A prisão aconteceu nesta madrugada e foi feita por policiais militares. Mariano Júnior é acusado de ser o mandante da morte do pai. Ele foi assassinado por Luzivan, mais conhecido por Vaqueiro, que trabalha em uma das fazendas do ex-prefeito de Barra do Corda.

 

Segundo versão da polícia, Vaqueiro seria a terceira pessoa que estava no mesmo carro que levava pai e filho a uma fazenda. Ele seria o autor dos disparos.

Nenzin vinha desconfiando do sumiço do gado e exigiu na quarta-feira que queria contar o número de cabeça de bois. Na última vez, deixou 600, mas a polícia contou no dia do crime e só estavam na fazenda cerca de 120.

Para o secretário de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, não existem mais dúvidas de que Mariano Júnior planejou a morte do pai.

Fonte: Luis Cardoso


 

 O deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), que vinha anunciando que não iria mais concorrer à reeleição por causa da sujeira que existe na política nacional, anunciou agora no início da tarde que renunciou ao mandato de parlamentar.

A informação foi dada pelo site Metrópoles, de Brasília. “Saio totalmente com vergonha. Não são todos, mas eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, a nossa saúde.”

O palhaço entrou para a política em 2010 e foi eleito o deputado mais votado, com 1,3 milhão de votos, e em 2014 voltou a ser eleito. Tiririca dizia que estava enojado da política e que vai voltar ao mundo dos palcos e ser o comediante que sempre foi.

Site Metrópoles/


Waldir Maranhão, Luis Tibé (Presidente Nacional do partido) e Luciano Genesio

EM PRIMEIRA MÃO:

O prefeito de Pinheiro Luciano Genésio é o novo presidente estadual do Avante no Maranhão, antigo Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB).

O convite partiu do presidente nacional do partido, deputado federal Luis Tibé (MG), que aparece, na foto acima, ao lado do deputado Waldir Maranhão, durante encontro com Luciano Genésio.

De acordo com a certidão emitida pela Justiça Eleitoral, além de Genésio, Thiago Maranhão também fará parte do diretório estadual do partido. Ele é filho de Waldir Maranhão e assume o cargo de secretário-geral da sigla no Estado.

Por Luís Pablo 

O Maranhão foi destaque no Fantástico, da TV Globo, por um escândalo de desvios de verbas federais para a Saúde. A quadrilha faziam parte do Instituto de Desenvolvimento e Apoio a Cidadania (IDAC), dos anos de 2014 aos de 2017, principalmente no governo Flávio Dino.

A reportagem foi apresentada dentro do quadro “Cadê o dinheiro que estava aqui?” que investiga desvios de verbas públicas por meio de um repórter secreto que o programa denomina de Eduardo Faustini. Pois bem, o ponto de parada dele para investigação foi a Saúde do Maranhão.

O Fantástico também mostrou imagens de funcionários da IDAC pegando dinheiro nas agências bancárias e colocando na cueca. Os recursos podem chegar a mais de R$ 1 bilhão desviados e R$ 6 milhões sacados em caixa pelos funcionários da organização.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo de Oliveira Lula, disse que não era possível descobrir o esquema de corrupção por ser, em outras palavras, muito sofisticado e bem arquitetado a ponto do sistema do governo de apuração dos serviços não poder perceber.

O presidente da organização e do PSDC, Antônio Aragão, hoje já preso, também foi citado na reportagem, como um dos principais líderes quadrilha responsável pelo desvio milionário de verbas públicas da Saúde do estado.

O Maranhão é destaque nacional mais uma vez negativamente, em rede nacional, por estarem os maranhenses sendo vítimas de esquemas que prejudicam diretamente o desenvolvimento de políticas públicas em benefício da população.


Veja primeira parte do depoimento feito pelo ex-presidente Lula hoje (10), em Curitiba.

Do/ Mirizalense.

O relatório da gestão fiscal do ex-prefeito de Pinheiro-Ma,  Filuca Mendes (PMDB) referente ao terceiro quadrimestre de 2016, foi reprovado pela Câmara de Vereadores, durante sessão realizada na última terça-feira (18/04/2017).  O ato visa atender à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), com a finalidade de demonstração, avaliação e cumprimento das metas fiscais .

O presidente da Câmara Municipal de Pinheiro-Ma, Eliseu de Tan Tan (PP), abriu a sessão de votação e lembrou a importância da transparência à aplicação do dinheiro público. “Os demonstrativos das receitas e despesas são uma oportunidade para que os vereadores façam questionamentos e exerçam o papel de fiscalizadores do Executivo”, declarou.

