Nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (26), a Polícia Militar do Maranhão por intermédio da Diretoria de Inteligência (DIAE) e do Grupo de Serviço Avançado (GSA) do 6º BPM, conseguiram executar o mandado de prisão preventiva em desfavor de Ronald Fernando Santos Barros, vulgo “Sapatinho”, (25), suspeito cometer vários homicídios na região do bairro São Raimundo, em São Luís.

Uma equipe da Polícia Militar em contado com o 15° Distrito Policial do São Raimundo, foi informado que “Sapatinho”, elemento de alta periculosidade e suspeito de cometer vários crimes estaria na localidade. Após uma detalhada investigação, os policiais localizaram o esconderijo na região do Jardim São Cristóvão.

Em operação conjunta foi realizada a abordagem em uma quitinete na rua Santo Antônio no Jardim São Cristóvão, sendo capturado Ronald Fernando dos Santos Barros. O preso foi apresentado no 15° Distrito Policial para o cumprimento das formalidades legais.

Ascom – SSP


A Polícia Civil do Estado do Maranhão, por intermédio da equipe da Delegacia de Polícia de Matinha/MA, vinculada a 6° Delegacia Regional de Viana, na última terça-feira (12), deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Raimundo Moura, vulgarmente conhecido como “PIXI” pela acusação da prática do crime estupro de vulnerável incurso no artigo 217-A, c/c Art. 226, II, ambos do Código Penal.

As investigações mostraram que “PIXI” manteve conjunção carnal e a pratica de outros atos libidinosos com a filha de sua companheira, menor de idade que hoje conta com 12 anos de vida, porém, tais ações ocorriam há aproximadamente 4 anos, momento que a vítima tinha 8 anos de idade. As práticas delituosas se concretizavam no ambiente doméstico onde residiam o suposto autor e a vítima, localizado no povoado Curral de Varas no município de Matinha/MA. A prisão foi viabilizada pelo trabalho desenvolvido pelo Delegado titular da delegacia de Matinha, David Noleto, que representou junto ao poder judiciário pela prisão preventiva do acusado.

Ascom-SSP


Em uma operação desencadeada na manhã desta quinta-feira (18), as policias civil e militar conseguiu efetuar a prisão de Agailton Ventura Guajajara, com apoio da comunidade indígena e do poder Executivo do município de Jenipapo dos Vieiras. A prisão foi em decorrência de suspeitas a diversos assaltos ocorridos na BR 226.

De acordo com o delegado Renilto Ferreira a ação foi realizada em várias aldeias indígenas que compõem a reserva Cana Brava que corta 22km da BR 226, entre Grajaú e Barra do Corda. A finalidade da atuação era localizar e prender homens responsáveis pelos constantes assaltos na BR.

Agailton que estava foragido da justiça e, que já é bem conhecido por policiais e suas vítimas pelos requintes de crueldade e violência durante as ações criminosas.  É apontado como um dos líderes de assaltos efetivados na BR 226, local onde age a vários anos. Para a polícia essa prisão é muito significativa, haja à vista as constantes viabilizações de ações para coibir essa prática criminosa.

Até o momento quatro pessoas foram detidas para esclarecimentos junto as forças policias. O trabalho continua intensificando o combate dessa modalidade de crime.

 ASCOM/SSP-Ma.


Robert Serejo Oliveira estava tentando fugir em uma Van quando preso numa barreira da Estiva agora no iníco da tarde.

 

Um policial que estava a paisano dentro da Van reconheceu o suspeito de abusar, matar, e enterrar o corpo de Alanna Ludmilia no quintal, no Maiobão, na quarta-feira, dia 1.

No momento a polícia estuda em qual lugar ela vai ficar. Nas delegacias em bairros é vulnerável e no presídio de Pedrinhas a recepção pode ser pior ainda.



suspeito111122

José Antonio de Sousa, conhecido como ‘Toinho’

#Fonte Jornal Pequeno

Um homem foi preso e um adolescente apreendido suspeitos de matar e esquartejar Manoel Messias Silva de Sousa, de 14 anos, em Pedreiras, a 245 km de São Luís. O responsável pelo crime, José Antonio de Sousa, conhecido como ‘Toinho’, foi preso em casa. De acordo com a polícia, o menor apreendido de 16 anos teria ajudado José Antônio a matar Manoel Messias.
suspeito-430x280A dupla suspeita de cometer o crime teria espalhado partes do corpo do jovem pelo matagal. Segundo o delegado, o crime foi motivado por conta de uma dívida.“Ontem à noite ainda representamos pela prisão preventiva do ‘Toinho’, que foi deferida pelo doutor Arthur, e hoje pela manhã conseguimos localizar e prender esse indivíduo, que já está aqui, à disposição da Justiça”, afirmou o delegado Plínio Napoleão, responsável pelo caso.

