Prefeitura trabalhando-Prefeito Luciano vistoriando obras

As máquinas estão em ação, os trabalhos de infraestrutura realizados pela Prefeitura de Pinheiro na zona rural estão proporcionando dignidade e bem-estar aos pinheirenses nas mais longínquas localidades do município. Trechos intrafegáveis foram recuperados, estradas que a muito estavam abandonadas agora estão sendo transformadas pela força do trabalho.

Já são 150km de vicinais recuperadas, benefício que já mudou a vida dos moradores da região do Gama e Chapada. O projeto Pró-vicinais avança e as boas mudanças vão acontecendo em Pinheiro, mesmo com a forte crise e os constantes cortes feitos pelo Governo Federal em seus repasses, o que tem dificultado o pleno funcionamento de diversos municípios. Mais o trabalho não parou e os resultados já podem ser vistos.

O plano é que o Projeto Pró-vicinais recupere um total de 320km de estradas vicinais, com a instalação de bueiros com estrutura de concreto para garantir o escoamento adequado da água, no período chuvoso, com serviço de empiçarramento que garante a compactação adequada e necessária para que haja melhor trafegabilidade e durabilidade das obras.


A previsão é que antes da chegada do inverno todo o trabalho seja concluído.
“Estamos trabalhando muito e temos pressa, apesar das dificuldades, orçamento curto não podemos parar. Sabemos que esse trabalho é de extrema importância, é esse trabalho que irá garantir que as comunidades da zona rural consigam ter boas estradas durante o inverno, queremos que os benefícios cheguem a todos. O trabalho não vai parar.” Disse Segundo secretário de infraestrutura.

Seguindo o planejamento da gestão Luciano, a zona rural de Pinheiro tem total atenção da administração municipal , além, dos trabalhos de melhorias e recuperação das estradas vicinais a Prefeitura de Pinheiro já concluiu 100% da iluminação dos povoados do município. Uma garantia de maior segurança para essas localidades e seus moradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *