ARTICULAÇÃO POLITICA

Sob articulação do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, o Poder Legislativo no município terá duas mulheres representando não apenas os interesses femininos mas a classe de pescadores da região.

As suplentes Selma da Colônia e Fabrícia do Sindicato serão as primeiras mulheres assumirem os mandatos de vereadoras na Câmara Municipal nesta legislatura. O anúncio foi feito na sexta-feira (06) durante o evento na barragem do Pericumã.

Selma (PP) esteve na gestão do prefeito Luciano como secretária de desenvolvimento social quase 3 anos, e atualmente é presidente da Colônia de Pescadores. Fabrícia (PCdoB) é contadora e presidente do Sindicato de Pescadores. As suplentes vão assumir por 90 dias nos lugares de Lucas do Beiradão, que estará de licença médica, e do vereador Edinildo, que se ausentará para tratar de assuntos pessoais.

“Mais uma articulação nossa, colocando na história política da cidade essas duas mulheres que estarão representando muito bem a classe dos pescadores, do homem do campo. Tenho certeza que na Câmara, a partir do dia 10 de dezembro, as únicas vereadoras a atuarem nesta legislatura, farão um grande trabalho nesse período, honrando as mulheres e honrando a classe de pescadores”, ressaltou o prefeito Luciano.


Programa Maranhão Musical !

Na manhã desta quinta-feira (5) o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, esteve presente na cerimônia de entrega dos Kits do “Projeto Escola Musical” e do “Programa Maranhão Musical” ligados às Secretarias de Estado da Educação (Seduc) e Cultura (Secma). Também estiveram presentes na solenidade o Governador Flávio Dino e Senador Weverton Rocha.

Esses projetos têm por objetivo democratizar o acesso ao ensino de música gratuita em todo o estado, incentivando a realização de cursos de iniciação e formação musical, com aulas práticas e teóricas sobre diversos instrumentos.

Cerca de 56 escolas estaduais receberam os materiais e outras 20 entidades e prefeituras foram contempladas. Em Pinheiro as escolas Estaduais Centro Educa Mais Dom Ungarelli e Centro de Ensino José de Anchieta foram contempladas. Cada Kit é composto por 14 instrumentos musicais e 14 estantes para partituras.


Imagem meramente ilustrativa

Missão cumprida  

A nossa vida é conduzida de uma maneira bem simples, só para de alguma forma nos surpreender. Mas tão simples que achamos que pisamos num certo chão sem nenhuma pretensão. Enganamo-nos! Pois é nesse contexto que está a beleza do fenômeno “viver”. Imaginamos apenas visitar um certo lugar e voltarmos para nossa origem em poucas horas, em poucos dias, em pouquíssimos anos  ou partirmos para outro lugar bem diferente. No entanto algo acontece, a princípio, sem explicação, ao pisarmos num chão aparentemente estranho, com costumes diferentes e o quotidiano, até certo ponto, averso aos nossos sentimentos…   

Algo que permeia tais sentimentos, que nos prende alhures. Por que será? Talvez porque somos dotados de uma infinidade de sentimentos, esses, precisando aflorar de dentro de nós, de um ingrediente, de uma pitadinha de algo iluminador, de um amor adormecido. Talvez! Ou, quem sabe, somos despertados pela interação da natureza, da sociedade, da espiritualidade e das adversidades. Sim, até porque o homem é o ser mais adaptável da face da terra. Não! Não podem ser só essas quatro variáveis, já citadas, que se interagem… É claro que não; inclui-se nessas variáveis, a Missão Divina, a superior missão emponderada.   

A Partida  

Meus conterrâneos, fui autorizado a lhes informar, diga-se de passagem, com o meu coração apertado, mas também feliz por entender que não somos donos dos nossos destinos, que em breve estarão partindo para sua terra natal, João Pessoa, na Paraíba, o nosso queridíssimo Dr. Renato e a nossa queridíssima  Dra. Alba, esta, atuou brilhantemente como Assistente Social, ajudando a nossa gente.  

Dr. Renato, médico competente, assumiu a Secretaria de Saúde do Município, onde executou um belíssimo trabalho, como socorrer nos momentos difíceis muitos São-Bentenses, sempre solícito e sem discriminação e, como se não bastasse, encontrou tempo e disposição para participar da vida política da cidade como Vereador.  

Um casal dotado de muita simplicidade. Lembro-me, ao abordar Dr. Renado, na “Praça de Eventos”, quando este praticava sua caminha matutinal, lhe fiz a seguinte pergunta: – Dr. Renato, o que leva um homem a deixar sua terra natal e vir morar numa cidade tão distante, por mais de 40 anos? A resposta do nosso inesquecível amigo: – “AMOR, rapaz”. Sim Dr. Renato, não temos e nem teremos dúvidas do seu amor por nossa São Bento.  

As saudades   

Dr. Renato e Dra. Alba, amigos supremos do nosso povo, ao partirem, lembrem-se, memorizem, visualizem as nossas esquinas, as nossas ruas e ruelas, seus trajetos até o trabalho, seus jardins, a nossa feira, as nossas padarias, nossos mercadinhos, os nossos pássaros, as nossas árvores, o nosso amanhecer e entardecer, os nossos campos, a nossa biodiversidade, as nossas Igrejas, as nossas culturas, as nossas devoções, os nossos humildes postos médicos; olhem para o nosso céu pontilhado de brancas nuvens, olhem para o nosso céu noturno, ornamentado de estrelas, sintam os perfumes de nossas flores, sintam os odores úmidos e palpáveis de nossas travessas e, levem em vossos corações o carinho, a gratidão e o calor humano do povo de São Bento.   

Meus conterrâneos! Permitam-me em vossos nomes, agradecer ao Dr. Renato e a Dra. Alba, por toda dedicação, carinho e humanidade disponibilizados ao povo de São Bento. Nessa oportunidade, com certeza, o desejo de todos São-Benteses é lhes desejar Feliz Natal, saúde e paz e que Deus os acompanhe em todos os seus passos. Não vamos dizer-lhes “ADEUS”, apenas até logo.  

Cordialmente,  

José Raimundo Moreira (filho de São Bento)

Pre-candidato a Prefeitura de São-Ma. 


Audiência Publica / UEMA

Foi nesta sexta-feira (29), no auditório do Colégio Pinheirense, a audiência pública que apresentou e discutiu sobre a instalação do curso de Direito na Universidade Estadual do Maranhão-Uema campus Pinheiro.

A instalação do curso de Direito foi uma das condições imposta pelo prefeito Luciano para a doação do prédio onde hoje funciona o Campus. O local pertencia a Prefeitura de Pinheiro e foi cedido a Uema como forma de garantir maior desenvolvimento para cidade e oportunidade para os jovens que aqui residem.

Prefeito Luciano ainda se comprometeu com o local onde funcionará as aulas, no caso o centro de cultura e a casa do estudante. E a deputada Thaysa Hortegal irá se reunir com líderes do governo do Estado para tratar das contratações e orçamento direcionado ao curso.

A audiência pública apresentou a população que se fez presente a estratégia de instalação do curso, datas e estrutura. A expectativa é que em 2021 o curso comece a funcionar em Pinheiro. Muitos jovens saíram da cidade em busca desse curso na capital e em outros Estados, agora eles podem realizar seu sonho em casa.

Pinheiro possui dois campus Universitários, já há quem a chame de cidade Universitária. Os avanços estão acontecendo e quem ganha são os pinheirenses.


Mapa do Maranhão

De acordo com o texto, municípios de até 5.000 habitantes deverão comprovar, até o dia 30 de junho de 2023, sua sustentabilidade financeira

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Pacto Federativo, entregue pelo governo ao Congresso nesta terça-feira (5), prevê uma rodada de fusões e incorporações de municípios em 2025 e não estabelece a necessidade de consulta às populações locais.

De acordo com o texto, municípios de até 5.000 habitantes deverão comprovar, até o dia 30 de junho de 2023, sua sustentabilidade financeira. Para a apuração da quantidade de habitantes, serão utilizados dados do censo populacional de 2020.

CALMA MINHA GENTE… SÓ EM 2023 E, ATÉ LA … / Proposta do governo prevê fusão de municípios sem consulta; entenda as regras

Não se trata de uma regra permanente, mas de uma rodada de fusões e incorporações que se daria na primeira metade da próxima década.

“O município que não comprovar sua sustentabilidade financeira deverá ser incorporado a algum dos municípios limítrofes, a partir de 1º de janeiro de 2025”, diz o texto apresentado pelo governo, com artigos que seriam acrescentados às Disposições Constitucionais Transitórias.

Sustentabilidade, segundo a proposta, significa que a arrecadação dos três impostos de competência dos municípios (IPTU, ITBI e ISS) devem corresponder a, no mínimo, 10% da sua receita.

Segundo cálculos de entidades representativas dos municípios, cerca de 1.200 prefeituras, entre as 5.570 que existem atualmente, não atendem a esses requisitos.

Poderão ser incorporadas até três cidades por um único município incorporador (no limite, quatro cidades virariam uma), de acordo com a proposta do governo, cabendo ao município com melhor índice de sustentabilidade financeira ser o incorporador.

Glicério (SP), município de nascimento do presidente Jair Bolsonaro, por exemplo, seria incorporado por um vizinho, se a regra de corte fosse aplicada hoje, segundo dados do IBGE e da Firjan (federação das indústrias do Rio).

A proposta do governo diz ainda que não se aplica a essa rodada de fusões as regras previstas atualmente no § 4º do art. 18 da Constituição Federal.

Esse trecho da Constituição determina que a criação, a incorporação, fusão e desmembramento de municípios depende de lei complementar federal, mas a questão nunca foi regulamentada.

Uma vez regulamentada a questão, esses atos serão feitos por meio de lei estadual e dependerão de consulta prévia mediante plebiscito às populações dos municípios envolvidos.

Além disso é necessária apresentação de Estudos de Viabilidade Municipal, com regras definidas também na lei federal.

Além de não prever consulta às Assembleias Legislativas e à população local, a proposta do governo não estabelece como se dariam as negociações entre as prefeituras para definir quem incorporaria quem.

Na mensagem entregue ao Congresso, o governo argumenta que a maioria dos municípios com população inferior a 5.000 habitantes não tem receitas próprias suficientes para custear a sua própria estrutura (Prefeitura, Câmara de Vereadores etc.) “Isto é, custos que não existiriam (ou seriam substancialmente reduzidos) caso o município fosse incorporado a outro”, diz a mensagem.

O QUE DIZ A CONSTITUIÇÃO
A criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios, far-se-ão por lei estadual, dentro do período determinado por lei complementar federal, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos, após divulgação dos Estudos de Viabilidade Municipal, apresentados e publicados na forma da lei. (Art. 18, § 4º)

O QUE DIZ A PROPOSTA DO GOVERNO
(Art. 115 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias)
Os Municípios de até 5.000 habitantes deverão comprovar, até o dia 30 de junho de 2023, sua sustentabilidade financeira.

§ 1º A sustentabilidade financeira do Município é atestada mediante a comprovação de que o respectivo produto da arrecadação dos impostos a que se refere o art. 156 da Constituição Federal [IPTU, ITBI e ISS] corresponde a, no mínimo, dez por cento da sua receita.

§ 2º O Município que não comprovar sua sustentabilidade financeira deverá ser incorporado a algum dos municípios limítrofes, a partir de 1º de janeiro de 2025.

§ 3º O Município com melhor índice de sustentabilidade financeira será o incorporador.

§ 4º Poderão ser incorporados até três municípios por um único Município incorporador.

§ 5º Não se aplica à incorporação de que trata este artigo o disposto no § 4º do art. 18 da Constituição Federal.

§ 6º Para efeito de apuração da quantidade de habitantes de que trata o caput, serão considerados exclusivamente os dados do censo populacional do ano de 2020.



Transporte SEGURO

Desde o início da atual gestão municipal, Pinheiro só avança na área da educação. O desafio era recuperar as estruturas dos prédios escolares que apresentavam desgastes, ameaçando a segurança de alunos, professores e colaboradores. Essa etapa foi vencida em menos de 2 (dois) anos.
Em menos de 2 (dois) anos todas as escolas municipais passaram por reformas, adequações e reestruturações, uma forma de promover a melhoria no atendimento educacional, um espaço arejado, seguro e adequado ao aprendizado.

 

A merenda escolar foi mais uma melhoria que fez a diferença, agora alunos tem cardápio montado e acompanhado por nutricionistas, o que garante as nossas crianças alimentação gostosa, saudável e nutritiva. Resultando num melhor desempenho e aprendizagem.
Outra meta traçada e alcançada foi o transporte escolar de qualidade, um salto gigantesco, da carroça, pau-de-arara e ônibus velhos, para veículos novos, modernos, com acessibilidade e segurança.
Do início da atual gestão até agora foram adquiridos 7 novos ônibus escolares, agora Pinheiro conta com um total de 14 veículos em sua frota de transporte escolar, elevando o padrão de qualidade no transporte dos nossos alunos.
Isso é trabalho, isso é respeito e compromisso.


Equipe de Planejamento da Gestão

Em reunião nesta manhã (26), o Prefeito Luciano recebeu em seu gabinete a equipe de Monitoramento Eletrônico de Trânsito para tratar do andamento da instalação dos equipamentos e definição para funcionamento.

Com os trabalhos já bem avançados, Luciano anunciou que no aniversário da cidade (3 de setembro) o sistema de monitoramento estará à disposição da população pinheirense.
A princípio serão 12 (doze) novas câmeras instaladas na avenida principal, rodoviária antiga e na rodoviária nova.

O sistema tem o objetivo de monitorar a movimentação dessas vias, coibir a ação de criminosos na prática de furtos e roubos e identificar infrações de trânsito.
Os condutores terão 90 dias para educação e adequação à Central de Monitoramento Eletrônico de Trânsito.

“As câmeras tem alta qualidade de imagem, alcançam 1500 metros de captação e tem abrangência de 360º graus. O monitoramento será frequente no modo 24/7, a central contará com 6 telas simultâneas e capacidade de armazenamento de imagem por 30 dias.”
Humberto Henrique – Engenheiro Eletricista.

 

“O novo e mais moderno sistema de monitoramento que está sendo implantado em Pinheiro, faz parte de um pacote de ações que visam tornar a cidade mais segura. Tornamos as vias e bairros mais iluminados, agora estamos ampliando e modernizando o vídeo monitoramento que já existe no município e promovendo mais segurança no trânsito. A expectativa é uma redução considerável no número de roubos, furtos, acidentes e irregularidades no trânsito.” Prefeito Luciano.


 

Lembro como se fosse hoje o dia em que o conheci,muito agradável,educado. Logo percebi que nossa convivência seria tranquila.Entrei pra sua família com o seu aval e sua benção. Ao longo dos anos fui descobrindo as suas inúmeras qualidades,uma pessoa doce até alguém ferir um dos dele,amável,inteligente,ético,excelente marido,pai,sogro e avô…Tenho muita honra em ter convivido com ele.Agora estou com uma saudade imensa e de coração dilacerado com sua partida,meu sogro amado
Por: Ana Paula Lobato Nova Alves

Faleceu na tarde desta quinta-feira (14), no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP), o  jornalista Othelino Alves Filho, pai do deputado Othelino Neto (PC do B), presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão.

Raimundo Nonato Othelino Filho Parente Alves, conhecido como Othelino Filho, nasceu em 22 de dezembro de 1949 na cidade de Sobral, no Ceará. Filho do jornalista maranhense Othelino Nova Alves e da cearense Zeneida Parente Alves, Othelino Filho, desde pequeno, seguia os passos de luta ensaiados por seu pai. Quando adolescente, iniciou sua experiência com o papel, a caneta e o ideal.

Escreveu seu primeiro artigo, intitulado “Sala de aula”, para um jornal estudantil de sua cidade. O artigo era uma denúncia contra o analfabetismo e a manipulação da informação dentro das escolas e, sobretudo, na sociedade. Para ele, a “sala de aula” mencionada no texto era ainda a fronteira entre a liberdade e a civilização.

O pequeno escritor tornou-se grande. Em 1964, durante o período da ditadura militar, foi estudar em Fortaleza. Nessa época, participou do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e recebeu a incumbência de editar o Jornal do Liceu do Ceará, que em muitos momentos era feito às escondidas. Aos 16 anos, fugiu de sua casa e veio em busca de sonhos no Maranhão.

Mais tarde, no ano de 1968, permaneceu definitivamente na Ilha de São Luís, que o abraçara desde o primeiro contato com a cidade. De maneira simultânea a essas mudanças de vida, Othelino Filho já ensaiava a profissão que iria seguir. Tornou-se correspondente, ainda adolescente, do Jornal Pequeno e da Rádio Timbira.

Já em São Luís, o cearense com coração ludovicense formou-se em Direito, em 1974, iniciou o curso de Filosofia e alavancou o seu trabalho como jornalista. Além da motivação paterna, Othelino Filho – segundo de três gerações de profissionais que fazem história na comunicação maranhense – tinha o jornalismo como determinação de vida. Era ainda uma forma de dar continuidade ao trabalho de seu pai, interrompido em 30 de setembro de 1967, quando foi assassinado em praça pública.

