A Polícia Civil do Estado do Maranhão, por intermédio da equipe da Delegacia de Polícia de Matinha/MA, vinculada a 6° Delegacia Regional de Viana, na última terça-feira (12), deu cumprimento a um mandado de prisão preventiva em desfavor de Raimundo Moura, vulgarmente conhecido como “PIXI” pela acusação da prática do crime estupro de vulnerável incurso no artigo 217-A, c/c Art. 226, II, ambos do Código Penal.

As investigações mostraram que “PIXI” manteve conjunção carnal e a pratica de outros atos libidinosos com a filha de sua companheira, menor de idade que hoje conta com 12 anos de vida, porém, tais ações ocorriam há aproximadamente 4 anos, momento que a vítima tinha 8 anos de idade. As práticas delituosas se concretizavam no ambiente doméstico onde residiam o suposto autor e a vítima, localizado no povoado Curral de Varas no município de Matinha/MA. A prisão foi viabilizada pelo trabalho desenvolvido pelo Delegado titular da delegacia de Matinha, David Noleto, que representou junto ao poder judiciário pela prisão preventiva do acusado.

Ascom-SSP


A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Amarante do Maranhão prendeu nesta quarta-feira (6), por volta de 16:00, o criminoso Raimundo Ferreira Abreu, 47 anos de idade. Sua prisão deu-se, por conta de ele ter praticado o crime de estupro de vulnerável, contra uma mulher de 19 anos. A Vítima é portadora de retardo mental grave, o que configura estupro de vulnerável.

De acordo com a polícia, o crime em questão aconteceu na cidade de Montes Altos, no ano de 2017, e desde o dia do crime, Raimundo Abreu encontrava-se ausente daquela cidade. O Delegado Regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, relatou, que as investigações, à época, confirmaram o estupro, através de provas testemunhais e científicas, como o exame de conjunção carnal, expedido pelo Instituto Médico Legal de Imperatriz. O poder judiciário, visando manter a instrução criminal, e a aplicação da lei, expediu mandado de prisão preventiva contra Raimundo Abreu.

O Delegado Regional informou ainda, que de posse do mandado de prisão, os policiais da delegacia de Amarante do MA, realizou um levantamento rápido de informações, descobrindo a casa onde Raimundo estava escondido. Após monitoramento nesta quarta-feira, (06), os policiais montaram campana nas proximidades do local, quando, por fim, efetuaram a prisão do suspeito.

Na mesma tarde, os agentes conduziram Raimundo Abreu, até a cidade de Imperatriz, onde o delegado regional, Eduardo Augusto Galvão de Carvalho, providenciará a sua imediata transferência para um presidio, onde ele ficará à disposição da justiça de Montes Altos.

Mauro Wagner – Ascom SSP


Markenned dos Reis Barbosa é suspeito estupro de vulnerável, contra suas enteadas, em Buritirana.

Uma das crianças abusada sexualmente pelo padrasto Markenned dos Reis Barbosa, conhecido como “Markim”, está contaminada com o vírus da Aids. A polícia está realizando investigações para saber se a menina, que tem apenas 10 anos, foi contaminada pelo agressor.

Markenned também é suspeito de transmitir o vírus da doença às suas vítimas, propositalmente. O acusado foi preso nessa segunda-feira (21), em sua casa em Buritirana, após ter sua prisão preventiva decretada pela Justiça, após longa investigação da Polícia Civil de Amarante.

Os crimes vinham sendo praticados há mais de um ano, contra as crianças, que coagidas, negaram os abusos. Porém, com informações de testemunhas, as investigações avançaram e laudos médicos comprovaram os abusos. Ao ser preso, o suspeito foi levado para Amarante e deve ser transferido para Imperatriz, onde ficará à disposição da Justiça.

De acordo com as investigações, o homem aproveitava a ausência da esposa para despir as crianças e praticar o crime de estupro de vulnerável, que em na maioria das vezes eram sexo oral. Segundo a polícia, a mãe sabia dos abusos.

O caso chocou os moradores da pacata cidade de Buritirana, a 60 km de Imperatriz, e também os moradores de Amarante, onde vivem os familiares do suspeito.

A prisão

A prisão do estuprador foi feita por policiais civis da Delegacia de Amarante, com apoio de policiais da 3ª Cia Independente de Polícia Militar, e se deu após longa investigação, quando se constatou que Markenned vinha abusando sexualmente das vítimas desde os nove de idade, dentro de sua própria casa.

Muitas vezes, aproveitando-se da ausência da esposa, Markenned despia as menores para a prática de sexo oral. Os policias informaram que, inicialmente, as vítimas e sua mãe negaram as agressões, mas, com avançar das investigações, informações de testemunhas e laudos médicos, comprovou-se o crime.

A prisão, decretada pelo juiz de Senador La Rocque, foi efetivada no centro da cidade de Buritirana, quando o acusado encontrava-se em sua casa, próximo ao estádio municipal. Após ser comunicado da decisão judicial, o acusado foi conduzido, sem oferecer resistência, até uma das celas da delegacia de Amarante, onde aguarda transferência para um presídio em Imperatriz.

Crime de difícil investigação

A equipe da delegacia de Amarante informou que o crime de estupro é de difícil investigação, principalmente quando cometido em ambiente doméstico. Muitas vezes, abalada psicologicamente e com medo do agressor, a vítima não procura a polícia para fazer a denúncia.