Em data de 22/03/2017, o  ex-prefeito encaminhou para a Câmara o  relatório  e após tramite normal.  De conformidade com parecer, discussão e votação dos vereadores, o documento encaminhado pelo ex-gestor de Pinheiro possui   inconsistências, tendo sido rejeitado  por 10 votos a 4,  com os votos dos vereadores Riba do Bom Viver, Ednildo Rodrigues, Antonio Marcos Guterres (Capadinho), Paulinho Enfermeiro, Rubemar Ribeiro, Albininho, Prof. Sandro Lima, João Morais, Lucas do Beiradão e Alessandro Montenegro. Sendo que os vereadores  Beto de Ribão, Augusto Vinicius, Oziel Menezes e Valter Soares votaram favorável ao relatório.

O passo seguinte da Câmara  à  Filuca Mendes é a ciência pela reprovação do relatório.  E este por si, futuramente  terá muito a explicar. As inconsistências encontradas no relatório já sinaliza poder à Câmara de decidir sobre uma futura  inelegibilidade do ex-chefe do poder executivo,

 

 

 


A reação da População Maranhense  em especial da Baixada Maranhense / Pinheiro, ao voto “sim” do Deputado Federal Victor Mendes (PSD) ao projeto que autoriza o trabalho terceirizado de forma irrestrita para qualquer tipo de atividade, segue sendo em sua maioria a causa de absoluta  indignação, decepção, e até mesmo raiva. além mais o descaramento do Deputado que defende veementemente o seu voto em favor do projeto Temer, ação desastrada que não convence os seus  eleitores.

Para quem não sabe esse projeto do voto “sim” do Deputado Victor Mendes em defender a terceirização irrestrita foi um projeto feito pela trupe desnaturada do FHC, (Fernando Henrique Cardoso) desde 1998 que se encontra enfileirado nas prateleiras do Senado , troçado agora e reeditado num outro formato. Projeto esse que segundo  especialistas em leis trabalhistas afirmam só ter 3 (três) artigos que beneficia o trabalhador; isso diferentemente de um outro projeto que está parado no Senado, contendo 50 (cinquenta) artigos . Na verdade o voto do Deputado e a defesa que o mesmo faz por entender que o  projeto garante direitos ao trabalhador e a quem trabalha com prestadoras de serviços ofereçam melhor é: (BLA, BLA, e PURA BALELA).

Dizer que esse projeto vai manter todas as garantias da CLT (Consolidação da Lei Trabalhista), desde o 13º salário, fundo de garantia e  ferias vem gerando duvidas na classe trabalhadora do País.

Agora se o Deputado diz que o Projeto aprovado  não mexe em benefícios, mais  garante todos os direitos da CLT,  é totalmente diferente do que se tem dito por aí. Pois na visão da população isso  não é compatível com a verdade  uma vez que essa Lei que deverá ser sancionada pelo Presidente golpista Temer é considerada um absurdo. Na verdade o povo que elegeu o deputado Victor Mendes tem absoluta certeza que ele faz parte desse governo e que  parte  da cúpula governante   é formada por ministros delatados, tanto quanto deputados ; inclusive seus parceiros e aliados do  partido. ISSO É UMA VERGONHA !  Quão  vergonhoso também e o voto “sim” confiado pelo Deputado ao (PL 4.302) que trata da terceirização irrestrita.

Um cidadão que recebe o poder de legislar a bem da população do seu Estado e atreve-se a empreender com ousadia a estupida e insana covardia de votar “sim” a um projeto virado em desfavor dos seus próprios conterrâneos, ato este, levado por uma operação a fórceps liderada por um  presidente de Câmara que obedece piamente ao comando de um governo golpista , fazendo valer sua autonomia por sobre a insanidade  do Deputado Victor Mendes (PSD) a correr  também na linha da submissão e corrupção supostamente  ,  em troca de misteriosos favores e benesses próprias ,  TRISTE…

Sinceramente  nobre deputado… Vossa senhoria  casou com o governo Temer  e obteve aplausos pelo  voto”sim”  no  projeto de terceirização (PL 4.302) porém pergunta-se; Obterá na sua reeleição/2018 os mesmos “sim”  dos seus eleitores?  Poderia  “sim” !… Se a covardia não se apoderasse da sua honra lhe outorgando a mérito   o certificado de traidor da sua própria consciência, ato que lhe causará pesadelo que não lhe deixará dormir  por todos os seculos e seculos. Amem !

A proposito senhor deputado: Não dava para terceirizar também o seu mandato  ?…

 

 


Presidente tem grande chance de ser cassado, pois, por histórico, TSE não costuma separar contas de candidato e vice na hora de aplicar pena

© Reuters

POLÍTICA TSEHÁ 21 MINSPOR NOTÍCIAS AO MINUTO

Estão em andamento no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) os depoimentos dos ex-executivos da Odebrecht na ação da chapa Dilma-Temer, que pode levar à cassação do mandato do presidente Michel Temer.

Já foram ouvidos o ex-presidente e dono da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e outros dois ex-executivos da empresa. Mais dois depoimentos estão agendados para a próxima segunda-feira (6).

