A Prefeitura de Pinheiro convocou nova coletiva de imprensa, na manhã desta terça-feira (14), na sala de reuniões do gabinete da Prefeitura, para esclarecer pontos importantes do novo decreto municipal, que flexibiliza a abertura do comércio local.

Estavam presentes no evento o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, o secretário de saúde Fred Lobato e o presidente da CDL, Vanderley Pinheiro.

As mudanças são resultado de um consenso entre Prefeitura Municipal e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A preocupação é assegurar o abastecimento e a segurança alimentar da população, nesse período de estado de calamidade pública em virtude da pandemia da covid-19 no município.

A imagem pode conter: 4 pessoas, incluindo Luciano Genésio e Fred Lobato

Na coletiva o prefeito Luciano, falou das ações de combate a Covid-19 no município, e afirmou que sua decisão está de acordo com os parâmetros redigidos pela OMS.
A OMS publicou os critérios para se fazer a abertura do comércio local para melhorar a economia dos municípios. […] O comércio que não cumprir com as determinações do Decreto serão fechados […] A prioridade é a vida depois a economia, mas, estamos aqui tentando estabilizar esse momento tão difícil pelo qual estamos passando.” disse o prefeito.

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Fred Lobato falou das suas preocupações a respeito da reabertura e que inclusive, a princípio não recomendou as novas medidas, no entanto, a CDL se comprometeu em orientar o comércio a cumprir as normas.

A imagem pode conter: Luciano Genésio e Fred Lobato, pessoas sentadas

“Se todos agirem com responsabilidade e obedecendo as normas sanitárias que o momento exige tudo ficará bem.” disse Fred.

Vanderley falou sobre o momento difícil pelo qual passa o comércio e que apesar de não haver o retorno total das atividades esse novo decreto irá ajudar e muito.
“Acredito que evitando aglomerações nos estabelecimentos, todos cumprindo as normas sanitárias de prevenção ao vírus, tudo ficará bem. Essa atitude do prefeito irá ajudar muito, por que o momento é realmente preocupante para o comércio.” disse Vanderley.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *