O corpo da garota de programa foi encontrado boiando logo que o dia amanheceu

O corpo da garota de programa conhecida como “Neguinha”, 25 anos aproximadamente, foi encontrado boiando por volta das 06h desta segunda-feira, 11, na Rua Lourenço Braga, bem em frente à Feira Manaus Moderna, no Centro de Manaus.

A mulher estava completamente nua, tinha um golpe profundo no pescoço, marcas de espancamento por todo o corpo e um corte profundo também foi encontrado em sua cabeça, produzido supostamente por paulada.

Um canoeiro foi o primeiro a encontrar o corpo no momento em que chegava para vender verduras na Feira Manaus Moderna e imediatamente ele telefonou para a Polícia Militar informando sobre o crime.

Canoeiros ajudaram na remoção do  corpo de dentro do rio (Foto: Divulgação) 

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) e a Perícia conseguiram reirar o corpo de dentro do rio com ajuda dos canoeiro e tripulantes de algumas embarcações que estavam no local.

Ainda não existem nomes de suspeitos mas algumas pessoas que trabalham na Feira Manaus Moderna disseram que “Neguinha” fazia programas sexuais na área central e também era usuárias de drogas.

O corpo da garota de programa foi removido do local pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) e uma investigação já foi iniciada.

Fonte: Portal


Policiais examinam o corpo do adolescente assassinado de forma violenta em Manacapuru

Um adolescente com 16 anos de idade, identificado até o momento com o nome de “Matheus”, foi espancado e morto a terçadadas e pauladas no município de Manacapuru, distante 68 quilômetros de Manaus em linha reta.

O corpo do jovem, com golpes profundos que atiraram a cabeça, costas e abdome, foi encontrado em um matagal da estrada da Extramar, empresa de extração de minério situada em área de periferia do município.

Moradores da área ouviram muitos gritos durante a madrugada mas ficaram com medo de sair de suas casas e só encontraram o corpo do menor quando amanheceu.

Uma guarnição do 9º Batalhão da Polícia Militar de Manacapuru esteve na estrada da Extramar, confirmou o assassinado e informou a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

O matagal onde o corpo foi encontrado fica por trás de um prédio abandonado 

Policiais da Especializada juntamente com equipes da Perícia e do Instituto Médico Legal (IML) viajaram de manhã cedo para Manacapuru.

Ainda é totalmente desconhecida a autoria do crime. O menor assassinado era usuário de drogas.

O corpo do jovem foi trazido para Manaus por volta das 9h.

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

Fotos: Divulgação  Portal do Zacarias


Uma família no interior do Maranhão vem sendo marcada como vítima de crimes de encomendas executados por pistoleiros, já tendo cinco mortos com o que foi assassinado hoje, 3 km da cidade de Junco do Maranhão. Marcelo era dono de rede de postos de combustíveis e fazendas. Da família dele foram executados também o irmão Valdecir, donos da rede de postos de combustíveis Santa Maria e Fabinho, que é sobrinho.

Naquele região é do conhecimento de todos uma rixa entre a família das vítimas e do fazendeiro Patrick, que encontra-se preso em Pedrinhas, acusado de comandar várias mortes em regiões do Pernambuco, assim como o provável roubo de gado e carga.

Recentemente uma irmão de Patrick foi executado numa estrada e até agora a polícia não desvendou o crime. A família e amigos do finado Valdecyr garantem que não têm nenhuma ligação com a morte do irmão de Patrick.

De acordo com as primeiras informações, Marcelo, que é evangélico e também dono de postos de combustíveis no Pará, estava na estrada quando um Corola de cor azul se aproximou e crivou e furou o carro da vítima de bala, ferindo ainda um policial de nome Belforth e um segurança. Marcelo foi levado a um hospital, não resistindo, veio a óbito.

Eles estavam saindo de Nunes Freire com destino a uma fazenda em Amapá do Maranhão, mas a execução aconteceu 3 km da cidade do Junco, quando apareceram quatros homens fortemente armados. A polícia não conseguiu localizar nenhum deles até o momento.