O ministro Herman Benjamin, relator do processo no TSE, autorizou nesta quinta-feira (2), os depoimentos de mais dois delatores, mas ainda não agendou. Os sete assinaram um acordo de delação premiada com a Operação Lava Jato.

As pessoas citadas pelos delatores devem ser convocadas para depor nos próximos dias. O ministro Benjamin já indicou que pretende encerrar o caso com agilidade, mas a ação não tem prazo para terminar.

Segundo reportagem do jornal “Folha de S.Paulo”, a defesa de Temer estuda pedir a anulação dos depoimentos da Odebrecht, além de tentar separar as contas e alongar a fase de apuração.

Temer pode ser cassado?

Como a ex-presidente Dilma Rousseff foi deposta do cargo pelo impeachment, a Justiça Eleitoral vai julgar se há irregularidades que possam cassar também o mandato de Temer. Se comprovadas as afirmações feitas por Marcelo Odebrecht, o presidente pode ser obrigado a deixar o cargo.

A defesa de Temer, no entanto, afirma que ele não teria responsabilidade sobre supostas irregularidades praticadas na campanha de Dilma. Ainda segundo a “Folha de S. Paulo”, Marcelo Odebrecht contou que recebeu um pedido de doação de Temer em um jantar na residência oficial dele.

Na maioria das decisões anteriores o TSE proibiu a separação da chapa na aplicação da pena. O que levaria à cassação do presidente Temer, se comprovadas as irregularidades.

Quem vai governar o país se Temer for cassado?

Na avaliação do presidente da Academia de Direito Eleitoral (ADE), Rodolfo Viana, feita ao Sputnik Brasil, o tema é complexo.

Existe uma polêmica jurídica em relação à ocorrência ou não de eleições diretas ou indiretas. O artigo que regula essa questão na Constituição é o 81. Ele deixa claro que, em caso de vacância da presidência, caso ela ocorra nos dois primeiros anos do mandato (até o final de 2016), haverá convocação de eleições diretas. Os novos candidatos, uma vez eleitos, cumprirão o resto do mandato (até dezembro de 2018). Caso essa vacância ocorra nos dois últimos anos, a eleição é indireta, ou seja, vai ser regulada pelo Congresso Nacional, que irá eleger o presidente da república.”

Contudo, a minirreforma eleitoral de 2015, a Lei 13.165, introduziu um dispositivo curioso no Artigo 224 do Código Eleitoral, que diz que as decisões da Justiça Eleitoral que indeferem registros de candidaturas ou cassam diploma vão gerar eleições. Se a decisão ocorrer a seis meses do final do mandato (julho de 2018) haverá eleição indireta, se for do início do mandato até três anos e meio, seriam eleições diretas.

“Essa é uma grande polêmica. Há ações junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para declarar inconstitucional essa interpretação que a lei eleitoral trouxe”, explica o especialista.

Até que as eleições diretas ou indiretas fossem realizadas, o presidente da Câmara do Deputados Rodrigo Maia assumiria o posto de presidente da República.

 


Sarney será investigado em inquérito

Folha – O ministro Edson Fachin, novo relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, determinou abertura de inquérito para investigar os senadores Romero Jucá (PMDB-RR) e Renan Calheiros (PMDB-AL) e o ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP).

Na segunda-feira (6), o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, havia pedido a abertura de inquérito ao ministro do STF.

Os investigadores apuram se os políticos cometeram crime de embaraço às investigações da Operação Lava Jato.

Machado gravou conversas particulares com os peemedebistas e entregou o material à PGR (Procuradoria-Geral da República), que considera o material comprometedor.

“Mais de uma vez nas conversas gravadas o senador Romero Jucá evidencia que o timing para a implementação do grande acordo de estancamento da Operação Lava Jato ficaria especialmente favorecido com o início do governo de Michel Temer”, escreveu Janot no pedido de abertura de inquérito.

No pedido, Janot chama os peemedebistas de “integrantes da quadrilha”.

“Os áudios demonstram de forma inconteste que está em curso um plano de embaraço da investigação por parte de integrantes da quadrilha e seus associados. Como sói acontecer em organizações criminosas bem estruturadas, o tráfico de influência é apenas uma das vertentes utilizadas por esses grupos. Aliado a isso, são utilizados outros instrumentos com a finalidade de impedir e embaraçar as investigações contra essa parcela da criminalidade. Uma das formas de atuação é a manipulação do próprio aparelho estatal para atuar em favor da organização criminosa”, diz o texto.

“Não bastasse a trama para mudar a legislação, os senadores Renan Calheiros e Romero Jucá e o ex-presidente José Sarney ainda revelam o plano de incluir o Supremo Tribunal Federal, reserva necessária de sobriedade institucional, na costura politica de um grande acordo espúrio para evitar o avanço do complexo investigatório”, escreve Janot.