“Um troco, cerca de cem reais. É certo que a vítima teria tentado esconder esse menor e, ao perceber que estava sendo enganado pela vítima, ele [Toinho] partiu para as agressões físicas e juntamente com o outro, começou a desferir golpes de faca e acabaram esquartejando-o”, explicou.

Ainda conforme Plínio Napoleão, que acompanha as investigações, o jovem que está apreendido na delegacia da cidade já tem passagem pela polícia por tentativa de homicídio no ano passado.


Desde a tarde de domingo ontem (20),  a polícia civil de Pinheiro-Ma, foi acionada por populares que encontraram um corpo de um homem já em estado de decomposição nos proximidades do povoado Ponta Branca na Zona Rural de Pinheiro/MA.

O corpo foi reconhecido por populares como sendo de Ismal Carlos de 24 anos, morador do Bairro de Santa Luzia em Pinheiro. De acordo com informações da polícia, Ismael estava desaparecido desde a última quinta-feira (17/12/2016).

Familiares informaram a  polícia  que a vítima, saiu se casa na última quinta-feira, e avisou que estaria para a cidade de Turilândia, onde participaria da tradicional festa do galo, e desde então não manteve mais contato.

Segundo investigação pericial Ismael Carlos foi executado a tiros, e o  assassino (s) tentaram ainda incendiar o corpo da vitima .

Delegados da polícia civil já começou a desvendar o crime e aps ter apreendido um suspeito.

Foto acima/ Blog. Vandoval Rodrigues


DIVULGAÇÃO

Heligerson dos Santos está detido na delegacia de São José de Ribamar aguardando a decisão da justiça

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR

14/12/2015 – Atualizado 17h01 www.jgmoreira.com.br

Uma criança de apenas 2 anos sofreu tentativa de estupro pelo próprio tio na manhã desta segunda-feira, no município de São José de Ribamar, pertencente a região metropolitana de São Luís.-Ma.

A delegada de polícia Adriana Oliveira confirmou o fato da tentativa de estupro. “A criança está com fortes indícios de estupro vulnerável. A denuncia partiu da própria avó da criança que presenciou o caso e chamou os vizinhos e a polícia. Agora estamos investigando o caso”, contou a delegada.
A criança de 2 anos foi levada para fazer exames de corpo de delito.
A delegada ainda informou que o acusado Heligerson dos Santos da Silva, de 33 anos, tio da criança, não quis falar sobre o caso na delegacia e nem perante o juiz.
Heligerson dos Santos está detido na delegacia de São José de Ribamar aguardando a decisão da justiça.
A polícia também informou que o Heligerson não tem passagem pela polícia.

Kelly Cristina Pereira e a filha dela, Kassia Fabíola Pereira de Oliveira (Foto: Arquivo Pessoal)

Kelly Cristina Pereira e a filha dela, Kassia Fabíola
Pereira de Oliveira (Foto: Arquivo Pessoal)

Adolescente, de 14 anos, foi assassinada neste sábado (7) em Ceará-Mirim.
Ex-namorado da garota, um rapaz de 19 anos, é procurado pela polícia.

Anderson BarbosaDo G1 

Kelly Cristina Pereira e a filha dela, Kassia Fabíola
Pereira de Oliveira (Foto: Arquivo Pessoal)

“Só peço justiça. Minha filha não merecia o que ele fez com ela”. As palavras são da dona de casa Kelly Cristina Pereira, de 33 anos, ao falar do ex-namorado da filha dela, um rapaz de 19 apontado como principal suspeito de assassinar a garota. Kassia Fabíola Pereira de Oliveira, de 14 anos, foi encontrada morta por volta as 14h30 deste sábado (7) em uma estrada de terra na zona rural de Ceará-Mirim, município da Grande Natal. Perícia feita no corpo aponta que ela foi degolada.

Segundo o delegado Sérgio Freitas, da Delegacia Especializada de Homicídios (Dehom), a última pessoa a ser vista com Kassia foi o ex-namorado dela. “Ele é o principal suspeito e é considerado foragido, já que não foi encontrado até o momento. Porém, enquanto não tivermos a certeza de que foi ele quem a matou, é mais prudente mantermos sua identificação no anonimato”, ponderou.