Textos: Blog de  Luis Cardoso

Com informações:  Mauro Garcia


Policial civil Geraldo Filho foi ao local do crime e confirmou a execução de “Loirinho”

O lavador de carros Alfeson Martins de Jesus, 23, conhecido como “Lorinho”, foi assassinado com tiros de pistola calibre 380 que atingiram os ombros, peito, abdome e cabeça, por volta de 5h da madrugada desta sexta-feira, 20, no bairro Alfredo Nascimento, Zona Norte de Manaus.

Os vizinhos ouviram gritos e disparos de arma de fogo e chamaram a polícia. “Loirinho” foi encontrado morto dentro de uma rede por policiais militares da 6ª Companhia Interativa Comunitária, que foram os primeiros a chegar no local do crime.

Um dos moradores relatou que viu dois homens chegando na frente da casa da vítima, que devia conhecê-los, porque abriu a porta para a dupla.

Não demorou muito tempo para que os tiros fossem ouvidos e logo em seguida os dois homens saíram correndo de dentro da casa e fugiram.

 

Policiais militare foram os primeiros a chegar ao local do crime

 

Equipes do IML e Delegacia de Homicídios também foram acionadas

Há suspeita de que “Loirinho” tinha envolvimento com o tráfico de drogas no bairro Alfredo Nascimento.

Uma investigação foi iniciada pela equipe de plantão da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

 

 

 

Fotos: Divulgação:  Portal do Zavarias


Circular encaminhada pelo Comando de Policiamento do Interior a batalhões da corporação quer dados sobre adversários por possíveis embaraços no pleito eleitoral

De O Estado

 

O Comando de Policiamento de Área do Interior da Polícia Militar do Estado determinou o monitoramento de políticos que atuam na oposição ao governador Flávio Dino, nos municípios que integram o interior do estado, por suposto “embaraço ao pleito eleitoral”.

O ato, oficializado por meio da Circular nº08/2018 e que deixa explícito o objetivo de operar sobre o processo eleitoral deste ano, é acompanhado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), que é quem conduz as ações de segurança pública em todo o território estadual.

O documento, já encaminhado para todas as unidades da PM no interior do estado subordinadas ao comando, determina o envio de respostas em caráter de urgência, tendo como referência outro memorando, o de número 098/2018, que “versa sobre o Levantamento Eleitoral”.

A circular da PM destaca dois principais pontos aos comandantes da Polícia Militar que atuam no interior. O primeiro, sobre o monitoramento da oposição nos municípios e o segundo sobre a atualização de dados do efetivo, nos respectivos municípios de atuação.

O documento cita a verificação de ex-deputados, ex-prefeitos e ex-vereadores, que “podem causar embaraços” nas eleições 2018.

“Os comandantes das UPMs deverão informar as lideranças que fazem oposição ao governo local (ex-prefeito, ex-deputado, ex-vereador) ou ao Governo do Estado, em cada cidade, que podem causar embaraços ao pleito eleitoral”, destaca o documento.

“Os comandantes das UPMs deverão em seu banco de dados atualizado de efetivo, informar a cidade que o policial está lotado”, completa a ordem.

Escândalo – O uso da força policial para o monitoramento de adversários políticos do governador Flávio Dino, ato que faz alusão ao período da Ditadura Militar, pode se tornar um novo escândalo no seio do Palácio dos Leões. O Executivo, contudo, já se viu envolvido em ações que sintetizam o suposto uso da máquina.

Em 2016, por exemplo, O Estado revelou que o promotor de Justiça Paulo Roberto Barbosa Ramos, da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, havia formalizado denúncia contra a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) no fatídico Caso Sefaz, com base em documentos e relatórios de auditorias produzidas pelo próprio Governo comunista.

