igor Silva foi preso em flagrante e levado à delegacia, onde está à disposição da Justiça.

Fonte: SSP/ SE

Foto: Divulgação

Anderson “Tatu” foi bastante violento com as mulheres e com a criança

Um bebê com pouco mais de um ano de idade escapou de ser degolado pelo usuário de drogas e assaltante Anderson Felipe Chagas dos Santos, 25, vulgo “Tatu”, na madrugada deste sábado, 9, na Rua Murupi, bairro do Jorge Teixeira, quarta etapa, Zona Leste de Manaus.

Passavam das 2h30 quando o criminoso arrombou uma janela dos fundos e entrou na casa onde estavam dormindo a mãe e duas tias do bebê. Ele acordou as três mulheres, as amarrou e em seguida esfaqueou cada uma delas, para obrigá-las a dizer onde tinham dinheiro e jóias.

 

Sangue e cordas usadas para amarrar as três vítimas do assalto

De acordo com as vítimas, além de tentar estuprar uma delas, o assaltante, armado com uma faca, se aproximou do bebê que estava dormindo no berço e ameaçou cortar seu pescoço se as três mulheres gritassem por socorro e chamassem a atenção dos vizinhos.

Depois do roubo e dos atos violentos cometidos no interior da casa que invadiu, Anderson “Tatu” fugiu do local, mas foi preso cerca de uma hora depois por uma guarnição da 14ª Companhia Interativa Comunitária. A mãe do bebê e suas irmãs pediram ajuda dos vizinhos e telefonaram para a polícia.

 

Faca usada no crime, celulares, relógio e algumas joias roubadas por “Tatu” (Foto: Divulgação)

O assaltante foi localizado no começo do bairro. Quando viu os policiais, ele correu para dentro de um terreno baldio e tentou fugir do flagrante.

 

“Tatu” foi preso, e dentro de uma mochila que levava nas costas os policiais encontraram a faca usada no assalto, os telefones celulares das vítimas e algumas jóias roubadas.

 As vítimas sofreram cortes de faca em algumas partes do corpo e tiveram de ser atendidas por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

O assaltante foi apresentado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP) e neste domingo de manhã seguiria para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM).

Z Noticias


 

Na madrugada do último domingo (3), um trabalho realizado pela Polícia Civil, através da Delegacia da cidade de Santa Luzia do Paruá, conseguiu prender em flagrante Antônio Pereira Silva Filho, vulgo “Moitinho”, suspeito de cometer, horas antes, uma tentativa de homicídio naquela cidade.

De acordo com as informações repassadas pelo delegado Gabriel Tersi, durante um evento festivo da cidade, “ Moitinho” teria se aproximado da vítima identificada por Joedison Almeida e posteriormente a golpeado com várias perfurações com arma branca. De imediato, uma equipe da Polícia Civil iniciou as diligências no intuito de prender o suspeito, tendo êxito na prisão no momento em que o mesmo tentou empreender fuga em uma motocicleta.

Durante seu depoimento, “Moitinho” admitiu a prática da tentativa de homicídio e ainda afirmou que a motivação era de se vingar da vítima. O suspeito deve ficar preso até um parecer do Poder Judiciário.