Este é o primeiro inquérito da Lava Jato ao qual Sarney vai responder; é o segundo e Sérgio Machado, o terceiro de Jucá e o nono de Renan.

Sérgio Machado disse em depoimento que durante sua gestão na Transpetro repassou ao PMDB pouco mais de R$ 100 milhões cuja origem eram propinas pagas por empresas contratadas pela estatal.

Segundo a PGR, Sergio Machado “foi muito claro, em seus depoimentos, sobre a obtenção desses subornos, pormenorizando anos e valores respectivos tanto na forma de doações oficiais quanto em dinheiro em espécie. Segundo Sérgio Machado, foram repassados ilicitamente, a partir de contratos da Transpectro, por exemplo, para Renan Calheiros, R$ 32,2 milhões; para Romero Jucá, R$ 21 milhões; e para o ex-presidente José Sarney, R$ 18,5 milhões”.

Janot também compara a relação dos políticos na Lava Jato com a relação dos políticos com a operação mãos Limpas, que combateu a corrupção na Itália na década de 90: “O Poder Judiciário tem a oportunidade em face da prova e a responsabilidade diante dos fatos de afastar o Brasil do sombrio paradigma havido na Itália, em que a classe politica reagiu à Operação Mãos Limpas sem o menor viés de promover avanços institucionais: a legislação italiana, ao invés de ser aperfeiçoada, retrocedeu, contra a vontade muitas vezes manifestada da população daquele país, como resultado de acordos espúrios como o ora revelado.”


elizeu-de-tan-tanA poucos dias de anunciar publicamente os primeiros  nomes que vão compor o secretariado municipal, o prefeito eleito Luciano Genésio (PP)  começou a movimentar o tabuleiro do jogo político para definir a composição do primeiro  escalão. Faltando 37 dias para a posse, as especulações em torno da formação do secretariado aumentam a cada dia voando por entre todos os espaços dos bastidores políticos de Pinheiro até que o dia 11/12/2016 desponte e ilumine o prefeito a fazer uma boa escolha  anunciando oficialmente os auxiliares que comporão o seu governo. O sacode e mira, nas pedras do tabuleiro do jogo politico  poderá envolver inclusive vereadores reeleitos para a composição do primeiro escalão da administração, ação que virá a custo apoio a remanejar vaga e/ ou vagas para suplentes de vereador, da coligação PP e PC do B, todos colaboradores do time de Luciano.

ednildo-ii

Nos últimos dias, cresceu também a especulação quanto a presidência da Câmara no que o Vereador recém eleito Sandro Lima (PC do B) e o vereador Ednildo Rodrigues, também recém eleito pelo (PC do B) poderão disputar a eleição na casa legislativa e se um dos dois a não se eleger , esse poderá no entanto a convite do Prefeito Luciano, ingressar no segundo escalão e assumir função no secretariado do governo. Se ao contrario dessa especulação da presidência do legislativo não for a preferência do prefeito e ele queira beneficiar a sua coligação virá então para a cabeça de chapa da mesa diretora da Câmara o nome do Vereador reeleito Eliseu de Tan Tan.(Suponho)

Eliseu foi um grande colaborador da campanha de Luciano , sendo possuidor  de experiência politica e prestígio junto a seus companheiros de Câmara o que ajuda e não descarta a possibilidade de ser trabalhado pela sua coligação com vistas à presidência do Legislativo. Salvo este em contrário, os outros dois supostos concorrentes (Sandro Lima e Ednildo Rodrigues, se conseguir chegar à presidência da Câmara , poderá também  com muita habilidade desempenhar a função que é  de grande utilidade nas articulações do prefeito eleito com os parlamentares.

Em fala com este Blog, os comunistas não desmentem a especulação sobre a presidência da Câmara. “Pode até que o sonho dos comunistas do PC do B não se realize” , mas acho difícil desistirem da luta por conta da presidência do legislativo. (deem tempo ao tempo…) Os comunistas não escondem esse desejo, porém e para isso , estão articulando suas indicações junto dos lideres maiores da sua coligação para concorrerem a presidência da casa, deixando claro no entanto, que não pretendem criar empecilhos caso os seus nomes não sejam acolhidos pelo grupo para a disputa.

sandro-lima

Enfim todos aliados do novo prefeito, supostamente terão atuação a ser ligado no governo, como também já estão especulando que  tem até adversário virando a casaca a querer se aliar e indicar uma pessoa para a pasta dos esportes embora já exista resistência contra o nome a ser  indicado.

Como não sei de nada. Não tenho o mapa real das informações, fico também a especular kkkkkkkkkkkkkkkk. Só espero que as especulações não chegue ao estado do  caráter  irritável e que o prefeito possa ter o direito de escolher espontaneamente seu secretariado.