Na sua quase totalidade, a denúncia foi embasada em um relatório preliminar de auditoria da Secretaria de Estado da Transparência e Controle (STC) – complementado posteriormente pelo relatório final -; em um relatório de uma comissão formada por membros da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) e da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e em um processo administrativo aberto também na Sefaz.

Os documentos chegaram às mãos do promotor Paulo Ramos praticamente um mês antes do oferecimento das denúncias criminal e de improbidade administrativa contra 10 pessoas, dentre elas a emedebista.

Em novembro do ano passado a 2ª Câmara do Tribunal de Justiça decidiu, por unanimidade, pelo trancamento da ação em desfavor da ex-governadora. Os magistrados analisaram e constataram a falta de provas contra a emedebista. No mês seguinte, a Justiça Estadual rejeitou uma ação civil, formulada pelo mesmo promotor, contra a ex-governadora.

Saiba Mais

O governador Flávio Dino aparelhou politicamente a Polícia Militar, ao efetivar o ingresso de capelães, indicados por lideranças evangélicas da Assembleia de Deus, sem a prerrogativa do concurso público, em troca de apoio político da igreja para o pleito deste ano. Além da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, Dino incluiu capelães na Polícia Civil.

OUTRO LADO

O Estado entrou em contato com a Secretaria de Estado da Comunicação, para obter esclarecimentos a respeito da Circular nº 08/2018, da Polícia Militar, sobre o monitoramento de políticos adversários ao governador Flávio Dino (PCdoB) no interior do estado. Até o fechamento desta edição, contudo, não houve resposta.

Publicado em  por 


O ex-presidiário Wesley Evangelista Rego, 24, foi executado na terça-feira, 20, por volta das 23h30, nas proximidades do Hospital e Pronto-Socorro Dr. João Lúcio Pereira, depois de sair do bairro Ouro Verde / Zona Leste de Manaus, com mais de dez tiros pelo corpo.

O carro que Wesley dirigia foi interceptado por outro veículo ocupado por três homens ordenaram que ele descesse e logo em seguida fizeram os disparos de pistolas e revólveres.

Várias pessoas que ainda estavam na parada de ônibus situada na frente do HPS Dr. João Lúcio Pereira testemunharam o fuzilamento de Wesley Evangelista, que ainda tentou correr mas foi parado pelos tiros e morreu no local.

Depois do assassinato, os três homens entraram no carro de Wesley, como se estivessem procurando alguma coisa, reviraram tudo e foram embora do local em seguida.

 

Fotos: Divulgação Portal do Zacarias


Quatro tiros de pistola calibre 9 milímetros, todos atingindo a cabeça, foi como morreu um homem com o nome ainda desconhecido, 20 anos de idade aproximadamente, trajando no momento de sua execução, calção amarelo com listras pretas e camisa azul de meia.

O homicídio aconteceu na primeira hora da madrugada desta segunda-feira, 19, na Rua Osvaldo Aranha, bairro de Santo Antônio, Zona Oeste de Manaus e segundo já foi apurado na investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros, o local do crime é considerado como ponto movimentado de venda de drogas.

Testemunhas do crime contaram que momentos antes de morrer o homem foi visto na esquina da rua, com um cigarro de maconha acesso em uma das mãos e como parecia estar bastante entorpecido, ele não se importava com as pessoas que passavam pela rua e observavam a prática de seu vício.

Um morador que viu o crime da janela de sua residência disse que dois homens apareceram rapidamente no local, a pé, discutiram com o usuário de droga e logo em seguida um deles sacou a pistola da cintura e fez os quatro disparos fatais contra a cabeça da vítima que morreu na hora enquanto a dupla criminosa fugia correndo do local.

O cadaver foi removido por volta de 1h30 pela equipe do Instituto Médico Legal. Policiais do 5º Distrito Integrado de Polícia (DIP) confiram que a área é vermelha e que o homem seria um vendedor e usuário de drogas que pode ter se endividado com traficantes a acabou assassinado. 