Um ano após a morte de seu pai, em 1968, conquistou seu registro como jornalista. Trabalhou na Rádio Educadora, Rádio Ribamar, TV e Rádio Difusora. Foi chefe da Assessoria de Imprensa na primeira administração do prefeito Jackson Lago e secretário de Comunicação Social da Assembleia Legislativa do Estado. Exerceu temporariamente o cargo de secretário do Meio Ambiente e Recursos Naturais do governo José Reinaldo.

Chegou ainda a ser repórter do Jornal Pequeno, diretor de jornalismo da Rádio Timbira e presidente, por três vezes, do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Radiodifusão e Televisão, de cuja fundação participou.

Othelino exercia a profissão que preenchia seus anseios e que o fazia se dedicar de corpo e alma: o jornalismo. Ele destaca que o desafio que mais marcou sua carreira foi a participação como porta-voz da Frente de Libertação do Maranhão, nas eleições para o Governo do Estado, no ano de 2006. Desde 1995, ele já se dedicava à redação de artigos semanais no Jornal Pequeno. A compilação desses artigos resultou na publicação de quatro livros: A Oligarquia da Serpente (2006), A Rapina do Abutre, A Águia Libertária e O Polvo.

Com décadas de militância na profissão, que incluem suas experiências como jornalista amador, Othelino Filho não abre mão de manifestar seu pensamento, de assinar suas matérias e não crê na imparcialidade jornalística, no sentido de existir uma unidade na apresentação dos fatos.

Casado com a pedagoga Yolete Maria Alves e pai de Cláudia, Othelino Neto e Flávia, o então garoto nascido em Sobral alçou vôos distantes. É cidadão maranhense, durante diversos anos manteve uma coluna no Jornal Pequeno, fez o lançamento de seus quatro livros e considera-se um homem realizado.

Fonte/ Silvia Tereza


 

Michel Temer liberou R$ 200 milhões em emendas para salvar o mandato de Aécio Neves (PSDB-MG), na sessão de ontem do Senado Federal. Os dois, como todos sabem, são cúmplices no golpe contra a democracia brasileira, comprado pelo ex-deputado Eduardo Cunha.

A denúncia da compra de senadores foi feita pelo jornalista Josias de Souza, colunista do Uol. “Unido a Aécio Neves por solidariedade política e penal, Michel Temer mobilizou-se para devolver ao senador tucano o mandato, a liberdade noturna e o passaporte. Para virar votos no plenário do Senado, Temer autorizou seus operadores políticos a acenar com a liberação de R$ 200 milhões em emendas orçamentárias”, diz ele.

“Não basta a Aécio dizer ’muito obrigado’. Temer espera receber sua retribuição na Câmara, onde tramita a segunda denúncia da Procuradoria contra ele. Aécio já ajudara a organizar o enterro da primeira denúncia. O Planalto espera que auxilie muito mais no segundo velório. Uma mão lava a outra. Mas o resto permanece sujo. O ruído que se ouve ao fundo é o eco do diálogo vadio que Aécio manteve com o delator Joesley Batista”, afirma o jornalista. Na conversa, Aécio negocia R$ 2 milhões em propinas, que foram entregues a seu primo Fred Pacheco, hoje em prisão domiciliar.

Agora, Temer tenta fechar a compra da bancada ruralista liberando a volta do trabalho escravo nas fazendas, com o fim da fiscalização – decisão contestada pela OIT e pela própria secretária de direitos humanos do governo Temer

 Fonte: Brasil247


 

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC) prendeu nesta terça-feira (17), no bairro Cohab anil, Marcus Vinicius Feitosa De Castro, de 40 anos, natural de Picos, Piauí, em cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Primeira Vara do Tribunal do Júri de Teresina-PI e na posse de armas de fogo.
Marcus é acusado de pistolagem na região de Pio IX e Fronteiras também no Piauí, sendo que no ano de 2002, o indivíduo executou o servidor da secretaria da Fazenda do PI, Antônio Gernasio de Alencar, quando deixava os três filhos na escola, bem como na época o serviço de Inteligência da Polícia Civil do Piauí descobriu um plano de morte contra o Delegado da Polícia Civil – PI, Bonfim Filho, que investigava o crime organizado.
Após as formalidades legais, Marcus Vinicius Feitosa de Castro fora encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem de São Luís onde permanecerá a disposição do Poder Judiciário.
Gláucia Araújo – Ascom/SSP