Uma tia de Kassia foi quem conseguiu dar mais detalhes do crime. Ao G1, Caroline disse que a sobrinha trabalhava como babá, momento em que o ex-namorado dela apareceu numa motocicleta e a forçou a sair com ele. “Ela só foi porque ficou com medo dele aprontar algum barraco no trabalho dela. Tenho certeza disso. Então ela deixou a criança com uma irmã e subiu na moto. Foi por volta das 12h. Passou algum tempo e o patrão da Kassia na casa dela, já que ela havia saído e ainda não tinha retornado. Depois, soubemos que ele (o ex-namorado) ligou pra uma outra sobrinha minha dizendo que tinha matado a garota. Desde então ele sumiu. Ninguém sabe pra onde ele foi”, finalizou a tia.

Além de Kassia, Kelly tem outros três filhos. Uma adolescente de 15 anos e dois garotos, sendo um de 11 e outro de 6 anos.

Amigos e parentes de Kassia se despedem dela desde o início da manhã. O sepultamento acontece no final da tarde, no Cemitério Público de Ceará-Mirim.


 

Joedson da Silva Barbosa é suspeito de ter matado a dona de casa Maria Celeste Siqueira em São Luís

Joedson da Silva Barbosa é suspeito de ter matado a dona de casa Maria Celeste Siqueira em São Luís

30/07/2015 14h27 – Atualizado em 30/07/2015 20h57

Joedson da Silva Barbosa foi preso na manhã desta quinta-feira (30).
Ele é suspeito de ter matado Maria Celeste Siqueira no último domingo (26).

Relembre caso
A dona de casa Maria Celeste Siqueira foi morta com um tiro nas costas durante um assalto realizado noite do último domingo (26). Ela estava sentada na porta de casa com o enteado, na Rua das Laranjeiras, no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís, quando os criminosos chegaram em um automóvel modelo Fiesta, de cor vermelha, anunciando o assalto.  Ela foi baleada após tentar entrar em sua residência.

Do G1 MA

O terceiro suspeito envolvido no assassinato da dona de casa Maria Celeste Siqueira, morta no último domingo (26), na porta de sua residência, no bairro do Anjo da Guarda, em São Luís, foi preso na manhã desta quinta-feira (30). Joedson da Silva Barbosa, de 19 anos, que também é conhecido como “Negão”, estava escondido na casa de Francisco Mendonça Câmara, reconhecido como “Chico Pote”, que fica situada no bairro Alto Esperança, na capital. A foto foi enviada por um policial que prefere não se identificar.

Segundo informações do Major do 1º Batalhão da Polícia Militar, Ilmar Lima Gomes, a Polícia conseguiu chegar até o paradeiro do suspeito através de informações colhidas na área do bairro do Alto da Boa Esperança. “Nós temos alguns informantes no Alto da Boa Esperança e foram essas pessoas que nos informaram que o Joedson estava n casa do Francisco”, relatou o major.

Ainda de acordo com o major, Joedson não reagiu à prisão. “Nós chegamos com a nossa equipe na residência do senhor Francisco Mendonça Câmara, e efetuamos a prisão do elemento que não reagiu ao nosso trabalho”, afirmou.

Após receber voz de prisão, Joedson da Silva Barbosa foi encaminhado para o 5º Distrito Policial, localizado no bairro do Anjo da Guarda, onde prestou depoimento ao delegado Walter Wanderley. Segundo o delegado, ele negou qualquer participação no envolvimento da morte de Maria Celeste Siqueira. “Ele negou a participação no crime contra a dona Maria Celeste, só que uma pessoa que estava com a vítima no momento do fato disse que ele é culpado”, disse o delegado.

O delegado Walter Wanderley acrescentou também que com a prisão do Joedson, ele e a sua equipe esperam elucidar o crime que, até o momento, possui o homicídio e o latrocínio como as principais linhas de investigação, segundo o delegado. “Ainda não podemos concluir o inquérito porque estamos trabalhando com duas linhas de investigação, que é o latrocínio e o homicídio. O certo é que ela não reagiu em momento algum. Tem algo que falta ser esclarecido e é por isso que vamos levar mais alguns dias para saber o que de fato levou ao crime da vítima”, finalizou.

Além da prisão de Joedson da Silva Barbosa, que foi autuado por porte ilegal de munição, também foi preso Francisco Mendonça Câmara, que responderá pelo o crime de favorecimento pessoal, que consiste em prestar auxílio a um individuo que cometeu uma ação criminosa. Os dois serão encaminhados na manhã desta sexta-feira (31) para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.