 

Fotos: Divulgação  Portal do Zacarias


Foto: Divulgação

O homem acusado de assalto apanhou do grupo de pessoas antes de a polícia chegar ao local

A polícia agiu rápido e evitou o linchamento de um homem de 25 anos aproximadamente que fazia assaltos a populares, por volta das 11h30 de ontem, sábado, na frente do Ginásio Poliesportivo Amadeu Teixeira, na Avenida Constantino Nery, bairro de Flores, Zona Centro-Sul de Manaus.

Duas jovens que passavam a pé no local foram as primeiras vítimas do homem, que estava visivelmente drogado e rendia as vítimas usando uma faca e tomava delas telefones celulares, dinheiro e até mesmo o par de tênis de uma das moças atacadas.

Um grupo de homens que passava de carro no local dos assaltos parou para socorrer as jovens assaltadas, foi informado quem era o autor do roubo e ele ainda tentou fugir correndo, mas foi pego e em seguida foi iniciada a “justiça com as próprias mãos” na frente do Ginário Poliesportivo.

Quando a guarnição da Polícia Militar chegou ao local pelo menos dez pessoas já estavam batendo no assaltante, que também foi pego com uma sacola contendo celulares roubados e outros objetos que ele estava roubando para trocar por drogas, como ele mesmo confessou aos policiais.

Os objetos foram recuperados e devolvidos para as vítimas.

O assaltante não portava documentos e foi apresentado no 10º Distrito Integrado de Polícia (DIP).


Um homem de aproximadamente 25 anos foi perseguido e assassinado com vários tiros por dois ocupantes de uma motocicleta, modelo Honda Bross, placa não identificada, na tarde desta quarta-feira, 21, na Rua 8, bairro da Alvorada 3, Zona Centro-Oeste de Manaus.

De acordo com testemunhas, quando o homem percebeu que estava sendo seguido pelos motoqueiros, desceu do carro que dirigia e pulou para dentro do pátio de uma residência, mas foi atingido com tiros de pistola calibre 380 e ficou agonizando.

Um dos pistoleiros também invadiu o terreno da casa, se aproximou do homem, disparou pelo menos mais dois tiros em sua cabeça e foi embora na garupa da motocicleta dirigida pelo seu comparsa de crime.

 

A equipe do IML removeu o corpo do local 

A polícia ainda estava atrás de confirmar mas até às 16h horas existia a informação de que o homem executado se tratava de Kelyson Felipe Castro da Silva, ex-presidiário e acusado de praticar furtos e assaltos a mão armada.

 

A perícia contatou que o homem foi alvejado com pelo menos 7 tiros.

 

A equipe de investigação de plantão da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) esteve no local do crime. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

 

ATENÇÃO! IMAGENS FORTES! 

 

 

Fonte: Portal do zacarias


Uma Mulher foi morta a pauladas na Rua Fernando Sarney, na Vila Marcony em Santa Inês, na madrugada de quarta-feira, 14, por volta das 2h.
Raimunda Nonata Gomes da Silva de 34 anos, estava na casa de sua irmã consumindo bebidas alcoólicas na noite anterior do crime, após o término saiu dizendo que iria comprar cigarros, mas cerca de meia hora depois foram avisar a irmã da vítima, de que Raimunda estava morta.
A vítima foi assassinada com requinte de crueldade, no seu corpo havia várias marcas que provavelmente foram deixadas por pedaços de madeira, sua cabeça estava parcialmente esmagada e com cortes provocados por uma lâmina de faca. Além disso, no seu corpo havia mais duas perfurações por arma branca, na região torácica, totalizando três facadas. A irmã da vítima descreveu a última vez que conversou com sua irmã: “Ela saiu me dando tchau e me perguntando que se ela chegasse de volta, se eu abriria a porta?”.
Agora a investigação do crime, está sendo realizada pela Polícia Civil que procura saber se a cena do crime foi gravada por câmaras nas proximidades, a fim de esclarecer o lamentável caso.