O deputado estadual Wellington do Curso recebeu uma comissão de candidatos aprovados para o Curso de Formação de Oficiais, por meio do PAES 2019 realizado pela UEMA. Os alunos comprovaram ter sido prejudicados por uma falha do sistema informatizado que foi adotado pela Universidade que excluiu e alterou a posição de alguns candidatos. Como exemplo, há o caso do candidato Edio Veras Júnior que, inicialmente, estava na 36ª posição, dentro do número de vagas, e agora ocupa a 57ª, sendo apenas um classificado.

“Não estou pedindo favor. Fui aprovado dentro do número de vagas. Agora, depois de um erro deles, fui excluído das vagas”, lamentou um dos candidatos.

Sobre a situação, o deputado Wellington solicitou que a Universidade se posicionasse, a fim de que não se tivesse que ingressar juridicamente para que a transparência quanto às notas fosse a regra.

“Desde o início, temos alertado para o fato de que esse novo sistema gerou uma insegurança à proporção em que é falho quanto à transparência. Um dos princípios da Administração Pública é a publicidade, ou seja, os atos devem ser públicos, claros, sem obscuridade. Inicialmente, divulgaram uma lista. Agora, uma outra lista em que candidatos antes aprovados passam a ser apenas classificados, sem ter, portanto, direito à vaga. Nosso posicionamento é firme em defesa dos estudantes do Maranhão”, afirmou o professor e deputado Wellington do Curso.



Segunda-feira, 13 de Agosto de 2018. Uma data que ficará marcada na história da Universidade Estadual do Maranhão e na história da Baixada Maranhense; um sonho, que para muitos seria impossível, hoje se torna realidade.

A UEMA- Campus Pinheiro carecia de um espaço para ser chamado de seu; antes funcionava nos fundos do Instituto Educacional de Pinheiro, o IEP, com 4 pequenas salas, sem nenhuma estrutura adequada para suprir as necessidades de uma instituição tão importante na educação maranhense.

Hoje a realidade é  outra: prédio novo, com uma infraestrutura adequada, mais de 12 salas de aula, cadeiras, ar-condicionado, sala de informática, laboratório de ciências,  acessibilidade para cadeirantes, banheiros, iluminação de margem, projeto de combate a incêndio e rota de fuga.

Tudo isso se deu através de uma parceria entra a Universidade e a Prefeitura de Pinheiro. A instituição ganha um novo lar, sem falar na novidade do curso de Direito, muito esperado pelo povo pinheirense e que foi um pedido do Prefeito Luciano ao reitor da Uema quando assinaram o termo de Cessão do imóvel.

Vale destacar que Pinheiro será o primeiro município da Baixada Maranhense a receber o Curso de Direito, um sonho de muitos jovens da região.

A celebração de inauguração contou com a presença do prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, o vice-prefeito Stélio Cordeiro, diretor do campus em Pinheiro, Gilberto Matos Aroucha, do vice- reitor da UEMA, Valter Canales e do secretário de educação, Augusto Miranda.

“Hoje é um dia extremamente importante para a educação pinheirense; Pinheiro se transforma em um centro de referência na educação. Temos o Curso de Medicina funcionando a todo vapor na UFMA e agora teremos, com a UEMA, o tão sonhado Curso de Direito, que foi um pedido muito especial que fiz ao reitor quando cedemos o prédio e que hoje, posso dizer, que é uma realidade. Quero anunciar também que a Prefeitura de Pinheiro estará disponibilizando parte da estrutura da antiga escola Caic para se transformar em um anexo da UEMA. Temos que dar as mãos em prol do desenvolvimento da nossa cidade e assim fizemos com a UEMA quando decidimos ceder um prédio, de propriedade da prefeitura, para que a Instituição permanecesse em Pinheiro; assim vamos unidos construir uma nova história e uma nova educação na cidade na Princesa da Baixada.” enfatizou Luciano Genésio.

“É uma conquista de todos os acadêmicos da Universidade Estadual do Maranhão; estávamos carentes de um espaço para a Universidade e hoje, através da parceria com o prefeito Luciano, esse espaço foi cedido e podemos afirmar que a UEMA tem um prédio estruturado para suprir as nossas necessidades” afirmou o diretor da UEMA Campus Pinheiro, Gilberto Matos Aroucha.

Com informações: Blog do